Baías e Baronis – FCP vs Braga


(foto retirada do MaisFutebol)

Devo admitir que nas horas que antecederam a partida não estava no melhor dos humores em termos futebolísticos. Apesar da subida de forma que a equipa tinha vindo a manifestar, dos belos resultados caseiros frente a Sporting e Arsenal e da melhoria no fio de jogo da equipa, estava apreensivo. O Braga joga bem, troca a bola com calma e confiança e tinha vindo a mostrar que o futebol não é só feito pelos melhores mas também por aqueles que mostram em campo serem pragmáticos e eficazes. Por isso fiquei em êxtase com a vitória e a exibição, garra e querer, determinação, eficácia e bom futebol, tudo de azul-e-branco. Venham de lá essas notas:

BAÍAS
(+) Varela. Enquanto vê relva na frente dele, é um combóio sem travões. Arrancou duas belas assistências na primeira parte e deu cabo da cabeça ao Filipe Oliveira que se viu e desejou para parar o extremo portista, bem coadjuvado por Álvaro. Apesar de se notar já alguma falta de pernas para aguentar 90 minutos seguidos, tal é o ritmo que impõe a todas as jogadas em que participa, durante o tempo que está em campo acaba por ser uma peça vital no nosso ataque.
(+) Álvaro Pereira. O mesmo que disse de Varela posso dizer de Álvaro, com um pózinho extra: que grande golo!!! Acho que ninguém esperava ver um tiraço tão bem colocado da parte do uruguaio, ele que sempre que antes tinha tentado rematar à baliza tinha saído para a bancada ou para os placares publicitários, mas desta vez foi certeiro. Passou o jogo todo a tirar bolas a Alan e a apoiar Varela com confiança, em grandes correrias pelo flanco. Espero que continue a crescer como tem feito desde o início da época.
(+) Falcao. Não há dúvidas que foi uma excelente compra. A forma como se antecipa ao central do Braga no primeiro golo é perfeita e está a combinar muito bem com Varela, o que tem trazido vários golos ao colombiano, algo que obviamente não se via no início da época, como é compreensível. Joga bem em frente à baliza mas acaba por ser quando está de costas que é mais valioso, dominando bolas difíceis e rodando para os médios e extremos poderem continuar a construir por forma a lhe devolverem a bola prontinha para entrar nas redes. Estou a ficar fã.
(+) Ruben+Meireles. Os dois juntos começam a mostrar o que valem. Ruben, apesar de no jogo contra o Arsenal não ter ajudado muito na defesa (andou lá mas foi pouco eficaz e tem Fernando a voar para todo o lado quando é preciso) e Meireles não subir o suficiente no terreno, hoje parecem ter encontrado um equilíbrio melhor entre eles. Meireles apareceu bem melhor que nos jogos anteriores e Ruben foi mais estático e organizador, rodando a bola para os extremos, esses sim em foco. Gostei do que vi e dá garantias de um meio-campo mais coeso, algo que nos falta desde Agosto de 2009.

(+) Mariano. Continua trapalhão, tosco e tremido em todas as vezes que está com a bola nos pés, mas hoje fez das melhores primeiras-partes que o vi fazer desde que chegou ao FC Porto. Um exemplo de garra e determinação, não desistindo de nenhuma bola, lutando até não poder mais contra todos os adversários, incluindo o mais temido: a bola. Surgiu sozinho frente a Eduardo, fez tudo bem, mas falhou a baliza por meros centímetros. Merecia o golo.
(+) Ambiente. O estádio estava cheio de gente, uns de azul e outros de vermelho, e a interacção entre ambos foi viva, dinâmica e sem problemas. Cantou-se, gritou-se, foi um espectáculo como poucos este ano ou em quaisquer outros, com manifestos das claques, apoio do público e um jogo muito bem disputado dentro do campo. Fossem todos assim…
BARONIS
(-) Posicionamento táctico de Fernando. Numa equipa como a nossa, que precisa de ter um meio-campo estruturado por forma a não precisar de recuar os extremos para pontos em que se torna difícil e trabalhoso fazer um contra-ataque fácil e rápido, Fernando torna-se um ponto de interrogação. Jogando tão perto dos centrais (mesmo quando não há ninguém para marcar na zona onde se encontra) abre espaço a mais no meio-campo, e as outras equipas já se começam a aperceber disso. De quem é a culpa? De Jesualdo, claro. É uma opção táctica válida mas com a qual não estou de acordo.
(-) Olegário. Num jogo em que tudo estava a correr bem para o nosso lado, eis senão quando o internacional e único árbitro luso que vai marcar presença no Mundial decide começar a estragar o jogo. Falhou muito e falhou demais. Falhou no penalty que não marcou contra o FC Porto (Meireles sobre Alan, creio), falhou em não expulsar pelo menos Rafael Bastos pela entrada assassina sobre Belluschi, falhou em apitar mais do que deve (o que faz SEMPRE), falhou quando marcava uma falta e no lance seguinte com a mesma configuração se esquecia de o fazer…enfim, falhou como falha habitualmente, é mais um dos apitadores que temos, que não deixa lutar nos lances banais e esquece-se de punir os lances graves. Mau.

Não estava à espera e aposto que ninguém esperava uma vitória tão gorda. Fomos melhores, fomos eficazes e mostrámos que ainda cá estamos para tentar ganhar isto. Não dependemos só de nós mas precisamos de continuar a pressionar os da frente para ainda poder sonhar. Vamos a Alvalade para ganhar, porque não temos outra hipótese. Espero que o jogo de hoje não tenha sido só uma noite acima da média e que subamos a fasquia para recuperar o atraso que, por nossa culpa, se verifica neste momento.

2 comentários

  1. Bom jogo, muitos golos e espectáculo. Um Porto de qualidade a galvanizar um estádio quase cheio. Lindo!

    Mas não podemos embandeirar em arco. Temos muitos pontos de atraso que necessitamos recuperar e que não dependem apenas da nossa eficácia.

    Podemos vencer todos os jogos até final e não conseguirmos o objectivo.

    Resta-nos ser competentes e esperar o milagre.

    Cada jogo será como uma final.

    Unidos venceremos.

    Um abraço

  2. Grande Jogo de um FC Porto revoltado e farto de ser maltratado em toda a Comunicação Social e na Liga Portuguesa de Futebol.

    Melhor Grito de revolta e de apoio a Hulk e Sapunaru era impossível!!!

    Foi uma goleada a um Braga, que muitos coroaram como um Candidato ao Título, que faz com que nós Portistas voltemos a sonhar com o Penta…

    Micael o que de tão bom vieste fazer e porque não vieste mais cedo.

    Agora é o Dragão ganhar todos os jogos e esperar que os adversários escorreguem… O Benfica será com certeza o primeiro, pois a Águia já se queixa que não pode mais graças aos métodos de Treinos do Papa Pastilhas… Resta saber se o Braga quebrou ou quebrará.

    Cumprimentos e saudações Portistas!!!

Deixar uma resposta