Repetir 03/11/2008


Faz agora um ano (ou quase), que estávamos perante um momento fulcral na época desportiva da equipa sénior de futebol do FC Porto. Depois da tradicional eliminatória contra o Sertanense, acabávamos de sair vergados perante o peso de 3 derrotas consecutivas, duas para o campeonato e uma para a Liga dos Campeões, frente ao Dínamo Kiev. O ponto de mudança ocorreu na Ucrânia, onde recuperámos de uma desvantagem no marcador e acabámos por vencer o encontro, seguindo-se uma série de 9 vitórias consecutivas e uma melhoria evidente na qualidade de jogo.

Tínhamos Lucho e Lisandro. Tínhamos um Hulk a aparecer e uma equipa a crescer em futebol e maturidade. Hoje em dia a situação é diferente mas muito parecida. Em 363 dias muito mudou, mas o clube mantém-se fiel aos princípios e a equipa terá que os assimilar e colocar em campo o espírito guerreiro que nos permitirá sair deste mini-fosso onde parecemos estar.
Por isso é com olhos raiados de vermelho e espuma a sair pela boca que vou encarar o jogo de logo. Vamos fazer aos cipriotas o que uma grande equipa tem de fazer: reduzi-los à insignificância que têm de ter perante uma equipa mais trabalhadora, mais inteligente e acima de tudo, mais forte! Força, rapazes, não custa nada!

1 comentário

  1. Quanto à espuma a sair da boca, bebe a cerveja com mais calma! Se fosse aqui na terrinha onde estou, era uma Cuca ou uma Eka…
    O que me faz confusão são mesmo os olhos raiados de vermelho… bastava dizer só raiados!

Deixar uma resposta