Seis jogos, seis arbitragens

Benfica 0-2 FC Porto (Supertaça) – vermelho por mostrar a Cardozo, Martins, Peixoto e David Luíz.

Naval 0-1 FC Porto – João Pedro cai na área do Porto sem motivo aparente para assinalar grande-penalidade; dois vermelhos por mostrar a jogadores da Naval, um por patada na cabeça no Moutinho e outro por entrada assassina no tornozelo do Guarín que o lesionou umas boas semanas; grande-penalidade assinalada a favor do FC Porto por mão na bola do defensor da Naval.

FC Porto 3-0 Beira-Mar – falta inexistente no livre que origina o segundo golo do Porto; grande-penalidade por marcar sobre Varela na segunda parte.

Rio Ave 0-2 FC Porto – grande-penalidade por marcar contra o FC Porto por falta de Álvaro Pereira na área; esse mesmo lance é precedido de várias irregularidades: puxão a Moutinho, fora-de-jogo de João Tomás na altura do cruzamento e falta sobre Maicon; vermelho por mostrar a Fábio Felício e Milhazes, o primeiro por pisar o Hulk sem bola e o outro por patada no joelho do mesmo jogador, novamente sem tentar jogar a bola.

FC Porto 3-2 Braga – nada de relevante.

Nacional 0-2 FC Porto – grande-penalidade por marcar a favor do Nacional por mão na bola de Rolando; grande-penalidade bem assinalada a favor do Porto por “agarrão” a Varela; grande-penalidade por assinalar a favor do Porto por derrube a Hulk momentos antes deste ser substituído.

retirado do blog Portistas Anónimos

Perfeito. Vitor Pereira não faria melhor. Aliás, não fez.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.