Mais uma pérola

O desespero

Com papas e bolos se enganam os tolos. Os invejosos voltaram à única coisa em que se distinguem – a maledicência –, com a insipiência do costume, é certo, para tentarem, fora do campo, o que não conseguem dentro das quatro linhas. Um clássico.

Ontem mesmo, no dia em que foi conhecida mais uma sentença da Justiça, favorável a Jorge Nuno Pinto da Costa e ao FC Porto, foram colocados no YouTube dois áudios (um em português, outro em inglês, e viva o luxo) do ex-árbitro Jacinto Paixão, em que este acusa o FC Porto de o contactar para prejudicar o Benfica num jogo no Estádio da Luz, com o Moreirense, disputado no final de Fevereiro de 2004.

Ainda hoje o FC Porto agradece às alminhas que esse jogo tenha terminado 1-1, pois foi esse resultado que permitiu uma vantagem na classificação de 14 pontos sobre o terceiro classificado, contra os escassos 12 antes da jornada se disputar, isto à 24.ª ronda. Um alívio.

Jacinto Paixão é mentiroso. Mente com todos os dentes e a ficção voga à medida dos interesses momentâneos dos desesperados desta vida. Em Dezembro de 2010, Jacinto Paixão foi entrevistado na BenficaTV e o que disse ele então? “Ouvi falar de viagens pagas, não sei se é verdade”, mas agora, numa alegada gravação de 2004, ontem cirurgicamente divulgada, diz que o FC Porto lhe pagou uma viagem a Marrocos… Curiosamente, Jacinto Paixão apresenta-se na dita gravação de 2004 como ex-árbitro, função que abandonou em Março de 2006. Um visionário, portanto. Até a mentir são muito fraquinhos.

Não nos espanta que estas notícias surjam a menos de uma semana do FC Porto disputar mais uma final europeia, o mesmo já tinha acontecido aquando das meias-finais, com uma notícia do jornal Marca, sabe-se com que intuito. Para os mais esquecidos, sabem qual foi o resultado? Quem foi possível identificar vai ser processado e o FC Porto apurou-se para a final, enquanto outros acabaram envergonhados, a pedir desculpas aos próprios adeptos.

Se alguém tem dúvidas da origem destas sucessivas mentiras basta recordar quem foi, em tempos, o advogado que representou Jacinto Paixão. António Pragal Colaço, conhecido por apelar à violência contra os adeptos do FC Porto em plena Benfica TV.

Como ainda a semana passada cantava uma claque ilegal, quando uma equipa chegou de mais uma derrota: “Joguem à bola…”

PS: O jornal i noticiou hoje que o Benfica suspeita de espionagem e que o FC Porto leia os seus mails. Descansem, não somos assim tão perversos, para nossa diversão basta ler os jornais “A Bola” e “Correio da Manhã”.

Já disse isto antes e volto a dizê-lo: desde que Francisco Marques se tornou no novo Director de Comunicação do FC Porto, os comunicados são autênticas pérolas. Dá gosto ler.

Quanto à notícia e ao video/texto/pseudo-confissão-oh-pá-toma-lá-cem-euros-e-lê-isto, o que me saltou imediatamente à vista foi o “ex-árbitro” em 2004…quando o homem continuou a apitar bem para lá desse ano. Patético. E ainda há gente que acredita nestas coisas…

6 comentários

  1. Infelizmente o FC Porto ainda não proibiu a entrada de cofineiros e bolhentos nas instalações do FC Porto.

    * O Blogger está a dar cabo da minha paciência.
    Há uns 2 dias que está cheio de problemas, já me fizeram desaparecer o último post do blogue e respectivos comentários, é impossível fazer login…

  2. Delicioso… ao contrário dos comentadores e paineleiros afectos aos encornados Nós temos Homem!!!

    Saudações desPortistas!!!

  3. Caro Jorge,
    Tenho este sitio por bom lugar onde se pode passar, ler do teu ponto de vista e ao mesmo tempo ter alguma lucidez. Acho que se consegue ser mais ou menos portista mantendo alguma clarividência nos assuntos, pelo menos desde que te vou lendo. Não sou grande comentador, mas venho aqui pela segunda ou terceira vez comentar esta noticia.
    Ponto prévio, o vosso presidente é muito bom presidente. Mas termina aqui.
    Não sei quem fez o vídeo e pouca relevância me tem, face à quantidade de outras provas que existem.
    A minha questão, mais do que parabenizar (a palavra existe?) o novo director de comunicação é perguntar como se é capaz de dizer a pés juntos que não há razão em lugar algum para que se questione o porto, enquanto pessoas que o gerem e não clube, por práticas ilegais e que em nada tem a ver com o campo desportivo onde se deveria disputar o jogo.
    Sim eu sou benfiquista, e mito provavelmente para a maior parte sou um grande atrasado ou lá o que é, adiante. O meu clube também tem muito que se lhe diga. Sinceramente deve ter, mas a questão é a maneira às claras como tudo passa e não passa nada.
    E depois queremos justiça para o país, não queremos ser uns atrasados nem coisa do género. E sim, eu sei que o parvo que diz que os erros de arbitragem dão paixão ao futebol não é português, mas que se há de fazer, ele não conhece a palavra desporto.

    Deixando de lado o testamento, o que pergunto é, como? Porque uma coisa é defender os nossos, mandar o resto da malta à merda ou sentá-los de quatro. Todos nós mandamos carvalhadas. Outra coisa é o que se fala de mais importante. E não se consegue ter uma conversa real, pacífica mas com sentido e sem faltas de respeito..

    Arrisquei por aqui no vosso reduto, conversar só para entender um pouco..
    cumps
    DMC

    1. ora viva. é sempre bom perceber que as outras pessoas valorizam o que escrevo de um ponto de vista normal e natural. é-me impossível deixar de ser portista ao mesmo tempo que me é também impossível deixar de ser imparcial. às vezes custa, especialmente quando tenho de criticar a nossa própria equipa ou administração, mas sempre que acho pertinente, lá sai.
      em termos do video, é ridículo. há tantos pontos incongruentes por onde pegar para o arrasar que nem vou começar. audio em vez de video, datas trocadas, timing da leitura, enfim, uma panóplia de potenciais falhas a serem exploradas. isto para lá de qualquer investigação passada ou presente às influências e jogo sujo que tenha havido, que não nego e nunca neguei.

      não creio que sejas atrasado, longe disso. a prova é que consegues, ao contrário de muitos, tanto Portistas como Benfiquistas, manifestar as tuas ideias de uma forma normalzinha e sem exaltações exageradas. se reparares bem, o teor da grande maioria das narrativas portistas sobre o assunto acabam sempre por bater no mesmo: porque é que só nós é que levamos com investigações? é fácil descobrires podres sobre a vida de alguém se só essa pessoa estiver sob o foco dos holofotes. ninguém está imune a críticas mas também ninguém deveria estar imune à justiça. e o que nós sentimos é exactamente isso. ou achas mesmo que Pinto da Costa detém a franchise exclusiva os males do mundo da bola? pois.

      como discutir futebol, perguntas. assim, da maneira que fazemos. ainda melhor, com umas cervejas à frente a ver a bola. isso sim. e eu, para teres uma ideia, vivo com uma benfiquista. e somos ambos ferrenhos. e continuamos a ver a bola juntos :)

      não tens que ter problema em arriscar, desde que te mantenhas assim. cordial, educado e correcto, sem abdicar das tuas ideias e da tua perspectiva. não terás problema nenhum da minha parte!

      um abraço e bem-vindo,
      Jorge

      1. Boas Jorge,

        Obrigado pela resposta. De facto, eu gosto muito de futebol, mas mais do que me doer a cabeça quando ganho ou perco, são eles que ganham o dinheiro, mas não dou mais relevância do que aquela que deve ter.

        O discutir os videos, como é obvio não estou a referir o mais recente caso Paixão ou tão pouco o encontro antes da liga europa.
        Também não estou a discutir a maneira como se arbitra ou deixa de arbitrar.
        Se calhar as investigações incidem sobre quem há mais indicios, e as investigações só mostram que há motivos para continuar a investigar.
        Mas o que queria saber, é o que pensam dos outros videos, dos presidentes das ligas,as percentagens de que são donos, dos arbitros nas estruturas, das muitas incongruências que existem enquanto desporto saudável. Apenas isso. (a lista é mais demorada mas vou ficar por aqui)
        Não estou para discutir quem está mais certo ou quem faz mais cagada. O querer ser mais esperto que o outro em detrimento do querer ser melhor do que o outro é algo que me chateia.
        Exemplo. Da mesma maneira que o ano passado assumi jogos em que o meu benfica teve benefícios, tal como todos os grandes, sem que isso tivesse algo que ver com o mérito da conquista do titulo. Tambem este ano digo que o porto teve (muitos) beneficios (sim, desculpem-me mas foram muitos)que o ajudaram desnecessariamente quando jogaram globalmente o melhor futebol. O mesmo se passa com o barcelona, que joga um futebol estupendo e é constantemente ajudado. Sim em pequenos detalhes, mas em grandes tambem. Ver 6 ou 7 jogadores a pressionar por um cartão é o quê?
        Adiante, eu gosto mesmo de ver ganhar quem merece. Gosto da liga inglesa, gosto da NBA, gosto de ténis. Gosto de ver ganhar bem. Gosto de perder bem. E isto é algo muito dificil em Portugal. E desculpem-me, mas nao é preciso isto para ver mais o jogo. Porque o jogo vai ficar tanto melhor quanto mais for respeitado. Não é por acaso que a liga alemã está a tomar a europa de assalto.

        Resumindo, toda a gente tem zonas escuras, eu tambem as tenho, mas na devida proporção. E quem as tem, não as pode continuar a fazer, muito menos servir como “franchise para o mundo da bola”.
        O vieira fazendo algo de errado eu quero que vá pagar pelo que fez. O meu clube fazendo asneiras, eu quero que desça de divisão como um mítico clube inglês desceu. Eu quero que seja justo, que dê o exemplo e que ganhe sempre merecendo.

        Porque no fundo, caro Jorge, não importam as temporadas, mas sim a história, o legado. É isso que eu quero.
        É isso que eu gostaria que todos quisessem. Porque se começarmos por exigir aqui, nas escolas, em casa, ao país, estaremos certamente num melhor caminho.

        cumps,
        DMC

Deixar uma resposta