Contradições

Um dos grandes problemas dos programas de opinião sobre futebol, principalmente os que têm um formato que se foca menos na bola e mais nos assuntos paralelos, reside na forma como os intervenientes influenciam a opinião pública através das declarações que fazem enquanto o programa decorre. Muita gente gosta de pequenos saundebaites e quando ouve qualquer tipo de declaração mais parva logo a passa a considerar como verdadeira porque “ouviu na televisão, foi ele que disse” e pronto, a veracidade está tão confirmada como a de um artigo na Wikipedia.

No início desta temporada, o Dia Seguinte entrou no mercado de transferências e trocou o irritante Sílvio Cervan pelo…coiso Rui Gomes da Silva. Os outros fulanos lá ficaram, seguindo a linha editorial da SIC Notícias em termos de futebol, que se pauta por não falar de futebol mas sim das polémicas do futebol, muitas das quais por si levantadas, sejam elas válidas ou não.

Voltando ao assunto do primeiro parágrafo, usando o sujeito do segundo. Rui Gomes da Silva é parlamentarmente astuto e gosta de atirar nacos e nacos de barro à parede e enerva um santo. Os outros dois que lá estão não ajudam muito à credibilidade do programa porque caem na esparrela, exaltam-se e levantam a voz e está o caldo entornado, os blogs a saltar e as audiências a subir. Uma rebaldaria, portanto.

Reparem neste exemplo, recolhido do blog Guerreiros da Invicta:



Para além dos erros consistentes sobre o custo de James Rodríguez e a atitude agressiva (não no sentido positivo, mais naquela onda do “I know you are but what am I?”, ouviram quanto custou Rodrigo? E agora passo a citar outro blog, desta vez benfiquista:

Ontem, o Director Desportivo e Administrador do futebol do Benfica afirmou:

«Rodrigo é uma aposta de futuro e sempre o dissemos. O Benfica tem sete atacantes, não estaríamos a apostar na sua progressão se ficasse. Tem grande potencial e vai para uma liga muito competitiva. Custou seis milhões, mas, por exemplo, ainda agora o Barcelona emprestou um avançado que custou 70 milhões.»

Rui Costa, 01/Setembro/2010, na cerimónia dos 40 anos do Damásio Ginásio Clube

Não está aqui em questão o preço do jogador nem o valor dele. Nem é um ataque ao Benfica, esqueçam lá isso. Trata-se de um aviso à quem vir estes programas: ponham um filtro à interpretação do que se diz. Mesmo daquilo que parecem ser factos.

É por estas e por outras que eu prefiro que o meu clube seja parco em declarações oficiais. É que quanto mais se abre a boca, mais hipótese há de sair trampa.

9 comentários

  1. Bem, não me vou pronunciar em relação a este senhor por causa do seu benfiquismo, mas sim pelo facto de ter tido responsabilidades num Governo Nacional.

    Simplesmente deplorável…

    Que triste figura sinceramente…

  2. Ainda bem que ainda não tenho cabo em casa, porque da única vez que ouvi essa personagem futebolística a abrir a boca…….. [auto-censura aos pensamentos] ;)

    Gustavo

  3. Este ex-ministro é sem duvida uma encomenda do clube dele à sic noticias.

    Espanta-me que a sic deixe, ou pior, convide(se tiver sido o caso) um tipo destes que fala da maneira que fala.

    Só está a descredibilizar o programa. Eu deixei de ver o Dia Seguinte depois do jogo da Supertaça (1º programa desta nova época) quando este tipo na altura da analisar o jogo arranjava as desculpas mais esfarrapadas para explicar as agressões perpetradas pelos "seus"? jogadores.
    Até o rui santos, esse tipo que para ser mais vermelho só lhe falta ser comunista, diz expressamente que houve 5 expulsões perdoadas ao benfica e este senhor ex-ministro, que por consequência do seu passado devia ao menos ser uma pessoa correcta e séria, distorce de uma forma tão doentia e leviana a sua opinião que só serve para deixar ficar mal quem ele serve e quem se serve dele.

    Mas os actos e atitudes ficam? com quem os promove e os pratica.

  4. Meus caros, quanto pior, mais javardice, melhor para a Sic, lembram-se dos Porcos da Bola?
    Ele foi escolhido por ser assim…

    Um abraço

  5. O dia seguinte traz-me à memória recordações de infância, mais precisamente, dos Marretas!

    Parece que estou a ver o Paulo Garcia (ou outro apresentador), na abertura do programa a dizer: "Hello, I'm Kermit the Frogg, welcome to tonight's Muppet Show!"

    Depois o ex-ministro identifica-se com o Cozinheiro Sueco, sempre capaz de "cozinhar" as maiores alarvidades.

    E depois os outros 2 são os velhotes lá em cima no camarote (não me lembro agora os nomes relembrem-me, pf).

    Para completar o painel só falta mesmo uma Miss Piggy. Sugiro à SIC a contratação de uma das seguintes personagens:
    1. A cantora dos Foram Cardos Foram Prosas
    2. A Procuradora do MP que pinta os olhos por baixo
    3. A escritora de literatura de cordel cujo título do best-seller começa na 1ª pessoa do singular
    4. A revisora oficial da escritora referida no ponto anterior (correndo, contudo, o risco de esta não cumprir todos os requisitos necessários para se candidatar ao papel de Miss Piggy, nomeadamente porque, tal como uma célebre atleta sul-africana, não se configurar fácil determinar a sua feminilidade)

    Votação aberta!

Deixar uma resposta