Baías e Baronis 2010/2011 – Beto

Época: O segundo que noutra equipa seria primeiro. Nunca armou problemas por ser o suplente do melhor guarda-redes do nosso campeonato porque não teria argumentos. Jogou algumas partidas importantes e esteve sempre em bom nível. Lembro o último jogo da Liga contra o Marítimo, onde nem era preciso haver defesa porque estava lá Beto a defender tudo o que lhe aparecia pela frente.

Momento: Defesa do penalty na final da Taça de Portugal, quebrando o espírito do adversário e garantindo uma segunda-parte tranquila e uma vitória mais descansada.

Nota final 2010/2011:

BAÍA

 


6 comentários

  1. Trocava o momento pelo jogo da segunda mão da taça… Mostrou ai que a equipa tinha confiança plena no trabalho dele, a segurança começa no numero 1, e isso ele mostrou sempre…

    Abraços

  2. as vezes tenho sinceramente pena do Beto… para mim já desde que jogava no Leixões é de longe o melhor GR português.. está é tapado pelo melhor GR da Liga e um dos melhores brasileiros desta época.. só espero que não perca a paciência e saiba esperar porque ele será o futuro.
    Abraço

  3. Eu gosto mto do Beto, só tenho pena de lhe faltarem mais uns centímetros.

    Se o Helton esta época estivesse ao nível das anteriores, o Beto era titular de caras. Sinceramente espero que o seja mto em breve! :)

Deixar uma resposta