André

A grande maioria dos Portistas acordou esta manhã, uns alegremente de férias e outros não-tão-alegremente a fazer os preparativos para mais um dia de trabalho (e outros ainda, sem trabalho nem dinheiro para férias, acordaram para um dia com novas expectativas). Aposto que nenhum pensou que iria levar com a notícia do defeso: André Villas-Boas estará a caminho do Chelsea. O JN avançou, a Lusa tentou confirmar e tudo que era publicação online desatou a copiar o texto da segunda para os seus serviços informativos. O mundo estava a abanar. Sucedem-se insultos nos blogues, gargalhada geral na oposição, e nem Fernando Nobre se sentiria mais ridículo que o grosso dos adeptos que, tomando a notícia já como verdadeira apesar da ausência de confirmação oficial, começaram já a campanha “Villas-Boas, és um vendido!”.

Não me junto à multidão com as forquilhas em riste. Passo a explicar porquê.

Sempre houve, há e continuará a haver uma perspectiva extremamente romântica do futebol em Portugal. Os treinadores que vencem são tratados como semi-deuses olimpianos, ao passo que os derrotados acabam por ser comparados, com mais ou menos metáforas, a esterco. No nosso caso, particularmente esta época que findou, o facto de termos um treinador que venceu quase todas as competições em que participou acabou por ditar a elevação a um estatuto de Grande Figura. Aliado a este facto está, inegavelmente, a filiação clubística de André Villas-Boas: é portista, assumido e este sim, desde pequenino. Poderia haver melhor junção de vontades? Um portista a vencer no FC Porto? Orgasmos gerais para a malta.

Os momentos sucederam-se durante a época. Era a cadeira de sonho, levada ao extremo pela imprensa, ávida pelo curto soundbite que transforma o etéreo no eterno enquanto o dragão pisca o olho. O portismo estava visível em tudo, na defesa da equipa e da instituição, na forma como vibrava e celebrava o golo mais inconsequente dos rapazes de azul-e-branco que alinhavam à sua frente. Nunca duvidei (e ainda não duvido) da verdadeira vontade do rapaz em permanecer por cá durante alguns anos. E nós, todos nós, com ele.

Ainda de manhã, em conversa com um amigo que no primeiro dia de férias já estava tão exaltado e me perguntava como é que isto era possível, se já se sabia mais alguma coisa, que o site da CMVM estava tão lento, não havia nada no site oficial, que desespero! Disse-lhe: “Ó rapaz, sai de casa, vai até uma esplanada, pede um sumo de laranja natural porque ainda é cedo para um fino. Lê um livro, olha para o mar e descansa a cabeça. Logo à noite vês se é verdade ou não.”. Foi o que fiz, alheei-me das conversas e discussões durante o dia, sem que houvesse novidades para comentar e foquei-me no trabalho que era o que mais interessava. Cheguei a casa e, como pensei, nada de novo na frente azul.

Voltando à visão floreada da coisa e usando uma comparação com aquele jogo de computador que me une ao nosso treinador (Football Manager), é interessante perceber que a malta tem uma ideia semelhante da realidade como se fosse treinador virtual naquele mundo. Em norma quando se começa uma carreira, procura-se um clube de que se gosta, com quem se sente alguma afinidade, e arranca-se a vida. As vitórias e derrotas sucedem-se mas a motivação não quebra, a vontade de levar o clube à frente, melhorando a equipa, comprando A ou B, despachando o lixo e aplicando as nuances tácticas jogo após jogo até chegar à perfeição. “Pois vencemos tudo no fim do ano? Não interessa, nem penso em sair do clube, para o ano há mais para ganhar e recordes para bater! Já tenho alinhavada a nova equipa, vendo este e compro aquele e está o plantel bem organizado, impecável! Renova-se o contrato? Pode ser, quero é ver se o rapaz rende a médio direito, isto é que vai ser, a época de 2024/2025 vai ser a melhor de sempre!!!”. Pois é. E se eu fosse um jovem de 78 anos diria: “Balelas”.

Não posso ser ingénuo a esse ponto. Um treinador é profissional e acima de tudo para um treinador que pretende ter uma carreira curta como Villas-Boas já disse várias vezes, torna-se complicado recusar uma oferta da magnitude destas que lhe seja colocada em cima da mesa. Se teve uma conversa com Pinto da Costa e lhe explicou que é isso que deseja fazer, olhos nos olhos, selado com um cumprimento e um desejo de boa sorte, parece-me normal. Se foi por trás das costas e negociou com o russo sem falar com ninguém, já acho mal. Quero acreditar na primeira e não na segunda.

O que fica disto tudo? Em primeiro lugar precisamos de uma confirmação oficial. Até surgir estaremos sempre no reino da especulação. Se Villas-Boas sair, os meus votos para o seu futuro vão depender da forma como as coisas se tiverem passado. Se ficar, amigos como dantes. Que trabalhe bem o Iturbe e se decida se o Souza serve ou não para trinco. Mais que isso, neste momento, é invenção.

43 comentários

  1. Boa tarde Jorge,

    A realidade do futebol actual é esta. Os jogadores e treinadores vão e vem e os clubes seguem o seu curso.
    Lamento que não haja um impedimento para que estes magnatas do petróleo comprem clubes e destruam o futebol.
    Para se ser presidente de um clube, devia-se ser sócio há pelo menos 25 anos.

    Ora, fala-se que o magnata do clubezeco de Londres, está disposto a levar Villas-Boas, batendo os 15 milhões da cláusula de rescisão.

    A concretizar-se a saída de Villas-Boas, teremos de encontrar soluções. Não há insubstituíveis.

    A confirmar-se o rumor, Villas-Boas vai nitidamente dar um passo de retrocesso na carreira desportiva , mas de enriquecimento monetário significativo.
    Agora tudo depende da sua vontade de permanecer, e caso decida a saída resta-nos desejar-lhe boa sorte e agradecer tudo o que deu pelo nosso FC Porto.
    Pessoalmente acho que ele merecia um clube melhor, ao nível do nosso Porto.

    Tal como disse aquando da sua vinda … O FUTURO É DELE.

    Abraço

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com/

  2. Meu caro Jorge, nunca tinha comentado aqui no blog, estreio-me hoje, com um tópico é importante (e nao podia deixar de faze-lo sem te dar os parabéns pelo excelente blog!).
    Concordo com tudo o que disseste, e acrescento que Villas-boas está a fazer o que qualquer um de nós faria: se nos dessem 5 ou 6 vezes o nosso salário, por muito amor à camisola, teriamos que pensar no futuro e na nossa família.
    É triste, até podia ser doutra maneira, mas o mundo é assim, o dinheiro importa, com ele compramos conforto, segurança, estabilidade, e quem tem família e filhos especialmente, tem que valorizar essas coisas acima de uma paixão clubística.
    E o que me custa mais é ouvir chamar “traidor” e coisas do género a um dos nossos, alguém que nos deu tanto, que nos deu uma época para sempre ficar nas nossas memórias, quando se estivessemos no lugar dele, fariamos exactamente o mesmo, e a decisão seria igual.
    Mas pronto, cada um sabe as decisões que toma: quanto ao resto, o Porto é maior que qualquer treinador, ganhamos o ano passado, e continuaremos a ganhar daqui para a frente!!! Vencer é o nosso destino!
    Os meus melhores cumprimentos!
    Rui Amaro

  3. Eu não concordo com este post, pelo simples facto de, após tantas promessas, vender-se ainda se um dia para o outro. Apesar de ainda não acreditar, já avancei com as minhas opiniões caso a transferência se confirme. Não gostei ainda que deixasse o clube mal, apenas a uma semana de começar a pré-época. Ainda não me acredito totalmente.

    É esperar para ver.

    Um abraço portista,

    Paulo Ferraz

  4. É como eu falava com o Jorge esta manhã… A confirmar-se digo-lhe mto obrigado pela época fantástica onde as galinhas garanham um andar novo e levaram com a canção linda do Rocha; a nível pessoal (e mais uma vez, a confirmar-se), só me vem um nome à cabeça: Figo.

    Mas as opiniões valem o que valem… espero sinceramente que ele nos surpreenda e mostre o seu verdadeiro Portismo!

    Grande abraço,
    João

    PS: Porra, nunca andei tão inquieto com uma porra de uma noticia… nem c o Mourinho…

  5. Olá

    Parabéns pelo Blog, acompanho a bastante tempo apesar de este ser o meu primeiro post!

    Se AVB queria sair, que sai-se mais cedo, ele com esta atitude coloca em causa o futuro do FCP para a próxima época, é necessário recordar, que estamos a menos de um semana para o arranque da pré-época. A planificação da pré-epoca, com AVB no comando da equipa, certamente já estaria preparada a bastante tempo, Essa é a minha principal preocupação. O próximo treinador do FCP terá muito trabalho nas primeiras semanas.

  6. Sinceramente a única coisa que me chateia é ser tão “tarde”. Tivesse sido logo no fim do campeonato o Porto tinha tempo para preparar a nova época, coisa que agora (a confirmar-se) vai ser um bocado em cima do joelho. Mas pronto é a “vida do futebol”, ele não tem culpa que o Abramovich só se tenha decidido agora.

    Também entendo que tanto dinheiro mude a cabeça de uma pessoa num instante, mas acho que ele deveria levar como nota mental que um Líder não deve prometer mundos e fundos quando sabe que possivelmente não vai poder cumprir, visto que isto provavelmente vai ter repercussões nos jogadores que cá ficam. Penso que aqui se viu a inexperiência/idade dele.

    Tirando isso boa sorte, boa viagem e espero que perca quando/se voltar ao Dragão.

    Abraço

  7. concordo contigo.
    e uma pergunta para ti que percebes mais disto que eu, é possível ao clube recusar uma oferta mesmo que esta cubra a cláusula de rescisão? ou se alguém pagar, são obrigados a libertar o “funcionário”?

    1. não…por definição, uma cláusula de rescisão é o valor pelo qual o clube é obrigado a libertar o funcionário do contrato que os liga. só se o próprio funcionário não quiser sair é que fica.
      percebo mais disto que tu? de português? a luz da tua cidade anda-te a comer a vistinha…:P

  8. e se sair, vai ser o treinador mais caro de sempre. fica bem no CV (do clube e do mister), não? sejamos positivos. além do mais, isto vai equilibrar a nossa balança comercial.

    eu que não sou portista nem tenho 18 anos digo: um clube é maior que uma pessoa. sai este, vem outro e as riscas vão continuar verticais. :)

  9. Então imagina o que foi levar com aquela capa simplesmente assutadora do JN no focinho 10 minutos antes de um exame…
    ainda estou parva com tudo isto.vou esperar por algo oficial em vez de estar a começar todas as frases por “A confirmar-se”. Até pq já passei o dia todo a falar disto no SomosPorto

  10. Uma desilusão e decepção. Caso se confirme o que parece certo, algo que a evolução do panorama não fazia prever e muito menos desejar, aos adeptos do F. C. Porto – porque a esta hora, naturalmente, os adversários já vêm algo a que se agarrar, na esperança de atenuar as distâncias.
    Seja como for, o caso, a ser confirmado, provoca mais, porém, sentimentos de desilusão, face à posição de Villas-Boas, quanto às suas afirmações repetidas sobre a sua cadeira de sonho. A ser assim, afinal, o dinheiro fala mais alto também neste processo e perante uma personalidade que parecia mais vincada. Dando razão ao que há já alguns anos pensamos, como adepto do F. C. Porto: Longe vão os tempos dos que nunca quiseram sair do F. C. Porto. Agora, até com treinadores que são adeptos assumidos, isso foi chão que deu uvas… e, portanto, só admiramos quem quer que seja enquanto estiver no clube…
    De qualquer forma, porque não temos memória curta e, como entusiastas da memória histórica, sempre preservamos o que é digno de registo e consideração, nunca esqueceremos o que André Villas-Boas fez, num ano só, pelo seu e nosso F. C. Porto – como ficou bem sintetizado num artigo dum livro “Ano de Ouro do Dragão – Época 2010/11”

    conf.

    http://longara.blogspot.com/

  11. Boas pessoal.

    Não há nada a fazer, o rapazinho já está todo “endrominado” com os petrodolares, eu não sei o que faria no lugar dele, porque só posso imaginar como será treinar o nosso Porto, seja como for espero que isto nos sirva de exemplo e que assim daqui para frente possamos todos dizer que o unico, o verdadeiro e fiel portista é o nosso grande presidente, esse não nos abandona por nada e é com ele que voltaremos a ganhar, porque este é o nosso destino..

  12. Eu acho uma questão de formação/princípios ou o que lhe quiserem chamar.

    Por exemplo, eu já tive uma situação em que no meio de uma coisa importante de trabalho, me pagavam o dobro para ir para outra empresa. Eu como não gosto de deixar as pessoas não mão, rejeitei.

    Fiz bem? O tempo disse-me que sim.

    Mas isto sou eu… Eu tb digo que fosse jogador da bola, nem que me pagassem 5M€ época alguma vez jogaria no 5LB.

    1. Somos poucos pelo vistos caro João.
      A minha mágoa também não é pela saída dele, é pela altura em que o faz e depois do que disse e prometeu e dos elogios que todos, incluindo o seu “patrão” que gritava, para quem quisesse ouvir ter, a certeza que ele próprio e o outro eram igualmente Portistas convictos e devotos, e agora e sem que nada o fizesse prever, a dias de começar a pré-época, dá uma facada nas costas mesmo ao jeito do traidor mais vil que pode haver.

  13. A confirmar-se a notícia, vai pela competência e porque obteve resultados. Certo que a altura poderá não ser a melhor, mas por vezes há imponderáveis na vida que nem sempre surgem na melhor altura, e também há oportunidades que só surgem uma vez na vida.

    Imaginem que o FCP não consegue uma época tão boa para o ano?

    Imaginem que um outro qualquer treinador que o Chelsea contrate acaba por ter uma boa época?

    Imaginem que uma outra empresa vos oferece 4000€ em vez dos 2000€ que auferem neste momento?

    Quem tiver dúvidas em responder a estas perguntas, que guarde a primeira pedra (ou bola de golfe, vá lá…) para tentar acertar na careca do Luisão (estou só a brincar, oh Luisão não leves a mal, pá!).

    Se for verdade, que ainda não está confirmado, obladi oblada, life goes on…

    Se for verdade, que ainda não está confirmado, quem vai pagar a factura? O Chelsea paga uma (se calhar duas, ou três), certo… mas, sim, quem vai pagar A FACTURA? O Sporting de Lisboa? o de Braga? O Cluj? A Académica? Bem, em sendo para pagar factura, mais vale ser antes do IVA aumentar…

    Se for verdade, que ainda não está confirmado, Ouve Lá, Ó Mister: tu tens a certeza que queres ir treinar a Ovelha Xoné do David Luiz? Ouve Lá, Ó Mister (Jorge, desculpa o abuso…) o gajo ainda tem os mesmos caracóis que tinha quando era treinado pelo JJ! Pensa bem…

    Se for verdade, que ainda não está confirmado, obrigado pelos bons serviços prestados, acima de tudo a época proporcionada foi de sonho! Acho que o Mestre André não merece a ingratidão que tem pairado como nuvens negras na bluegosfera.

    Mas pode ser que a montanha venha a parir… um rato!

  14. Ah, e esqueci-me de um bitaite:

    Se for verdade, que ainda não está confirmado, será um alívio para os adeptos dos rivais, e além disso, uma entrada de arromba para o novo Ministro da Economia, Santos Pereira, se se juntarem outros nomes pode ser um aumento importante das exportações, voilá!

    E se o Benfica vender o Coentrão, ainda vamos mas é pôr o FMI em sentido.

    Acabamos por ir ajudar os Gregos, e compramos de volta o Jesualdo e o Fernando Santos, e já está o problema resolvido… ou não?

  15. Jorge Jesus é o novo treinador do FC Porto.

    Apesar de não ser do meu agrado a partir do momento que entre no olival será o meu treinador.

    Cumprimentos, Pedro Moreira.

  16. Por um lado podemos ser racionais e compreender que foi uma boa proposta difícil de recusar, por outro não podemos esquecer que o AVB apelou sempre ao nosso lado emocional.
    Ele é que referiu sempre que estava na sua cadeira de sonho, ele é que disse que ia ver os jogos com o avô, ele é que disse que pertenceu aos SD, ele é que por várias vezes disse que não estava interessado em sair.
    Agora temos que lhe cobrar!
    Ele mentiu e enganou quem acreditou nas palavras dele.
    Uma coisa seria manter o discurso do profissionalismo, ser coerente e honesto, outra é querer colocar-se como um adepto do clube e depois fazer isto! Um adepto esperaria um ano pelo menos para poder competir na Champions com o seu clube. Para colocar as coisas mais ou menos ao mesmo nível posso dar o exemplo de Del Piero ou Totti que por várias vezes na carreira tiveram oportunidade de ir ganhar 5 vezes mais e ir ganhar mais troféus e demonstraram ter amor ao clube.
    AVB fez o natural, o que qualquer profissional faria, mas o que um verdadeiro Portista nunca faria!

  17. Digam o que disserem, acho que o “politicamente correcto” é o que menos interessa a um Portista nesta altura.
    Quem era o AVB o ano passado? Quem deu a cara por este treinador quando arriscou contrata-lo? Quem continuou a dar a cara já no fim, dizendo que ele estava na “cadeira de sonho”, bla bla bla?
    O AVB não ganha 2000€…nem 15000€….nem o dobro deste último valor. Ganha mais. Tem 33 anos. Deixa a equipa a uma semana de começar os trabalhos da nova época.
    Desculpem mas não se faz…
    Qualquer comparação à vida profissional destes tipos, com a de um tipo “normal” digamos assim (fora do futebol)…parece-me uma comparação sem sentido.

  18. Caro amigo, também sou seguidor do Blog desde bastante tempo mas nunca tinha comentado, e aproveito este post para o fazer.

    Não concordo com os que dizem que ele traiu o Clube, cada um dos Portistas fariam certamente o mesmo. Quando se promete um salario muito superior ao actual et treinar um equipa com muita ambiçao que farà ser de nós uma pessoa influente no mundo do futebol, ainda por cima num paìs que conhecemos bem, a minima das coisas é de aceitar o contrato. Mesmo deixando um clube que sempre se teve no coraçao.

    Depois o facto de ele querer levar o Moutinho e o Falcao com ele acho que podia ser dispensado. Se ele ama realmente o clube, não devia fazer isso. O Chelsea tem dinheiro suficiente para comprar jogadores que não são do Porto, e com capacidades parecidas.

    Obrigado pelo o exelente blog, e continua a escrever :-)

  19. Respeito as vossas opiniões. Eu encaro esta deserção como uma traição. Até podia fazer uma compilação das juras de amor . Nada me fará sair do Fcp este ano, dizia ele. Balelas. mentiroso. Aldrabão.

    Sinto-me traído. Podem achar ridiculo e que sou um pateta mas é assim que me sinto. Saiu pior que o Mou. Deixou o clube com as calças na mão.
    Mandou o advogado dar conhecimento ao Fcp. e Dar a cara?

    Carteira de sonho 1 – cadeira de sonho 0

  20. O Eu é sempre mais importante do que o Nós.

    O homem pensou 2 minutos e decidiu focado nos benefícios pessoais em detrimento dos do clube. E decidiu bem. O desafio e o dinheiro são atracções demasiado fortes para alguém com ambição.

    São homens como nós, não são deuses(com mais visibilidade e dinheiro, mas a essência é a mesma) ou Eusébios dos anos 60. Eu faria o mesmo na minha vida.

    É pena é que o adepto faça o endeusamento desta gente quando devis saber que recorrentemente o ciclo terminará e irá desilusão nos adeptos. O único romantismo existente efectivamente é dos adeptos. Todos os restantes agentes desportivos servem-se do clube (qq clube).

    Abraço

    1. exactamente, Luís, o teu comentário serve para qualquer côr em qualquer lado. há que ser frio e perceber as nuances que estão por trás de tudo.

      agora, se ele fosse para o teu clube…aí tínhamos problemas!!! ;)

      um abraço,
      Jorge

    2. Caro Luis, é verdade que o adepto, e isso é parte integrante da sua condição de…adepto!, tende a ser conduzido pela paixão, menos do que pela razão. Felizmente! Senão ver a bola não tinha graça nenhuma.
      Mas repare que mesmo de um ponto de vista racional, há um factor que neste caso faz toda a diferença: não foi a “turba” que “endeusou” o “ídolo”. Foi o homem-com-nós que fez questão de proclamar a sua pertença à “turba”! Ora, nada mais natural do que ser julgado como mais um de “nós”! Assim, é bastante razoável o raciocinio que vai sendo mais comum desde ontem (embora eu discorde dele): eu saía do FCP? Não! Por dinheiro nenhum!! Esse tipo é um vendido! Partam-lhe os vidros! :)

      1. Percebo o teu ponto de vista Paulo, mas 99% da turba faria o mesmo – quem critica o homem neste momento se estivesse na posição dele faria um racional do tipo “O clube vai ganhar 15 M€ comigo, fica bem entregue, portanto… vou tratar da minha vida”

        Mesmo que digam o contrário e se manifestem revoltados na praça pública.

  21. Cada vez mais a ganhar pontos Jorge. Os meus parabéns pela cabeça fria e a calma contrária ao completo histerismo dos outros blogues do FCP.
    Apenas queria acrescentar que o AVB não prometeu nada a ninguém a vida é mesmo assim…isto se se confirmar.
    Se se confirmar a noticia e ele for não será por isso que será menos portista que qualquer um que nós, pelo contrario se houver proposta e se não for… nem consigo imaginar o “grau” de portismo dele…
    Aguardem pela confirmação… está toda a gente a dar a sentença ao ladrão antes dele roubar. Crazy…

  22. Viva,

    Epá, mas que custa, custa…

    Ao menos não vamos cometer os mesmos erros do benfica do ano passado, a promessa e o sonho de glórias acabou ontem..Partimos agora em igualdade de circunstâncias, provavelmente até um pouco atrás.

    Mas não critico o AVB. Se ele falhasse esta época quantos adeptos que o agora criticam não defendiam a sua imediata demissão? Nem o seu estatuto de adepto o ia proteger.

    Só tenho pena de uma coisa: não vamos poder ver o Porto do AVB contra o Barcelona do Guardiola..

  23. Eu, como quase sempre, embora caladinho, concordo com o Jorge. Há no entanto uma diferença desta vez. É que concordo plenamente com o conteúdo (e afinal, caramba, o moço não vai para o Benfica): trocar uma cadeira de sonho por um Banco que rende 5 milhões ao ano? Pois…
    Mas, perdoe-me o Jorge, acho que está a ser muito “meigo”. Gosta do André e isso poupou ao nosso ex-mister umas traulitadas bem assentes, e merecidas.
    De resto, sobre o assunto, tudo dito no texto do Jorge e nos inúmeros comentários. Ainda assim, uma achega: “soundbite” aproveitado pelos jornais Jorge? Não! Soundbite talvez, mas perfeitamente consciente, atirado nas melhores alturas por um magnifico gestor. E sim, fez ricochete. Como a promessa de eterno amor do Coentrão`aos lampiões… E custa-nos ficar neste lugar, de onde vemos os outros a rirem de nós. Claro que daqui a pouco já os estaremos a ver cheios de lágrimas e gozaremos esse pato. Mas para já, para já, estamos aqui, e foi o Andrézito que cá nos deixou…

  24. That’s the economics!

    Vamos ser sóbrios e compreender que o FCP (ou melhor, a SAD do FCP) é uma das mais bem-sucedidas na industria capitalista em que se tornou o futebol. Só que estas moedas têm duas faces, como as outras. O mercado tem regras, e nenhuma foi desrespeitada. É certo que muitas juras de amor foram feitas, e por aí pode ficar um sabor muito amargo. Fica concerteza, tendo em conta principalmente o timing.

    Treinadores românticos? Vão buscar o Quinito!

  25. Sinceramente entre: “cadeira de sonho”, “Sou portista”, e qualquer outra expressão que ele tinha dito num momento de euforia, a única frase que eu não consigo entender é:

    “É verdade que os jogadores têm ambições individuais, mas não podem sobrepô-las ao objectivo colectivo. Eu já vivi experiências fora, mas o meu sentimento por este clube é fortíssimo. Não quer dizer que outros o partilhem. Eu não abdico desta cadeira por nada.”

    Porque dizer isto quando sabe (continuo a achar que o moço é inteligente) que não é verdade o que está a dizer, tentar motivar jogadores (ou qualquer outra pessoa) com mentiras é uma coisa que não funciona a longo prazo.

  26. Sérgio Nogueira diz:
    21 de Junho de 2011 às 12:19 Apenas queria acrescentar que o AVB não prometeu nada a ninguém a vida é mesmo assim…isto se se confirmar.

    FALSO

    Tiago Reis diz:
    21 de Junho de 2011 às 15:19
    “Eu já vivi experiências fora, mas o meu sentimento por este clube é fortíssimo. Não quer dizer que outros o partilhem. Eu não abdico desta cadeira por nada.”

    MENTIROSO. traidor.

    O PORTO continuará a ganhar e tu vais-te lixar no chelsea

  27. Oh pah sinceramente, não percebo como podem perdoar tão facilmente todas estas promessas vâs e juras de amor mentirosas. Vocês andam no vosso trabalho a dizer “ah e tal eu não saio daqui nem que me chamem duma empresa muito melhor”, ou “esta empresa é a minha empresa de sonho”? Não, vocês como toda a gente honesta, se sabem que podem vir a sair por uma proposta melhor não se comprometem, não enganam, não fazem festinhas pela frente para espetar a faca nas costas.
    O AVB esteve muito mal! E basta ver que nem sequer ainda teve a consideração de falar aos adeptos do “seu” clube!

    1. há uma grande diferença entre perdoar e criticar. eu não conheço a história toda, por isso não quero começar a bater no gajo sem perceber se merece ou não. mais logo escrevo sobre isso…

      1. Sim, ainda falta saber algumas coisas, mas cá para mim ainda vamos saber é mais podres. andam por aí rumores por exemplo de que o PdC só soube do caso Chelsea por parte do Marco Branca que lhe disse que não tinha hipótese de o contratar porque o Chelsea cobria qualquer proposta…

  28. Se calhar como todos vocês fiquei surpreendido. A carreira de um treinador é mais longa do que a de um jogador. Com isto quero dizer que, se o AVB tivesse sido coerente, teria ficado mais um ano no FCP.

    1. talvez. podemos estar a inferir demais, é sempre fácil analisar as situações depois da poeira assentar, mas é um ponto de vista bem gizado e com bons fundamentos. como gosto de me manter ostensivamente ingénuo para não ser cínico em demasia, alheio-me desse tipo de análises, mas concordo com alguns pontos…

Deixar uma resposta