Rolices

79′
Falcao vê amarelo após lance disputado com Bruno Ribeiro e Ricardo Silva. Justificou-se?

Jorge Coroado
O cartão amarelo é um absurdo, sem razão de ser. Considerando falta, por eventual bofetada, a sanção correcta seria o vermelho e nunca o amarelo. Mas, e curiosamente, quem merecia ser punido seria o jogador do Setúbal que lhe pontapeou a perna direita, cujo desequilíbrio levou Falcao a acertar na cara de Bruno Ribeiro.

Rosa Santos
O árbitro, mais uma vez, mostrou não ter categoria e quando assim é, no lugar de facilitar, complica. Falcao sofre uma entrada violenta e acabou por ver amarelo por ter sido considerado que este acertou na cara do adversário. se assim fosse – o que não foi o caso – teria de expulsar o jogador portista. O árbitro assistente tem culpas no cartório.

António Rola
O árbitro entendeu por bem mostrar cartão amarelo a Falcao, no entanto, as imagens mostram-nos uma bofetada do jogador a um adversário, pelo que, e em cumprimento rigoroso da lei, a cor do cartão deveria ter sido outra: a vermelha.


Uma coisa é certa: o Rola, apesar de idiota, é coerente. Ou será ao contrário?

4 comentários

  1. Eu só me pergunto é como é que OJOGO ainda dá voz a esse monte de merda..esta crónica, até pelo seu nome (Tribunal), deveria ser isenta e imparcial, mas com esse bocado de esterco lá, é exactamente o oposto.

    Enfim.

  2. Olá Jorge. Também não concordo com o Rola, mas acho que se devem respeitar todas as opiniões. Mesmo que fosse lance para amarelo, o árbitro deveria ter perdoado, o Falcao não merece perder o clássico e gosto sempre que as equipas estejam na mássima força quando jogam contra o SLB.
    Cumps

  3. exactamente. já temos poucos que saibam o que fazer à redondinha…sem o Falcao ainda pior ficamos e assim nem luta damos, carago! ;)

  4. Eu também prefiro que todos os melhores jogadores possam jogar, mas prefiro ainda mais não ter de comentar acontecimentos destes…

    O Falcão, que uns minutos antes foge da confusão para não correr o risco de levar amarelo, ia mesmo acertar num jogador de propósito estando ele nitidamente a evitar levar tal amarelo.

    Foi mau de mais…

    Agora, nada a fazer…

    Até o próprio Bruno Ribeiro vem dizer que não é coisa para amarelo, mas o Rola, que por acaso até consultor do Benfica para a arbitragem, tem direito a uma opinião diferente.

    Não se percebe, mas pronto, está no seu direito… Parece os juristas, que em parte e conforme a côr por no cristal ocular, têm sempre interpretações variadas…

    é pena, mas é mesmo assim… nada a que já não estejamos habituados…

Deixar uma resposta