Baías e Baronis 2010/2011 – Souza

foto retirada de fcporto.pt

 

Época: Se pudéssemos tirar uma breve fotocópia do que foi a primeira época de Guarín de azul-e-branco, obrigássemos a fotocópia a falar brasileiro e lhe tirássemos alguns anos, tínhamos Souza. Nota-se que o rapaz tem algum jeito e a potência de remate aliada à capacidade física pode ser importante. Mas ainda não é. Ainda não conseguiu mostrar que é solução para o onze titular e acabou por se perder em fintinhas a mais, passes certos a menos e twittadas em demasia. Tem de crescer muito como jogador e alguma coisa como homem para conseguir ser opção para Villas-Boas em 2011/12.

Momento: O golo em Genk. Que tiro, rapaz!!!

Nota final 2010/2011:

BARONI

7 comentários

  1. Como tu já deves saber Jorge, eu não gosto de fazer julgamentos sumários de Jogadores e aos que chegam pela primeira vez ao Futebol Europeu muito menos.

    É sabido, e está mais do que comprovado, que só um em 100 Jogadores que “saltam” da América do Sul para um Campeonato Europeu é que se revela um grande Jogador na primeira temporada. Veja-se o caso de Falcao por exemplo.

    Souza é um caso de estudo… Parecia ser uma boa opção para AVB quando fez um jogão na Bélgica no jogo que de qualificação para a fase de Grupos da Liga Europa, mas depois foi-se apagando… A concorrência era forte e pelo que as más-línguas foram dizendo houve muita farra e muito álcool. Quando é assim é complicado um Jogador singrar mesmo num Clube exigente e disciplinador como o FC Porto.

    Pelo que fez esta temporada merece o Baroni. Vamos a ver se o Souza passa a ter cabeça na Época que ai vem e se aproveita melhor as oportunidades que lhe vão ser dadas.

    Fica uma questão: Se era para desperdiçar dinheiro com um Jogador destes, não era preferível ir buscar um Médio á Cantera em vez de os mandar para o Braga e Espanha?

    Grande abraço.

    1. eu também não gosto de criticar só porque é giro, por isso às vezes tento fazer as análises a frio para as coisas saírem com mais calma e tranquilidade. este rapaz até pode vir a ser um excelente jogador, mas tem mesmo de assentar a cabecinha e adaptar-se rápido. já em relação aos canteranos…nunca se sabe, pode ser que este ano tenhamos aí uma surpresa :)

      grande abraço,
      Jorge

  2. Cá está, é isto que não percebo. Eu até acho que o Souza vai ser útil no futuro mas para já não tem qualidade suficiente.

    Agora eu pergunto: porque não apostar na nossa formação em vez de ir buscar gajos lá fora? Precisam de se habituar e tal… para q? Não é mto melhor o Castro? Ou era o Paulo Machado? Enfim…

    Abraço

  3. Esta análise está pura e simplesmente errada do meu ponto de vista. OK, tudo bem, representa um ponto de vista pessoal teu, mas na minha óptica está influenciada por dois factores, o pouco que Souza jogou e o facto de ter concorrência muito acima da média. A verdade é que entre estrelas quem joga menos não pode ser considerado mau, aqui deverias adicionar uma visão mais futurista da tua análise, por exemplo, Baía (porque deix indicações de que no futuro poderá dar muito ao Porto) ou então Baroni (não gostei rigorosamente nada do seu futebol). Foi inhusta a análise feita. Aliás, o Porto precisa de se ver livre de Fernando se quer lançar este jogador porque o meio campo é de luxo ams está congestionado.

    1. é o meu ponto de vista, como dizes. do ponto de vista da produtividade, o rapaz pouco acrescentou à equipa e fez mais mal que bem, com muitos passes falhados, desconcentrações, desleixos e fraco posicionamento. quanto a uma visão futurista…já não gostava quando nos meus tempos de escola recebia um “4” porque a professora dizia: “é para trabalhares para teres um 5 no próximo período”. oh grande vaca, se eu trabalhei para ter um 5, que raio me interessa ter uma nota destas?!

      se ele fizer uma época de 2011/12 melhor que esta, tem hipótese de um Baía. ou talvez da futura nota intermédia :)

  4. sNao vi o Souza tantas vezes como voces, mas gostei do que vi. Se bem que ainda nao esteja ao nivel desejado pyara um titular do Porto parece-me ser um jogador com grande potencial e como possivel trinco daria muito mais flexibilidade ao meio-campo do que o Fernando.
    Ao contrario de muitos nao acho que o Fernando seja um verdadeiro trinco/medio defensivo, mas um terceiro central que joga a frente da defesa, nao tendo grande capacidade para participar nos movimentos ofensivos da equipa e com tendencia para atrapalhar a equipa no ultimo terco. m
    O Souza parece-me que se enquadrara bem no meio-campo do Porto especialmente se tivermos em conta que todos os jogadores contribuem defensivamente.

  5. Ora aqui está um em que concordo com o Baroni apenas pela questão de crescer como ser humano; porque futebol tem ele para dar e vender e crescer sempre. O problema dele está que é criança demais, e logo no primeiro ano ganhou tudo! Que carga! Vai ter que descer e pousar os pés na terra. Mas, sinceramente acho que está ali bem mais qualidade que no polvo, mas…

Deixar uma resposta