Os porcos voam!!!


Ao contrário do que se possa inferir ao ler o título deste post, não vou falar da vitória do Benfica. Li há pouco que com a saída de Lucho, um dos novos capitães de equipa do FC Porto é nada mais nada menos que Mariano González. Sim, Mariano. O número 11 do plantel. A sequência de capitães fica então: Nuno >> Bruno Alves >> Raul Meireles >> … Mariano!!!

Quando estava a ler a notícia tive uma sensação estranha, um misto de temor com pânico, apimentado com uma leve gargalhada. Mariano González é um caso sui-generis, sem dúvida, uma história do sem-abrigo que se transformou num…bem, num pedinte com um carrinho de compras e meia dúzia de caixas de papelão para se refugiar do frio, mas que ainda assim mostra uma subida no seu nível de vida. Chegado ao FC Porto há dois anos, teve uma primeira época que não creio estar ao nível de qualquer um. Até um macaco amestrado conseguiria dominar melhor a bola e dar mais de dois passos sem a perder. Que diabo, o homem andou de gatas atrás do esférico mais que uma vez! No mesmo jogo!!! Acabado esse purgatório, o segundo ano mostrou um Mariano melhor, mas nada que se aproximasse de um jogador completo. Por qualquer influência divina ou lobby de pressão interna, vá se lá saber porquê, Mariano continua no plantel, acaba por substituir Lucho quando este se lesiona, termina a época a titular e arranca para a seguinte (a actual) na mesma situação, beneficiando da lesão de Rodríguez, a falta de ritmo e adaptação de Falcao e agora o castigo a Hulk.
Ora já que está visto que o seu talento futebolístico não pode pesar na escolha para capitão (nem é normal), é provável que tal se deva à influência dentro do balneário. Mas, perguntarão, não foi este que na primeira época andava sempre dentro e fora do gabinete do psicólogo? Certo. Não era o Mariano que sofria de problemas de confiança? Na mouche. Então como se explica esta decisão?!?!?!
Não sei, não estou lá dentro. Falando um bocadinho a sério, sou um dos críticos de Mariano desde que chegou e ao mesmo tempo que aplaudo o esforço e a dedicação que coloca em todas as jogadas de que faz parte, não é um jogador constante nem me parece extraordinariamente inspirador para poder ser eleito capitão de equipa, ainda que numa fileira recuada. Ao mesmo tempo que penso que se todos os jogadores do FC Porto tivessem a garra e determinação que Mariano mostra, seríamos campeões da Europa, não posso deixar de achar bizarro que este rapaz seja eleito sub-sub-sub-capitão.
Enfim, olhem para o ar e se virem um porco a voar…é normal, já vi coisas mais estranhas…

8 comentários

  1. Esta agora apanhou-me de surpresa… mas nesta altura não há muitos jogadores com estatuto dos 3 primeiros no FCPorto. Quem escolherias para o seu lugar?

  2. eh pá…se fosse o Queiroz a decidir se calhar escolhia o Hulk…mas realmente não há muitos "históricos", o Mariano é dos mais antigos a par do Helton e do Fucile (sem contar com os verdadeiros capitães, claro). acho que ficava só com 3 ;)

  3. Posso discordar? Desculpe Jorge, não o faço por mal, mas na realidade eu sempre gostei do Mariano. Concordo que no início não demonstrava grande destreza, mas mesmo assim sempre gostei dele, pois sempre o vi jogar com afinco, com vontade e com esforço. Qualidades para mim fundamentais num jogador. De resto, um jogador faz-se. Não nasce ensinado. A genética tem que contar, certo, mas só genética??? Corremos o risco de ter "bedetas" que não correm, não lutam! Além do mais foi aquele ar desajeitado que nos deu o segundo em Manchester, para além de outros tantos valiosos no final da temporada. Quanto à categoria para capitão…bem às vezes ser capitão é ser humilde. E, eu sei o que é estar fora de casa. Só de estar em Lisboa, não acorri ao psicólogo porque sou de fibra minhota, porque não estarmos no nosso aquário, é mm muito mau.
    Por isso, vamos lá dar espaço para que o Mariano se torne um jogador mais confiante…quem sabe, ser Capitão desta grande e gloriosa nossa equipa!?

  4. porra, era só o que faltava pedirem desculpa quando discordam :P
    é um jogador mediano e não passará disso. mas concordo quando dizes que um jogador se faz, e Mariano tem de facto trabalhado nesse sentido. é lutador e acaba por ser um bom exemplo para os outros, mas acho que não só de bons exemplos vive o futebol, é preciso aquele extra de talento que o rapaz simplesmente não tem. por essa ordem de ideias é lógico que preferiria ter Mariano como capitão a ter um Hagi ou um Maradona, que só o são pela capacidade técnica. mas um capitão tem de não só fazer com que a equipa acredite nele, mas também mostrar como se faz…
    enfim, é destas discussões que se faz o futebol! repara há quantos parágrafos não se fala no xistra!!! ;)

  5. Bem… O Mariano pode até ser esforçado mas isso até eu sou nas peladinhas com a malta mas isso não faz de mim um jogador à altura do FCP. O Mariano não está no FCPorto há apenas uma época e se em 3 anos não atinge um patamar estável em termos exibicionais… então quanto tempo mais vai ficar? O FCPorto não lucraria mais com o Varela no seu lugar? A mim parece-me que sim.

    Quanto à antiguidade no FCPorto… Por mim ficava o Helton a sub-sub-sub-capitão em vez do Mariano… Isto enquanto o Beto não ganha antiguidade ;)

    Xistra?? O que é isso?

Deixar uma resposta