Baías e Baronis 2010/2011 – Varela

 

foto retirada de fcporto.pt

Época: Começou em grande e foi baixando de produtividade ao longo da temporada especialmente quando acumulou pequenas lesões que o foram afastando da competição. No entanto foi com ele que o FC Porto teve o ataque mais produtivo e eficaz, com o trio que o juntava a Hulk e Falcao a desfazerem defesas por esse globo fora. Notou-se que o cansaço o começou a afectar lá para o meio da temporada, porque os piques eram mais lentos, a intensidade de jogo era mais baixa e o tempo útil que Varela estava em campo era bem mais reduzido do que no início. Houve bastantes jogos em que não merecia ter ficado em campo até ao fim, mas Varela é esforçado e lutador, sem vedetismos nem tiques de arrogância. Os adeptos também sabem disso e por isso apoiam o rapaz até ao fim.

Momento: Escolho dois momentos em vez de um. O primeiro aconteceu cedo mas foi marcante. No jogo da Supertaça contra o Benfica, Varela entrou em grande e fez o que quis em campo. Corria como se fosse o jogo mais importante da vida dele. Se calhar, na altura, até foi. Já o segundo foi vital, porque as condições do lamaçal em que estávamos a jogar e que alguém decidiu chamar “Estádio Municipal de Coimbra” faziam com que fosse quase impossível marcar um golo decente em futebol corrido. Varela rodou, rematou de primeira e fez um golaço épico!

Nota final 2010/2011:

BAÍA

2 comentários

  1. Caro Jorge:

    Lamento dar-te esta notícia (eu próprio ainda estou em estado de choque!), mas a saída do Vilas já está confirmada (e lamento dizer-te, mas a minha fonte não são os jornais). Esperemos que o nosso clube saiba utilizar bem os míseros 15M que vai receber para nos levar o homem.

    Como comentário lateral, deixa-me dizer que o teu blog é, de longe, o melhor da blogosfera, és o nosso Vilas-Boas!

    Abraço,

    1. não querendo “cagar” nas tuas fontes, espero pela confirmação oficial.

      quanto ao blog…o treinador mantém-se, está garantido! :)

      um abraço,
      Jorge

Deixar uma resposta