As escolhas para a Champions


Está escolhido o plantel Portista que vai tentar passar a primeira fase da Liga dos Campeões frente a Chelsea, Atlético de Madrid e APOEL. Apesar de ter o distinto som de um abaixamento de expectativas, é exactamente isso que estes jogadores vão tentar fazer, já que pode haver alterações à lista de nomes na passagem para a segunda fase (ver regulamento da UEFA aqui).

À primeira vista, e sabendo os condicionalismos que a selecção de jogadores enfrenta, entre as quais a obrigatoriedade de ter 7 jogadores formados no país (e desses, 4 no clube), as escolhas parecem naturais…mas há que ver mais ao perto, raciocinando por sectores:
Guarda-Redes

Não há muito por onde escolher. Temos três e temos de escolher três: um titular, uma alternativa ao titular e uma opção extra caso haja lesões/castigos. Signed, sealed, delivered.
MENINOS: 3
Defesas
Aqui há alternativas. Temos 4 centrais no plantel e foram escolhidos 3. Ao experiente Bruno Alves e ao menos-experiente-mas-marcou-um-golaço-ao-Dínamo-em-Kiev Rolando soma-se Maicon, com potencial reconhecido por todos. Fica de fora Nuno André Coelho, que apesar de português não é formado no clube e como tem tido um início de época talvez abaixo das expectativas, tendo mostrado fracas capacidades de adaptação a uma posição alternativa como defesa direito. Para tal teremos Sapunaru, que apesar de não ter sido usado no FC Porto como defesa central já tem alguma experiência passada no posto durante a sua carreira na Roménia. Restam os laterais, Fucile e Álvaro Pereira, inquestionáveis, e Miguel Lopes, uma esperança portuguesa.
MENINOS: 10
Médios
Talvez as escolhas mais complicadas, na minha opinião. Fernando, Meireles e Belluschi são titulares e teriam de entrar. Valeri e Guarín têm sido as alternativas mais utilizadas e por isso faz sentido estarem na lista. Restariam Tomás Costa e Prediger. A polivalência e maior experiência de Tomy parece ter levado a melhor em relação à dúvida que é Prediger, que cada vez mais me faz confusão quanto ao seu valor, pois pelo que custou já deveria ter sido chamado a jogar nem que seja um minuto. Porra, ao menos convocado! Guarín continua a ser uma espinha atravessada na minha garganta (aquele jogo contra o Arsenal no ano passado, nem me quero lembrar) mas será uma escolha infinitamente questionável de Jesualdo, ao passo que Valeri se vai integrando na equipa e nas opções do professor.
MENINOS: 16
Avançados
Aqui não havia dúvida. Põe-se tudo o que mexe e só não vai o Orlando Sá porque ainda está (e estará) a recuperar da grave lesão com que chegou. Hulk, Varela, Farías, Cristián Rodríguez, Mariano e Falcao vão ser as nossas opções para marcar muitos golos. Ou 1 de cada vez, jã não era mau.
MENINOS: 21
Assim sendo, temos 21 rapazolas (somados a mais 4 miúdos dos sub-19), assim divididos e comparados com o plantel completo:
Helton
Beto
Nuno
——–
Fucile
Miguel Lopes
Sapunaru
Bruno Alves
Rolando
Maicon

Nuno André Coelho

Álvaro Pereira
——–
Fernando

Prediger

Raul Meireles
Tomas Costa
Guarín
Valeri
Belluschi
——–
Hulk
Falcao
Farías
Varela
Mariano González
Crístian Rodríguez
Orlando Sá
——–
David (defesa)
Amorim (médio)
Dias (médio)
Claro (avançado)
Alex (avançado)
Prontos para o jogo contra o Chelsea? Não. Com vontade de lá chegar? Claro!!!

2 comentários

  1. Teoricamente, não faz sentido o Prediger ficar de fora – custou 4, 2 milhões -, mas pode ser que ele daqui a alguns meses prove a razão do investimento. Aguardemos e façamos força para que seja isso que vai acontecer.

    Um abraço

  2. Bem, eu nao vi as escolhas oficiais para a Champions, mas tendo em conta os jogadores que mencionaste como fazendo parte delas, e matematicamente falando inumeraste 22 mas so contaste como 21. Tambem falaste em 4 miudos sub-19 e inumeraste 5.
    Time to correct something :)

    Abraços ;)

Deixar uma resposta