Guarín…há um ano atrás

Ao dia 25 do ano da graça de 2010, escrevi o seguinte no Baías e Baronis referente ao jogo Estoril vs FC Porto, a contar para a Taça de Portugal:

“Em toda a minha vida como adepto portista já tive alguns belos presentes durante um jogo. Costa em Manchester, Mareque em Leiria ou Baroni…em qualquer um que tenha entrado. E ontem, meus amigos, tive mais uma entrada para o galarim dos piores jogos de sempre. O nome da abóbora de calções que entra para o Hall of Fame é nada mais nada menos que Fredy Guarín. Apesar de nada se poder dizer quanto à…não, esperem, vou recomeçar. Muito embora tenha sempre tentado…não, também não está bem. É melhor dizer as verdades primeiro. Guarín protagonizou os piores 45 minutos que há memória de ver um jogador do FC Porto a fazer desde há vários anos, ressalvando algumas muito más exibições que já vimos no passado (com Mariano no Top 5). Não conseguia dominar uma bola que fosse, e sempre que ia a correr para a tentar apanhar, o esférico já tinha saído. Foi atroz a maneira como perdia sempre a bola para o seu marcador directo quando tentava proteger a redondinha dos defesas e invariavelmente a perdia para o marcador directo. Apesar da atenuante de ter sido colocado a jogar como falso-interior-direito-barra-falso-extremo-direito por Jesualdo, nada pode justificar a total inépcia técnica que mostrou. Não chega arrancar feito louco pelo relvado fora com a bola mal dominada, marcar livres contra a barreira e dizer que se tentou. Este é um exemplo similar a Tomás Costa, que aparentemente sabe bem melhor o seu lugar. E o argentino, quando não sabe, manda a bola para fora. Guarín, como acha que sabe, tenta fintar (muito à imagem de Belluschi). E, como quase sempre lhe corre mal, perde créditos. E já tem poucos.”

Sensivelmente um ano depois, verborreei estas palavras sobre o mesmo rapaz na mesma rubrica, no jogo FC Porto vs Marítimo da Liga ZON/Sagres:

“Em declarações depois do jogo, o colombiano disse: “Por vezes, saem disparates mas hoje marquei”. Frase perfeita de um rapaz que, à imagem de Mariano, acaba por conquistar os adeptos à custa de suor, alguma atrapalhação mas muita luta. Os golos que apontou hoje foram a imagem de um rapaz que joga cheio de moral, com garra e capacidade de luta notáveis, a rodar a bola com simplicidade e certeza e que apesar de uma ou duas falhas por excesso de confiança nunca deixou de procurar fazer as coisas de uma forma prática e que permitisse aos colegas avançar com a audácia que era necessária. Já o critiquei tanto que parece que estou a assumir uma hipocrisia gritante, mas este Guarín que hoje vi a celebrar dois geniais golos não é o mesmo do ano passado. Está bem melhor e neste momento é titular por mérito próprio.”

Não parece ser o mesmo gajo, pois não? Nem o que escreve nem o que joga.

6 comentários

  1. Vejamos uma coisa. A análise aí mencionada do jogo do Estoril é quase a opinião geral dos Portistas sobre o mesmo durante toda a sua estadia no Porto.

    Este jogo foi assombroso e simplesmente o melhor desde que chegou ao Porto. Não parece o mesmo.

    E Deus queira que não volte o "velho" Guarin. Ou que este actual apareça mais frequentemente.

    Mas o moço que faça um jogo a seguir igual aos maus que lhe criaram a "imagem" e os assobios e as críticas voltam instantaneamente.

    Depende dele mostrar que houve mesmo uma viragem completa.

  2. Ponto 1: "Não parece ser o mesmo gajo, pois não? Nem o que escreve nem o que joga"
    -gosto muito do seu sentido de humor!
    Ponto 2: Guarin não é de facto um daqueles jogadores que a gente gosta de ver jogar – às vezes faz-me lembrar o Emerson do tempo do Robson (há ali qualquer coisa de muito tôsco) mas são jogadores que não desistem e que – ao contrário de alguns bem mais dotados – assumem o risco de errar e serem assobiados! Há que lhes dar valor.

    Agora também é injusta a concorrência: talvez a gente tenha no plantel os melhores jogadores columbianos (o que já é Falcao e o que será, Jámes)…

  3. Boa tarde,

    Desculpe a pergunta: Porque motivo você tem no seu blog um Link directo para um "intitulado" Blog, Sou Portista com muito orgulho, quando o que ali se escreve não passam de ataques de ódio ressabiado contra o melhor clube português.
    O autor é um lampião porco.
    Aviso todos os portistas para não abrirem aquele vómito.
    Força F.C.Porto

  4. @Alentejano: não concordo consigo por vários motivos. o blog de que fala é de um portista que tem uma visão muito própria e com a qual não concordo a grande maioria das vezes, principalmente porque não gosto da forma como se coloca sempre "do contra", principalmente nas posições anti-Pinto da Costa, que claramente não partilho. agora não tenho dúvida que é portista e que apesar da conversa de café alcoolizada que por vezes transcreve, quer o melhor para o clube. ainda assim compreendo o seu apelo :)

    um abraço!

  5. Caro Jorge,
    Obrigado pelo esclarecimento, mas como calcula não me revejo neste tipo de portistas e não vou mais ao engano.
    É destes que os do clube do regime gostam.
    Um abraço também para si.

Deixar uma resposta