Como ganhar ao Barcelona? (II)


Segunda parte do manual táctico para conseguir ganhar ao Barcelona. Acaba aqui porque a terceira parte vai ser dada por Vítor Pereira na 6ª feira à noite, em pleno Estádio Louis II no Mónaco. Foi aqui que leram pela primeira vez, lembrem-se disso!

  • Esquecer marcações individuais e só pressionar a zona

Marcar Messi homem-a-génio não é fácil, para não dizer possível. Com aqueles passos rápidos e pequeninos, correrias loucas, drible curto e controlo de bola perfeito, ou se traz de volta o Paulinho Santos com um jarro de esteróides ou a tarefa está ao nível de um bom cruzamento do Folha: não é impossível, mas é incrivelmente difícil. Ainda por cima não vejo nenhum jogador no nosso plantel com as características para marcar Messi em cima (o Castro era capaz de o fazer, tinha pulmão para isso…mas talvez fosse rapidamente expulso, é melhor não arriscar). O mesmo funciona com as marcações a Xavi ou Iniesta, pelo que temos de esquecer qualquer tipo de marcação ao homem. A zona criada tem de ser pressionante ao ponto de os obrigar a recuar com a bola para os centrais e impedir o overlap dos laterais.

  • Dar o litro

Fomos muito compactos e lutámos por cada metro, demos tudo. Fomos aquilo que tínhamos combinado antes do jogo.
Wesley Sneijder
Vitória pelo Inter na Champions’ League em duas mãos, Abril de 2010

Pois é, custa. Ainda por cima em início de época, quando os joelhos ainda rangem, os gémeos puxam e o pulmão ainda não aguenta tudo. Mas é a única hipótese. Relaxar frente a uma equipa como o Barcelona é a morte do proverbial artista, porque se há um grupo de jogadores peritos em encontrar espaços nas paliçadas adversárias, são estes que vamos encontrar na sexta-feira à noite. E é um estupor duma vergonha perder o jogo porque não estavam com vontade de jogar à bola. Se perdermos, que seja pela diferença de talento que é inegável, mas nunca por falta de empenho. Mas não vamos perder, pois não? Não!

  • Controlar o ritmo de jogo

É conhecida a capacidade fantástica do Barcelona para controlar a dinâmica do jogo através da posse de bola. Basta olhar para as estatísticas e observar os passes laterais e os já famosos triângulos a meio-campo e perceber que essa estratégia faz com que os jogadores adversários passem o jogo todo atrás da bola quase sem a ver ao perto, o que enerva qualquer equipa. É natural que a bola terá de ser mantida durante tanto tempo quanto possível por forma a impedir que o Barcelona fique com ela, porque a partir daí torna-se muito mais complicado gerir o jogo. Enquanto tiverem a bola, é muito difícil jogar porque a atitude se torna reactiva e raramente criativa.

  • Segurar as emoções

Os catalães não têm problema nenhum em exagerar na reacção ao contacto físico e a jogar como putos com o pai a ver. Fazem muita fita, provocam o adversário, agem como se uma entrada banalíssima fosse um ataque com ICBMs e pressionam mais o árbitro que o Fernando Couto fez ao José Pratas. Jogadores como Dani Alves e Villa são peritos nesta arte e conhecendo os nossos meninos, já sei que é muito provável que se deixem cair na esparrela e isso não pode acontecer.

  • Rezar ao Deus da Latrina para dar uma enorme diarreia aos jogadores do Barcelona na sexta-feira de manhã

Já tentaram? Eu ainda não por isso não sei se funciona. Dava muito jeito e tenho fé no fulano.

18 comentários

  1. O Piqué já foi alvo de uma oração qualquer… esticou o músculo e vai parar 3 semanas. Antes fosse lesionar-se em campo, mas, pronto já não é mau para nós.
    Apesar de tudo eu prefiro rezar positivo: que os nossos se superem. Enfim, que joguem o que sabem sem pensarem senão na equipe e no colega do lado. Ainda melhor, que dêm uma lição ao AVB : – Vês burro, o que terias de prestígio se tivesses ficado!

  2. Eu pessoalmente não gosto de ganhar à 2ª equipa, e como somei ao longo destes 2 anos e meio um ódio quase inexplicável ao Barcelona (talvez pela arrogância desmesurada de Dani Alves, Piqué e do meio campista defensivo ressabiado cujo nome me irrita).

    Os dois posts que dedicaste ao assunto estão bastante bons, contudo li-os na diagonal por falta de tempo. Mas na minha óptica falta a regra número 1 para ganhar ao Barcelona:

    MARCAR PRIMEIRO

    Aconteceu no Atlético 2 v Barcelona 1
    Aconteceu no Barcelona 1 v Sevilha 2
    Aconteceu no Barcelona 1 v Rubin Kazan 2
    Aconteceu no Barcelona 0 v Hércules 2

    Tudo bem, não aconteceu no Inter 3 Barça 1, mas estamos a falar de uma equipa de Mourinho.

    Eu quero ver o meu Porto vencer, mas ou entramos paracomer cada centímetro da relva e marcamos primeiro, ou então vejo o caso muitíssimo mal parado. Eu acredito que o porto consiga vencer, mas nunca por números distantes do 1-2, mas a tarefa é mais que árdua.

  3. Se me pedissem para adivinhar a táctica na sexta, apostava que a equipa ia jogar coladinha atrás, tudo bem fechadinho, e apostar nos contra-ataques do Hulk e de quem o acompanhar no ataque.

    Se vai funcionar, não sei. É verdade que o Barça já foi vencido várias vezes, mas raramente em jogos que não fossem a feijões. Numa final até pode ser que entrem um bocado descontraídos, mas se chegam ao intervalo empatados entram com tudo.

  4. O segredo do Barça está na posse da bola e na feroz recuperação que tentam para a voltar a ter quando a perdem.

    O Segredo para vencer o Barça é não os deixar recuperar a bola, portanto, estão proibidos os jogadores do Porto de falhar passes, especialmente no nosso meio-campo e defesa. Mesmo no ataque temos que ser forretas e não dar a bola sem cuidados.

    Para mim, os melhores jogadores para isso são:

    Helton
    Sapunaru / Rolando / Otamendi / Fucile
    Souza
    Moutinho / Belluschi / Guarin
    Hulk / James

  5. Sem o James vai ser mais dificil. Atacar o Barca com Varelas e Djalmas da-me vontade de rir. Espero que Vitor Pereira saiba o que esta a fazer

      1. Vamos com apenas 2 laterais(-direitos de raiz-), Critian Rodriguez que nunca jogou esta temporada e está dado como dispensável, voltamos a ir a jogo com um único ponta de lança.
        Desta feita um puto de 21 anos acabado de chegar do MArítimo e que como se viu precisa de tempo…

        Uma arma fulcral, James, fica em casa. OK.

        O Álvaro fica em casa, o Fernando vai, mas estão os 2 na mesma situação.

        A convocatória levanta muitas questões, porque raio o James fica em casa e o Cristian vai, por exemplo??? Qual é a lógica?

        Espero que o treinador tenha uma boa estratégia para o jogo…

  6. Existe uma alternativa para ganhar ao Barça, sei que não é mais correcta ou justa, mas o que interessa é ganhar a Taça (ou Supertaça): Ponto 1, raptar a Mãe do Messi antes do jogo (como tem acontecido a alguns jogadores) e fingir um resgate, era o suficiente para destabilizar emocionalmente o jogador e este sentir-se alheio ao jogo. Ponto 2, infiltar um cozinheiro “dos nossos” no hotel onde esta hospedado o Barça e – à semelhança do que acontecia com os espiões na II Guerra Mundial e na Guerra Fria – envenenar a comida, mas atenção não para matar, apenas para adoecer, vómitos, diarreia, dores de cabeça e febre por 3 a 4 dias ao Xabi, Iniesta, Fabregas era o suficiente para deixar fora deste jogo o meio-campo nuclear do Barça, mas nada de envenenar a equipa toda porque senão deixava suspeitas e a UEFA ainda adiava o jogo. Não gosto de utilizar este método mas como disse um dos nossos inimigos (O Orelhas) “fazer as coisas por outro lado” era a melhor garantia de ganharmos ao Barça.

    PS: espero que tenha percebido a ironia do meu comentário.

  7. Primeiro, parabéns pelos dois posts!

    A missão, senão impossível, andará lá perto! Mas isso, nada quer dizer, o futebol apaixona por isso mesmo, tudo o que é “científico” deixa de o ser de um minuto para o outro.

    Mais do que importante, é retirar o jogo de coberturas do Barça, é fazer o que eles fazem a todos os outros. Abafar o jogo em determinadas zonas (altas na minha opinião), e tentar com bola aquilo que é o seu jogo habitual (falaste nisso durante o texto). Isso retirará referências de jogo a todos os elementos do Barcelona. Não é impossível, e espero que o FCP ganhe, se o conseguir será acto Heróico quase…

    Abraço,

    Jorge D.

  8. Esta convocatória deixa me desiludido.

    o Alvaro fica em casa..para quando definições para o plantel, será que ainda não perceberam que já se jogo a serio?

    o James fica em casa…vai o cebola que está desiludido com Porto e foi dado com dispensavel.

    O Fernando não fica em casa..mas será que vai para o banco ou porque eram necessários 18 para completar a convocatória?

    O cebola que não fica em casa…deixa o James para traz.. que disse várias vezes ir para Marienfield, depois para a Colombia e estaria de volta para o Monaco,nem que fosse directo, O cebola chegou atrasado após ter jogado menos 90 minutos no SulAmericano.

    O djalma també,..desculpa rapaz..mas acho que ainda não estas preparado para alta roda, devias estar na fase de auisição de conhecimento..mas não, o coach leva te..enfim ele é que sabe!

    Acho que esta convocatoria nao revela nem optimos, nem coragem, um Iturbe demasiado fresco, podia ser um tónico interessante, mas dou de barato, agora a falta do James…

    Lamento dizê-lo e seria extremamente feliz por estar enganado, mas ao vitinho..ainda falta qualquer coisa..parece que está no papel daqueles treinadores que passaram pelo Porto numa fase de transição…ou seja na ressaca do exito ou quando saiem as referencias da equipa e a administração sabe que não se pode ganhar sempre..e por isso..é necessário alguém para fazer o lugar de forma temporaria…

    Desculpa Vitor Pereira, até podes ganhar o campeonato e não empolgar no discurso e no futebol da equipa no relvado, pois acredito que estas de passagem…

    Não digo isto de animo leve, o teu insucesso é sinonimo de sofrimento para mim, pois é, o resultado directo da caminhada do meu Porto.

    Quero tanto estar enganado!
    O meu treinador para o Porto, a minha escolha recaia sem a minima duvida no Pedro Emanuel..acredito no sucesso deste rapaz.

    Atenção ja me enganei no passado, principalmente em relação a jogadores..vamos ver…mas a confiança está abalada, lá isso está!

    Força Porto

  9. Não consigo perceber Djalma e Rodriguez em detrimento de James. Acho que o miúdo ao pé coxinho joga melhor…enfim.
    Com estas escolhas parece-me que o Vítor Pereira não vai lá com intenção de ganhar.
    Começo a ficar desconfiado do que nos espera até ao fim da época.

    1. vamos esperar até as coisas assentarem para avaliar o treinador, jovens. ainda é cedo e ele melhor que nós sabe como estão os jogadores e o que quer fazer. quando tiver alguma obra feita…aí já podemos falar. até lá, é só especulação sem provas dadas…

    2. E, se foi um erro de secretaria e o Rodriguez é o James?…

      Não digam mal do Christian, que ele ainda joga e marca, e vão ter que andar com ele ao colo!

  10. vou chutar uma teoria…
    Equipa Helton
    Sapunaru Rolando Otamendi Fucile
    Fernando
    Souza Moutinho
    Guarin
    Hulk Cristian Rodriguez

    Se correr mal.. a culpa é do fernando e do rodriguez.. se correr bem o FCP consegue finalmente vende-los… espero que corra bem (i dont think so), como já aqui deram a ideia… o Vítor pode ter um primo cozinheiro e andar a fazer as coisas “por outro lado” :|
    é bom que sim…
    De qualquer maneira…
    Sempre a viajar
    Para te ver jogar
    Onde quer que tu vás
    Eu vou lá estar!
    Não quero é voltar
    Não quero é voltar
    Com o meu Porto eu quero ficar!

Deixar uma resposta