Dragão escondido – Nº10 (RESPOSTA)

A resposta está abaixo:

 

Em luta directa com Rui Jorge, protegendo a bola das tentativas infrutíferas de recuperação do lateral esquerdo, o nosso Ricardo Quaresma esteve presente neste jogo realizado no Estádio do Restelo a 11 de Fevereiro de 2006, que vencemos por dois a zero com o “macaco” Adriano a bisar. De notar que uma boa parte da malta que adivinhou fê-lo…pela cor das botas que o rapaz usava. Vocês reparam em cada coisa, palavra de honra.

Já agora, para terem uma ideia do índice de renovação do plantel do FC Porto, basta ver que da equipa que então entrou no relvado de Belém sobram apenas Helton…e Lucho.

Entre as diversas tentativas sem sucesso que o povo fez para acertar no nome do moço:

  • Alan – A nova incarnação do Predator jogava de facto no FC Porto e tinha na altura uma cabeleira bem mais discreta mas essa mesma trunfa não esteve presente no Restelo;
  • Alenitchev – O russo já tinha sido vendido em 2004 para o Spartak Moscovo depois de ganhar a Taça UEFA e a Champions. Pediu para sair e saiu, sem mágoa mas com muitas saudades;
  • Derlei – Ui, o Ninja já ia longe nesta altura e graçava os relvados da liga russa com a camisola do Dínamo de Moscovo;
  • Diego – Nunca chegou a confirmar as credenciais de mega-wunderkind que trazia do Brasil e foi mais uma vítima do troika centro-campista de Adriaanse. Jogou nesta partida, entrando aos 82 minutos para o lugar de Ivanildo;
  • Ibson – Esteve no Restelo mas não chegou a entrar em campo e viu o jogo todo do banco de suplentes. Tinha começado bem a época mas foi progressivamente perdendo espaço para a tripla Assunção/Meireles/Lucho;
  • Jorginho – Actualmente no Rio Ave e recentemente aplaudido quando veio jogar ao Dragão, o menino bonito de Adriaanse esteve ausente deste jogo, ele que fez parte integral da equipa que venceu o campeonato 2005/2006 tendo marcado o golo que nos deu o título em Alvalade;
  • Paulo Assunção – Figura quase omnipresente no centro do terreno, era muitas vezes o único elemento defensivo do meio-campo para a frente. Fez parte do onze titular deste jogo, tal como Quaresma;
  • Rubens Júnior – O DJ que não tinha posição fixa no terreno (algures entre o flanco esquerdo e o Batô, presumo) saiu do plantel no final da época 2001/2002 e andou a fazer o circuito dos empréstimos e neste ano estava a jogar pelo Corinthians.

O primeiro a apostar correctamente foi o Nuno, às 9h10. O prémio? A satisfação de ser um dragão conhecedor do seu passado! Eina! Talvez para a próxima vez apenas publique os comentários para não influenciar a malta, que acham? Este foi fácil, mas depois do último em que se queixaram de ser muito difícil…foi para amaciar as massas. O próximo é mais tramado, garanto. Mas não muito.

3 comentários

  1. Eheheheh… Eu fui lá por alguns pormenores, mas somente um revelava tudo… O tom de pele dizia algo… As botas diziam muito… Mas aquele adesivo todo nas meias dizia tudo!! E eu que volta e meia tenho os árbitros a dier que nao posso ter elásticos de cor diferente das meias, digo logo, queria ver-vos dizer ao Quaresma para tirar os adesivos das meias!!

Deixar uma resposta