Leitura para um fim-de-semana tranquilo

8 comentários

  1. Bom post. Obrigado.

    PS: Acho que estou sozinho no mundo quando acho que o Messi faz sempre o mesmos truques, embora sejam sempre bonitos de se ver. Talvez seja isso que as pessoas gostam nele. É capaz de fazer as mesmas coisa vezes sem conta: 1) entrar da esquerda para o centro, chegar à entrada da área, ou mesmo já dentro dela, rematar forte e colocado para o lado direito da baliza. 2) quando isolado à frente do guarda-redes, normalmente à esquerda, chapéuzito. 3) Aparecer onde ninguém o espera.

    1. fez-me lembrar os brasileiros a falar sobre o Garrincha: – Fez sempre a mesma finta, não tinha outra, e fintou todos!…

      em relação ao messi estou consigo…ponto por ponto, mas … não me entusiasma. que hei-de dizer? não me vou desculpar…

  2. “a melhor forma de mandar abaixo os críticos é fazê-lo ponto a ponto, como se faz aqui no Who Ate All The Pies?;”
    acredito que seja mais um sete-a-um de que não me lembro, mas o que lá está escrito é para deitar abaixo as críticas idiotas…
    que idiotice existe em dizer:
    “Gosto mais do Deco, do Zidane…
    até do Beckenbauer… ” , hein?

  3. Venho hoje pela primeira vez a este blog e gostei bastante. Sou benfiquista e jà li muita coisa com a qual não concordo, mas o humor utilizado faz com que mesmo essas coisas se leiam com prazer. Parabéns! Vou passando e escrevendo de vez em quando se o blog não fôr exclusivo.

    1. o blog é exclusivo no sentido de ser eu o único que cá escrevo. para além disso, havendo correcção e sentido de humor, todos são bem-vindos a participar, caro David!

      um abraço,
      Jorge

  4. Jorge,

    Vejo que continuas a perder o teu valioso tempo a ler blogs de segundo nivel com artigos tremendamente aborrecidos. Isso devia dar direito a castigo, como rever os falhanços do Jorginho por exemplo ;-)

    PS: Quanto ao Messi, acho que se exagera muito, amanhã sai o meu desabafo sobre o assunto. O mundo está carente de uma estrela, isso parece-me evidente, e ele é genial, mas quando se fala de melhor é algo tão subjectivo que me assusta sempre tanta unanimidade!

    1. ah…essa vedeta…mas se era para ver falhanços, escolhia sem dúvida o Paulinho César. ou “McLaren”, como vim a descobrir. aquela bola por cima da trave no Bessa ficou-me na memória.

      um abraço,
      Jorge

Deixar uma resposta