Dragão escondido – Nº5 (RESPOSTA)

Não houve nenhum brincalhão que se lembrasse de amandar uma posta do género: “É o Mielcarski!”. A resposta está abaixo:

 

Desta vez não era muito complicado, tendo em conta a época e a fisionomia do jogador. Diego Ribas da Cunha, internacional brasileiro que chegou ao FC Porto no verão de 2004 para substituir Deco. Saído do Santos onde tinha formado uma dupla de “sonho” com Robinho, fez 49 jogos e apontou 4 golos ao nosso serviço e dois anos depois, com alguma polémica e um rendimento futebolístico muito abaixo do que seria previsível, acabou por sair para o Werder Bremen onde brilhou durante alguns anos, passou pela Juventus e agora joga novamente na Alemanha, no Wolfsburgo. A foto refere-se a um jogo fora contra o Vitória de Guimarães que vencemos por 2-0 com golos de Quaresma e Jorginho. Era um 10, um excelente organizador, criativo e talentoso, que sofreu um pouco durante a passagem pela Invicta com a indefinição em 2004/05 e os rigores tácticos de Adriaanse. Foi mal aproveitado, na minha opinião.

Entre as tentativas que a malta fez para acertar no nome do rapaz:

  • Alenichev – já não fazia parte do plantel, tinha saído no final de 2003/04 para o Spartak Moscovo;
  • Maciel – passou esta temporada emprestado ao União de Leiria;
  • Jorginho – o menino bonito de Adriaanse era a segunda melhor hipótese, mas era mais alto e com a pele mais escura. Vamos poder vê-lo este ano novamente porque foi comprado pelo Rio Ave;
  • Ibson – mais uma boa escolha, era juntamente com Jorginho o jogador mais parecido com Diego no plantel do FC Porto 2005/06;
  • Derlei – também já não fazia parte do plantel, tinha saído no final de 2004/05 para o Dínamo Moscovo;
  • Maniche – o gordo era mais um que já não fazia parte do plantel, tinha saído juntamente com Nuno, Costinha e Maniche (e Thiago Silva, agora titular no Brasil e na altura com idade de júnior) para o Dínamo Moscovo;
  • Sonkaya – ah, que saudades desta besta! Não era ele mas a hipótese era viável porque fazia parte do plantel nesse ano;
  • Ricardo Quaresma – uma das vedetas do plantel naquela época, foi bem aproveitado por Adriaanse (o único treinador – incluindo Mourinho – que o conseguiu pôr a ajudar a defesa) e rendeu muito mais que o rapaz da foto. Não era ele, como é lógico;
  • Lucho González – foi nesse ano que “El Capitán” chegou ao plantel, mas a fisionomia era de facto bem diferente;
  • Helder Postiga – mais um rapaz que estava no plantel e começou a época cheio de força…mas jogou apenas dois jogos e foi “encostado” para a equipa B por Adriaanse depois de se desentenderem. Acabou a época emprestado ao Saint-Etiénne;
  • Tarik Sektioui – só chegou ao FC Porto no verão de 2006, comprado por Adriaanse poucos dias antes do holandês se pôr ao fresco;

 

O pessoal está a ficar bom nisto. Já tenho mais quatro destes na calha mas vou parar durante algum tempo, só para dar tempo à malta para respirar, guardar os arquivos e ficar pronto para a próxima!

 

2 comentários

  1. Era a minha segunda opção, apostei em 1º lugar no Jorginho e depois no Diego. Mas tenho o palpite que era um dos dois.

  2. O Dieguito que queria voltar para o Brasil, mas parece que é muito caro!…

    Off Topic: – Jorge como é que deixou passar sem nenhum artigo a grande contratação da luz (mais uma) : – Alex Sandro!
    Uma verdadeira pérola!
    My name is: Sandro, Alex Sandro!

Deixar uma resposta