Baías e Baronis – Hungria vs Portugal


Este é um blog que se dedica a dois tópicos: o FC Porto e o cabelo do Rui Santos, quando fôr decente. No entanto, queria fazer um pequeníssimo Baías & Baronis sobre o jogo de hoje. Pequeníssimo que é como quem diz dois de cada.

Cá vai:

BAÍAS
(+) Era preciso mas mesmo preciso ganhar? Ganhámos. Jogámos mal? Ver primeira resposta.
(+) Os melhores jogadores são os ex-brasileiros. Contra a Dinamarca, Deco e Liedson. Hoje foi Pepe. Se tiverem todos esta qualidade, venham, até porque não acredito que naturalizemos o Patric.
BARONIS
(-) Pôr o Duda em campo é o mesmo que pôr um pneu. Furado e enlameado. E aposto que o pneu dominava melhor a bola.
(-) O Ronaldo está para a Selecção como o Jardel estava para o Porto. Nunca é substituído, mesmo que só faça cagada.

2 comentários

  1. Preocupa-me um pouco a falta de sensibilidade do blog…

    Comparar o duda a um Pneu?

    Fazes ideia do que é um Pneu? De quantas horas são necessárias para o tornar redondinho, pretinho, aderente porém duradouro?

    Ele há cada uma…

  2. Parece-me que alguém anda a confundir a velocidade com o toucinho. Essa do pneu é de bradar aos céus. O pneu que devia estar no banco, há muito tempo, chama-se CR. Andamos desde o início da fase de apuramento a jogar com 10 e ningém tem a coragem de o sentar no banco ou na bancada, como disse o José Mourinho em relação ao Quaresma quando o questionaram sobre as hipóteses dele jogar. Sabiamnete o JM respondeu: tem três, ou seja, no campo, no banco ou na bancada.
    O Jogo contra a Hungria mais uma vez demonstrou as nossas insuficiências, fruto de um treinador, esse sim, que é um grande pneu.

Deixar uma resposta