Firmeza

Entrevista  a Pedro Baptista, em 2006:

“Nós observamos os adversários, o maior nº de vezes possível, e em função da dificuldade de construção de jogo em determinada zona, em função da dinâmica que o adversário promove, nós trabalhamos sobre isso, o principio de jogo para jogo, a intenção de… não muda, mas estrategicamente fazemos de uma forma ou de outra em função daquilo que nós julgamos ser o mais adequado para aquele jogo, para o ganharmos.”

Conferência de imprensa depois da vitória sobre o Braga, ano passado:

“Se Hulk vai continuar a jogar ao centro? Vamos ver. Para já estou satisfeito com a produção dele, não só com os golos, estou satisfeito com a produção da equipa e com o que nos deu.”

Conferência de imprensa depois da vitória sobre o Beira-Mar, no passado sábado:

“Haverá jogos em que precisaremos disso, mas não estou muito inclinado a mexer no miolo e satisfazer aqueles que acham que o James, jogando a 10, é muito mais jogador. A dinâmica do meio está muito bem assimilada e dá-me gosto de ver o meio-campo assim”

Ao ler as declarações de Vitor Pereira, só fico com uma certeza: cada jogo é um jogo e as opções tácticas dependem do adversário e da melhor forma de o bater. E esteja certo ou não, tenho a certeza que a convicção não muda com o vento. Gosto disso.

3 comentários

  1. O VP sabe muito de bola. A questao da motivacao dos jogadores pode ser
    (ter sido) um problema mas a maneira como os jogadores se movimentam no terreno de jogo revela um grande entendimento do jogo.
    Compare-se com as equipas de Sa Pinto, Domingos e Jesus (que o ano passado tinha um plantel de elevadissima qualidade) e a diferenca e clara.
    Saber incentivar os jogadores e importante mas prefiro um VP que ainda pode trabalhar esse aspecto a um Scolari, que pelo que sei era um grande motivador mas de resto era um zero a esquerda.

  2. Boas Jorge,

    Antes de mais devo dizer que não sou adepto confesso de VP, no entanto ele é o treinador da minha equipa e estou com ele até ao final da epoca como estive no ano passado.

    No entanto, acho, e como disse o Fernando hoje, que o VP está diferente esta epoca, arrisca, pensa, é pro-activo nas substituições (algo que eu achava ridiculo nos treinadores esperar pelos 60 minutos para proceder a alterações) … acho que cresceu como treinador , e apesar da contestação fundamentalmente da comunicação social afecta ao regime, está mais solido, não olha a nomes nem a prima donas e fundamentalmente tem o apoio do Presidente, o que nos clubes da 2ª circular não acontece.

    Por isto e cada vez mais com o apoio dos Portistas, acho que o VP vai mais uma vez levar o Nosso clube a bom Porto.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

Deixar uma resposta