Prezzy speaky time

Fala-lhe nos sacos de mijo

Fala-lhe nos sacos de mijo

Fala-lhe nos sacos de mijo

Fala-lhe nos sacos de mijo

 

A análise, ao jeito de um Pacheco Pereira sem o enorme balão de vento que carrega metaforicamente às costas para todo o lado, virá mais tarde. Se a entrevista fôr decente, claro.

1 comentário

  1. Este homem é demais. Mesmo tendo a idade que tem e tendo a cabeça ocupada com tanta e tanta coisa como soube ele dar uma bofetada de luva branca em todos os órgãos de comunicação social usando para isso um canal que é manifestamente pró-benf e anti-FC Porto.

    Ninguém (da comunicação social), a não ser a sic, quis dar cobertura à entrega de prémios no Dubai só porque o único clube português nomeado para essa entrega de prémios era o FC Porto e ele próprio.
    Pinto da Costa, que é não só inteligente mas também esperto, aproveitou para mostrar aos que tanto gostavam de ter uma entrevista exclusiva com ele, o que perderam por mais uma vez menosprezarem o FC Porto.
    É o chamado saber manter os amigos por perto e os inimigos ainda mais perto. É que nunca se sabe quando se pode fazer uso deles.
    Grande Pinto.
    Espero que se mantenha por muito tempo ao serviço do FC Porto.

Deixar uma resposta