The Economist


Pedro Emanuel anunciou ontem o abandono. Sempre tive na mente que era um economista a jogar de azul e branco, o que no mundo do futebol não é propriamente uma banalidade. Desde que chegou do Boavista em 2002 foi um elemento essencial quer fora quer dentro do campo. Quem não se lembra do esforço que punha em campo quando Adriaanse o “obrigava” a jogar no ponto mais à esquerda do trio de centrais? Quem não se lembra do penalty contra o Once Caldas? Quem não se lembra dos gritos que mandava para o resto da defesa, apelando à união e ao empenho conjunto?

Foi um excelente capitão e sai em grande, depois de vencer um campeonato e uma taça, e passa para a equipa dos juvenis, onde vai certamente impôr aos putos a vontade de ganhar que sempre mostrou.
Aqui há uns dias quando analisei a sua última época, disse: “Deu muito ao clube e merece lugar na estrutura azul-e-branca num futuro próximo, se tal o desejar”. Cá está, a Direcção parece que lê o blog!!!
Por tudo que fez pelo clube, desejo-lhe as maiores felicidades para o futuro! A mística fica dentro de portas!

Deixar uma resposta