Reconsiderando Atsu

Eis uma das grandes esperanças para 2012/2013, muito pelo que fez em 2011/2012. Atsu foi a principal figura do Rio Ave na época passada e mostrou algo que poucos jogadores da nossa formação vi a fazer nos últimos anos: não teve medo. Não teve medo de nada nem ninguém, de Luisões ou Rinaudos, de tantos laterais e tantos centrais da nossa Liga, de relvas e bolas e jogadores bem mais fortes e altos que ele. Atsu vai a todas, com tudo. Está, de uma certa forma, no outro extremo de Kelvin em termos de trabalho e agressividade positiva quando veste a camisola do seu clube e avança em campo para resolver o jogo ou morrer enquanto tenta, por muito que a capacidade técnica do ganês seja bastante mais limitada quando comparada com a do brasileiro.

No ano passado, Atsu jogou em 31 partidas, marcou 6 golos e recebeu 3 amarelos. São excelentes valores para um rapaz que tinha acabado de sair dos sub-19 e que foi lançado a jogar como titular por Carlos Brito na grande maioria dos casos. Foi a agressividade ofensiva, a velocidade e a audácia do puto que convenceram o treinador do Rio Ave a avançar com ele como aposta para a titularidade e no final acabou por ver resultados com o Rio Ave a manter-se na Liga.

E precisamos de um elemento destes no plantel, se bem que Iturbe é outra excelente hipótese para ser um jogador de rupturas, de contra-ataques rápidos e de perfuração de defesas contrárias. Atsu é idêntico, mas terá oposição forte de toda a malta que, quando o virem a falhar algumas vezes, desconfio que não terá a mesma paciência com ele que teve com Hulk. Atsu, se ficar na primeira equipa e não conseguir criar o impacto suficiente para convencer os adeptos do FC Porto (especialmente no Dragão), arrisca-se a levar o mesmo caminho de Vieirinha, Ivanildo, Candeias, Helder Barbosa ou Bruno Gama. E seria (mais) um desperdício.


Outros posts de retrospectiva dos nossos emprestados em 2011/2012:

5 comentários

  1. Caro Jorge,

    Concordo em absoluto com a análise do jogador.
    Mas estou mais confiante relativamente ao seu futuro na equipa.
    Acho que essa característica de não ter medo associada à qualidade que tem demonstrado, lhe vai abrir as portas da equipa e dar um futuro muito bom.
    Vai ser um grande!
    Abraço,
    PeLiFe

  2. sem duvida…
    acho que ATSU é aquele jogador tipo africano mas com muita qualidade e sinceramente portistas, tenho a certeza que o Senhor Vitor Pereira irá moldado no nosso molde “de jogador à Porto”, frase essa do nosso fabuloso presidente aquando da apreciação a J.Moutinho.
    ATSU tem a velocidade de HULK (sim tem mesmo, reparem bem), técnica de ITURBE (revejam com atenção) e chega à área adversaria com tremenda facilidade, tipo o bandido do JAMES.
    É FORMIDÁVEL, a qualidade deste jogador, tem só de perder um pouco do individualismo, faz-me lembrar o INCRÍVEL quando aterrou no Dragão.
    Bom, mas em jogos de pura dificuldade que seja preciso furar as defesas contrarias é sempre uma unidade a ter em conta e a ser lançado em jogos de CHAMPIONS (nao estranharia que a titular) e alternando no onze na Liga, pois já tem experiencia no Rio Ave. É MAQUINA…
    Para mim faria uma época de afirmação e temos uma promessa africana pra rondar os 30-40 milhões… OLHOS NO PUTO MALTA, ELE É CRAQUE.
    Sr. Jorge, já agora se me permite, que acha de eu lançar a sua próxima consideração a um jogador do FC PORTO, lanço um nome e o Sr. Jorge faz o seu post??
    – Qual a sua opinião relativamente a MIGUEL LOPES???
    – E já agora em torno dos nossos laterias direitos??
    SAPUNARU ta ser injustamente ostracizado, DANILO tem de fazer valer os 18M (acho que são só 18), FUCILE (é vende-lo mas estando emprestado pra lucrar e baixar um pouco a despesa salarial) e DAVID BRUNO (é por ser Português que vai pra Equipa B???
    OBRIGADO E UM FORTE ABRAÇO A TODOS, João Grilo

Deixar uma resposta