Seis

Castro é novamente um membro de pleno direito do plantel do FC Porto. Tem um enorme potencial para ser uma figura de elevado rendimento durante a época de 2012/2013 e vai usar um número nas costas que é um dos mais mediatizáveis que até tem potencial de rima para músicas das claques. Assim sendo, revisitemos os números 6 que passaram pelo nosso plantel:

 

1995/1996 Péter Lipcsei
1996/1997 Arnold Wetl
1997/1998 Barroso
1998/1999 Emílio Peixe
1999/2000 Emílio Peixe
2000/2001 Emílio Peixe
2001/2002 Costinha
2002/2003 Costinha
2003/2004 Costinha
2004/2005 Costinha
2005/2006 Ibson
2006/2007 Ibson
2007/2008 Paulo Assunção
2008/2009 Fredy Guarín
2009/2010 Fredy Guarín
2010/2011 Fredy Guarín
2011/2012 Fredy Guarín
2012/2013 André Castro

4 comentários

  1. Nestes últimos anos tem havido um fenomeno estranho: porque é que os nossos jovens não se conseguem impôr? Não é por falta de qualidade, dedicação também não, amor ao clube também não deve ser, projeção internacional têm, salário devem receber como os outros… Não entendo. Este Castro temo que seja mais um numa lista que tu às vezes referes: Ukra, Vieirinha, Candeias, etc etc. Eu até gosto bastante do Castro, fez uma época muito boa, mas depois chega ao FCP e parece nervoso, ansioso a jogar. A camisola FCP pesará demais para os jovens portugueses?

  2. Sente Porto, É Porto….não sei é se a qualidade futebolística acompanha…ou se a cabeça o consegue acompanhar e deixar de parte a ansiedade…tenho sérias dúvidas, aliás…muita sofreguidão, muita correria fútil…poucos resultados práticos….oxalá me engane…e oxalá Moutinho fique pra ver se Castro aprende alguma coisa com ele!

  3. Estou deveras contente por Castro ficar no nosso plantel. É portista, muito bom jogador, tem a alma de Paulinho Santos e trabalha como um pedreiro de há cinquenta anos atrás.

    Força, Castro. Todos os que estão na equipa B, têm os olhos postos em ti.

Deixar uma resposta