Iturbo

Estive aqui todo entretido a ver o jogo da Argentina contra a Coreia do Norte (esses rapazes tão sortudos que terão decerto um regresso a casa que lhes vai proporcionar uma boa forma de emagrecerem os corpos já franzinos em qualquer campo de trabalhos forçados), alheando-me dos comentários do fulano da Eurosport, que se saiu com frases como: “Ora reparem agora em Luque. Vruuuum, parece um míssil!”, ou “Ei, os coreanos estão zangados!”, e que se pôs a ler mensagens do Facebook a meio do jogo, para ver Iturbe.

Não fez um jogo famoso (foi dele a assistência para o segundo golo mas pouco mais conseguiu de positivo durante o jogo), mas já deu para perceber melhor o que é que o puto vale. Tem talento, não haja dúvida, joga atrás do ponta-de-lança com boa técnica, rápido com a bola com uma aceleração brutal quando se aproxima do adversário. É jogador para romper, para rasgar defesas de bola controlada e pode ser ainda mais perigoso em jogos grandes, onde há mais espaços e a velocidade é vital. Tem de melhorar no sentido prático e na decisão do último passe, mas são coisas naturais num rapaz de 18 anos.

Só vejo um pequeno problema: conhecendo o actual estilo de jogo do FC Porto, com o 4-3-3 móvel mas sempre mantendo dois homens na ala e outro no meio, não o vejo a jogar a não ser numa estratégia mais virada para um esquema com dois avançados, um mais fixo e outro (Iturbe) mais móvel, que estará pronto para criar espaços e apanhar as bolas que vão sobrando. Se Iturbe chegar, vir e começar a mostrar que pode vencer, mudará Vítor Pereira a formação base?

6 comentários

  1. Quer-me parecer que, apesar de neste jogo ter jogado a 2º ponta de lança, ele é mais extremo-esquerdo.
    Tenho a mesma ideia, as grandes armas são a velocidade e, sobretudo, o arranque com bola controlada. Tem grande potencial, mas ainda muito para aprender, como é natural. Creio que esta época será de adaptação, mas pode ser já importante sobretudo em jogos em que o Porto jogue mais em contra-ataque. Nos outros jogos que vi tb reparei q tem grande facilidade de remate de longa distância.

  2. É craque, Jorge! Ontem vi o Iturbe, a tempo inteiro, pela primeira vez. Num jogo individualmente mau, dá para perceber que o FCP deu mais um “tiro” no mercado. Tem 18 anos, e, o futebol ja nos enganou muitas vez, no entanto, nesta altura (momento em que as análises tem que ser feitas) quer-me parecer que estamos em presença dum grandissimo jogador da bola. Numa selecção argentina onde irradia o individualismo, que, apesar de ser composta por bons jogadores, nao constitui um verdadeiro colectivo, o Iturbe acabou por ser “apanhado na rede”. Forçou algumas jogadas individuais longe da área, o que terá provocado excessivas perdas de bola, no entanto, chamou à atenção pelo “pique”, pela “tabela facil”, pela explosão em direcção à baliza, e, pela forma como, em velocidadede, tem a bola controlada.
    Repito, num jogo mau, adorei o Iturbe de 18 anos!
    O futebol é fertil em desilusões, por isso, sem criar grandes expectativas, julgo que o FCP terá contratado um talento “daqueles”!
    Boa sorte, Iturbe! Boa sorte, Porto!

  3. Estão a falar de jogos de seleções só de jovens… jogadores sem experiencia, sem um sentido de posicionamento apurado, menos corpulentos (há excepções..), mais impulsivos (logo facilmente cometem mais erros), etc.. Para jogar num campeonato europeu, nomeadamente no Porto, ainda lhe falta muito.. Tem talento (muito pelo que me pareceu), é rápido e facilidade de remate e será concerteza um bom jogador, mas não o é ainda e vem para o melhor clube para se tornar um!! Uma ou duas epocas de adaptação e para ganhar lugar na equipa, Hulk, Varela, James (Djama tb não mas por outros motivos espero!) não vão estar cá para sempre, isto é o Porto a fazer o que de melhor sabe, precaver o futuro da equipa! Muito Bem!

  4. Boas,

    ainda não tive o prazer de o ver jogar, tirando uns videos no youtube, no entanto se ele for igual ao James em termos de qualidade ja não +e necessario saber mais, de reparar que para alem do James, temos os Iturbe, Kelvin, Alex Sandro e Danilo … e seguramente vamos lapidar estes diamantes porque na nossa casa é assim que se trabalha.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

    1. o Iturbe é bem diferente do James, corre muito mais com a bola e a técnica é mais individualista. mais Messi, menos Riquelme, pronto :)

      abraços,
      Jorge

Deixar uma resposta