Baías e Baronis 2010/2011 – Ukra

 

 

foto retirada do record

Época: Foi mais uma pequena decepção, honestamente. No início da temporada toda a gente estava ansiosa por ver Ukra e Castro a jogar, particularmente em que toda a gente estava à espera que o nível que mostraram no Olhanense pudesse ser miraculosamente transportado para o Dragão e adaptado ao jogo da equipa. Ukra nunca conseguiu justificar a aposta que o clube fez nele para 2010/11 e acabou por ser emprestado por um ano e meio ao Braga, onde pode vir a evoluir o suficiente para reintegrar o nosso plantel. Admito que o limiar de paciência da malta é baixo talvez por já ter havido tantos extremos portugueses vindos das nossas escolas que não funcionaram (Ivanildo, Bruno Gama, Vieirinha, entre outros) e começa a ser difícil aguentar mais um. Ukra tem talento, precisa é mais maturidade para vingar. Esperemos que a ganhe e que volte melhor e mais calmo.

Momento: O jogo da Taça contra o Moreirense mostrou que Ukra não podia servir para ser opção imediata no plantel e que um empréstimo só lhe podia fazer bem. Indeciso, nervoso e a tomar decisões consistentemente erradas. Não chega.

Nota final 2010/2011:

BARONI

Deixar uma resposta