Hulk

Lembro-me de estar sentado no Dragão numa solarenga tarde de Verão em 2008. Na altura, um desconhecido brasileiro com uma das mais ridículas alcunhas dos últimos tempos estava em campo a envergar uma camisola pouco usual para avançados. Com o doze nas costas, Givanildo transformou-se numa das melhores e mais importantes aquisições do FC Porto desde que sou portista, um homem que tem o dom de fazer estádios levantar, de levar adeptos à euforia numas alturas e à profunda irascibilidade noutras tantas. Hulk mudou o jogo das equipas de que fez parte, atravessou três treinadores e conquistou montanhas de títulos, tanto individuais como colectivos. Tornou-se na imagem do clube, na figura que atravessava mundo com a nossa camisola e que mediatizou ainda mais a nossa equipa em competições nacionais e europeias.

Hulk é a imagem da influência que um jogador pode ter uma equipa, por muito que essa mesma equipa seja de um nível já bem alto na habitual escada do sucesso. Poucos jogadores, no decorrer da minha própria carreira como adepto portista, vi com a mesma capacidade de revolucionar um jogo morto, de trazer vida a um ataque insipiente, de mudar o desfecho de uma partida com a força, a velocidade, a potência que aplicava em todas as jogadas de que fazia parte. À imagem de Deco ou Quaresma, em tantos e tantos jogos a equipa dependia dele e ele era a equipa. Era para ele que todos olhavam, dentro e fora de campo, como o enorme martelo que parte o cubo de Rubik quando já ninguém tem pachorra para encaixar nas posições certas. Era Hulk, era quase sempre Hulk, o actor principal em filmes vistos vezes sem conta, quando a equipa não tem pernas nem inspiração para trabalhar de uma forma produtiva para que o resultado fosse parecido com o que os adeptos sempre procuram. Era Hulk que pegava nesse difícil facho da responsabilidade e zarpava para o ataque com todo o resto da equipa por trás dele, despreocupada, inflexível, confiante que o colega conseguiria um remate indefensável, uma aceleração inatingível ou uma finta letal. Hulk foi vezes demais a figura da equipa, uma imagem de dependência que nos habituámos a ver durante anos seguidos e que, por força do destino e de meia-dúzia de bem arquitectadas minúcias, nos deixou durante meses e nos fez perder um campeonato que podíamos e talvez devíamos ter ganho.

Era também um invulgar motivo de discórdia. As atitudes furiosas, o constante questionar das decisões do árbitro, os lances após lances que perdia quando tentava fazer algo impossível até para ele, as decisões erradas do “chutar quando deve passar” e vice-versa, os livres para a bancada, os amuos, as críticas, os lamentos. Mas era sempre um dos que chegava ao fim do jogo com a camisola a pingar do suor de um lutador, de um headliner que sempre o foi e sempre quis ser. E na nossa memória, na memória de todos nós que daqui a uns anos vamos falar com os nossos filhos e netos e dizer-lhes que houve um brasileiro que era uma montanha de força e que usou a nossa camisola durante quatro anos, vamos todos recordar os cincazero ao Benfica, os slaloms em Donetsk, Madrid, Moscovo, Sofia, Lisboa e Porto, os golos na Champions, os remates de longe, as vitórias, as tantas vitórias que tivemos à custa dele, e vamos sorrir.

Vou ter saudades de Hulk. Era um homem da casa, capitão de equipa sem que convencesse que era esse o seu principal papel, mas fundamental na forma como melhorou a relação com os árbitros a partir desse momento. Foi bruto, rijo, duro e genial; foi agredido, pontapeado, injustiçado e justiceiro; foi golo, remate, míssil, decisivo. Hulk foi nosso durante anos e a partir de hoje deixa de o ser. E temos todos de aprender a jogar sem ele, porque tal como Deco ou Quaresma, quando sai uma peça de tal maneira fundamental na estrutura de uma equipa, é natural que todos iremos sentir a sua falta. Cabe aos adeptos entender isso e exigir que os outros todos saibam calçar as botas do 12 e aproveitem para marcar o seu próprio nome.

Hulk houve um. Agora, temos de ter vários para suprir a falta. Boa sorte, rapaz.

20 comentários

  1. Se o FCP vendeu 85% do Hulk por 40M€, os outros 15% correspondem a 7M€. (valores oficiais comunicados á CMVM). Dá 47M€ pelos 100% da transferência.
    Porque razão rejeitámos os 50M€ á cerca de duas semanas?

    Onde é que se foi buscar os outros 13M€ para dar os 60M€ que estão a ser falados?

    1. Mano, tas a ir pelo lado errado. sempre que se fala nos 60 ou 50 M , tamos a falar nos 100 e tal por cento

      pq nao te podes esquecer , do valor dado ao empresario e o chamado fundo de solidariedade, definido pela uefa para boas causas. o valor total disso é 60M , mas efectivamente o que vem para o porto sao 40M .

      1. Mas o valor dado para a solidariedade nunca se somou ao total duma transferência…

        Porque é que se está a somar neste caso?

        E pelas palavras do presidente do Zenit ele não comprou os 15% que não nos pertenciam.

  2. €100.405.000
    Muito juízo com este dinheiro que é dos sócios e dos accionistas. Espero que não desapareça e que o passivo comece a reduzir porque é possível ter bons resultados desportivos e também financeiros.
    O negócio Hulk cada um que tire as ilações.. .sobretudo tendo em conta que o F.c.Porto recebeu uma proposta amplamente divulgada de €80.000.000, é certo que em Dezembro mas agora também não podemos ir ao mercado e que o Benfica conseguiu € 32.000.000 de mais valia [€40.000.000-8.000.000(=6.500.000+bónus-faltando saber se houve)] com a venda de Witsel e o F.C.Porto apenas 21.000.000 [€40.000.000-19.000.000=21.000.000].
    Transferências esta época 2012-2013 Valor a receber 63.305.000
    #Hulk Valor do negócio €60.000.000 F.C.Porto recebe €40.000.000 sem custos adicionais tendo em conta 85% que tinha do passe
    [O que é quase a mesma coisa que ter em conta tudo não enganem as pessoas!= 39.400.000
    Se não vejamos:
    Compra do F.C. Porto---€13.500.000 (40%) +€ 5.500.000 (50%)=€19.000.000
    F.C.Porto não tem 90% do passe só tem 85% deu 5% à Martex (AGENTE?) e os RENTISTAS têm 10%.
    Vaor do negócio €60.000.000 F.C.Porto recebe €4=.000.000
    1-15%=€9.000.000= RENTISTAS 6.000.000 (10%)+Martex (AGENTE?) €3.000.000 (5%)
    2-5% da Formação=€3.000.000
    3- Comissão de 10 por cento por intermediação (sobre a mais valia/lucro do F.C.Porto) AGENTE
    €60.000.000-€9.000.000=€51.000.000
    €51.000.000-€19.000.000=€32.000.000
    €32.000.000 :0,10=€6.400.000
    Negócio descontado todos estes valores:
    € 60.000.000-€9.000.000-€3.000.000-€6.400.000=€41.600.000
    É muito ? Não me parece...
    Há que descontar ainda cerca de €2.000.000 para jogador e AGENTE (segundo as suas declarações)
    €41.600.000-€2.000.000=€39.600.000
    Empresário recebe €3.000.000 (5%)+€6.400.000+€2.000.000=€11.400.000
    É muito ? Parece-me que sim...]
    #Vários jogadores €23.305.000
    -Guarin-€11.000.000
    -Alvaro Pereira-F.C.Porto 75% do passe
    €10.000.000:0.25=€7.500.000
    (Ainda podem ser €15.000.000)
    -Janko €2.340.000 (valor adiantado pela imprensa)
    -Belluschi-€2.500.000 F.C.Porto 50% do passe
    €2.500.000:0.50=€1.250.000
    -Djalma €500.000 Empréstimo (valor adiantado pela imprensa)
    -André Pinto €300.000 Vendido para o Panatinaikos tendo o F.C. Porto ainda uma % do passe
    Tiago Silva PSG €280.000 de direitos de formação (valor adiantado pela imprensa)
    Paulo Machado Olimpiakos €135.000 de direitos de formação (valor adiantado por mim com base em 5% do valor do negócio)
    Transferências de outras épocas (segundo o que foi divulgado creio no RC) Valor a receber €37.100.000
    #Atlético de Madrid €28.000.000
    #Zenit €6.000.000
    #Lyon €1.600.000
    #PAOK €1.000.000
    #Marseille €500.000

      1. Nuno essa análise está errada, pois fazes os 15% dos 60M e não fazes o mesmo para os 85%.

        Ou seja, se os 15% valem 9M porque é que os 85% não valem 51M?

        Os 15% estão a ser pagos sobre 60M e os 85% a ser pagos a 47M?

        É que 85% de 47M é que são 40M, se fosse de 60M seriam 51M

        Algo aqui está muito mal explicado.

        De onde surge o valor dos 60M?
        Algum documento oficial?
        Não encontro em lado nenhum.
        Que provas temos que o Zenit comprou os 15% que não eram do Porto?

        Se alguém me puder esclarecer agradeço.

        Saudações desPortistas.

  3. Vai deixar muitas saudades.

    O que eu não entendo é como é que se faz este negócio depois das inscrições fecharem… levamos uma grande machadada e não temos ninguem que o possa substituir nem de perto nem de longe.

    Será que é desta que começa a chamar o iturbe ou vai invertar de novo subindo o danilo ou alex sandro ou algo parecido…

    Estou chateado. Por ele ter saido, por ter saido depois do fecho do mercado e principalmente por ter saido pelos milhões… afinal ou jogadores actuais não passam de umas putas que vão para quem paga mais em deterimento do mérito desportivo.

    Abraço,
    João

  4. Boas,

    Agora mais a frio aqui vai a minha humilde opinião sobre o Incrível a e sua venda:

    Lembro-me de um dia em Agosto de 2008 ao chegar ao trabalho um colega meu, bastante desanimado, me ter mostrado O Jogo e na capa estava um brazuca vindo da segunda divisão japonesa com uma alcunha ridícula. “aí está a bomba do Pinto, disse ele” num misto de ironia e desânimo. Agora passados 4 anos foi vendido num negócios de 60 M€ (12 Milhões de Contos).

    Nos 4 anos em que esteve connosco, a lutar as nossas batalhas, a vergar os nossos adversários, a chutar que nem um doido, a ajoelhar os oponentes, a protestar por tudo e por nada, merece, por direito próprio, entrar na história do nosso clube e para mim, tem um lugar cativo no melhor 11 da nossa história. Para um super herói vindo da segunda divisão do Japão, não foi mau. Dos muitos golos, das muitas fintas, das várias assistências para mim ficará sempre gravado na memória aquela arrancada pela direita em que deixou David Luiz de gatas nos famosos cincazero.

    Somos um clube da classe média-alta da Europa, com alguns tiques de novoriquismo, mas estamos longe de competir, em termos financeiros, com os grandes europeus. Qual o clube, actualmente, que recusava um negócio de 60 M€ (12 Milhões de Contos). Há bem pouco tempo, o histórico AC Milan, detido por uma das maiores fortunas de Itália, vendeu os seus 2 principais jogadores, juntos, por esse valor. Quem conhece a realidade do clube sabe que estamos a atravessar por situações complicadas (equipa B e pessoal administrativo com ordenados em atraso, por exemplo) e a venda tinha que ser feita.

    Já esperava a sua venda mas não após a data de fecho do mercado. Sonhei que a sua partida permitiria mudar o sistema táctico para um 4-4-2 losango, com Fernando a 6, Lucho e Moutinho como 8’s e James a 10 a servir 2 pontas de lança, mas como só temos 2 pontas de lança no plantel… Para manter o 4-3-3 não temos a mesma capacidade de penetração. James não me convence nesta posição, Varela parece que está em declínio há uns meses grandes e os putos, embora irreverentes, parecem-me ainda verdes. Para além do futebol português, que sai claramente a perder, o principal “derrotado” desta venda será Vítor Pereira. O ano passado perdeu Falcão em condições semelhantes. Vida difícil para ele…

    Se vencer é o nosso destino, estas vendas também fazem parte da nossa vida. Já vi partir Futre, Gomes, Madjer, Domingos, Kostadinov, Rui Barros, Jardel, Deco, Carvalho, Bosingwa, Pepe, Maniche, Derlei, Anderson, Lisandro, Lucho, Quaresma, Falcão e agora o Incrível.

    Resta-nos agradecer por tudo e também pedir desculpas por aqueles estúpidos que nos jogos no Dragão, ao fim de 15 minutos, o assobiaram muitas vezes. Muitos desses estúpidos estarão certamente agora a criticar a sua venda. É a vida.

    Abraços e Bamos a eles que nem Dragões.

    PS:
    - A última vez em que perdemos um jogo para o campeonato com o Incrível a titular remonta a Dez/2009 !!!
    - A comissão de 10% num negócio de 60 M€ roça o escândalo!!

  5. Hulk saiu e é algo que me doi na alma e muito!

    Principalmente por ter sido com o mercado fechado e isso sim, é muitissimo grave!

    Não sei como é que andavamos a precisar de dinheiro assim para aceitarmos isto, pois até o nosso saldo nas tranferências, tinha sido bem positivo.

    Se fosse antes de sexta passada, podiamos ter ido Buscar Quaresma ou RIcky Alvarez, para amenizar esta saida, agora é rezar que os jovens que temos consigam explodir “à pressão” e/Ou que Varela, acorde para a vida.

    Existe Porto para além de Hulk, mas um muito mais fraco…

    http://fcpsempredragao.blogspot.pt/

  6. Bom dia,

    A vinda e saída do Incrível tem tudo o que de incrível se possa pensar … bem como o caminho que percorreu até ao sucesso … Hulk cumpriu um sonho de menino, é que no Estádio do Dragão, em 2001 (ainda alinhava no Vilanovense), o Incrível já vibrava com o nosso Porto e vaticinava “a toda a gente que um dia ainda ia jogar no FC Porto”.
    Grande profissional, após o fecho do mercado dos principais campeonatos, sempre se pautou pelo respeito pelo nosso clube e adeptos. Pela sua modéstia, fairplay e história até ao sucesso, é um exemplo para todos os jovens que ambicionam singrar no futebol. Resta-nos agradecer a Hulk tudo o que o Incrível deu ao nosso clube, desejar-lhe as maiores felicidades, pois merece. Hulk encarnava o SER PORTO e envergou a braçadeira de capitão com devido merecimento.

    Abraço

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.pt/2012/09/obrigado-incrivel-hulk.html

  7. Hulk
    60M
    40M para o FCP
    9M para o fundo
    3M para o fundo de solidariedade fifa
    2M para o Hulk e empresário
    6M em comissões de intermediação

    Witsel
    40M
    26M para o Benfica
    8M fundo
    4M em comissões ao agente
    2M para o fundo de solidariedade fifa

    Javi Garcia
    20M
    13M para o Benfica
    4M para o fundo
    3M para o Real Madrid

  8. Depois de ontem me ter custado muito adormecer – sei lá porquê estas coisas mexem mesmo connosco – a pensar se ainda quero ir ao estádio… e, com um desânimo…
    hoje o dia teve de levar o seu caminho, como levava quando havia Hulk…
    bem ou mal lá havemos de chegar…

    só queria lembrar o grande papel do Jesualdo nisto tudo. acho que não somos justos com os treinadores e o homem merece um enorme obrigado. outro dia veio do Falcao o reconhecimento da importância do Juju, e quando se fala de Hulk nunca mais me esqueço como aquele moço enorme depois de um dos poucos castigos e consequente redenção, veio encostar a cabeça no peito do seu treinador , que se riu naquele seu sorriso militar, como um pai embevecido… muito de Hulk foi “feito” pelo Jesualdo…

  9. Pois é o Hulk é passado.

    Infelizmente esta é a nossa realidade.

    Precisamos de receitas extras como mais valias de vendas de jogadores ou activos ou como lhe queiram chamar mas também precisamos de diminuir investimentos em activos que tem retorno ou são gerados de prejuizo, a médio prazo e nos obrigam a vender Hulks, Falcões e companhia.

    Verdade também é, que o FCP tem acertados enumeras vezes apostando em desconhecido,o Hulk é o melhor exemplo disso e ninguem diria a 4 anos que este rapaz se transformaria num jogador a valer dezenas de milhões de euros.

    Se olhar para trás, sabendo hoje, o que não sabiamos no passado, a compra de 50% do Incrivel por 5 milhões foi um excelente negócio, pelo contrario, o reforço na compra percentual do passe foi negativa. Ora bem, os 50% dos ditos 60 milhões rendaria hoje 30 milhões, o que representaria um diferença liquida (isto sem contar as amortizações contabilisticas anuais sobre o valor do passe) de 25 M. Os 85% do passe,calculado sobre 60 M resultam em 51M.
    O preço pago pelo 85% do passe ascendem aos 19M e permitem registar uma diferença de 32M, ou seja, 5M resultam em 25M e 14M em apenas 7M, que somadas as partes resultam nos referidos 32M, ou seja, o reforço na compra do passe foi um mau negócio.

    Acredito que a SAD do FCP estaria com as mãos na cabeça após o fecho do mercado e não tendo conseguido colocar nem Hulk nem Moutinho(que história mal contada esta do negócio com o ingleses, enfim..). habitados e necessitados da venda de craques e com a condições actuais da economia mundial vamos ter dificuldades nos próximos anos, este modelo será muito dificil de continuar a vincar vejamos a maioria dos clubes de topo diminuiu o investimento, os clubes de média dimensão abdicaram das contas acima dos 10M e em alguns casos dos 5M para além da quantidade de aquisições realizadas, muitos preferiram vender junto dos novos ricos e abdicar do investimento. O dinheiro em caixa vale ouro e os bancos já não financiam como no passado recente. Estamos perante uma nova realidade cuja administração do FCP precisa urgentemente de afinar o seu modelo de negócio.

    Tenho pena que passado estes anos todos a vender craques, ganhando competiçoes europeias ainda estejamos tão dependentes de receitas extraordinarias como esta o governo das mesmas para cumprir com a meta do deficit. Muito dinheiro foi investido no plantel, em infraestrutura mas vamos continuar a ser sempre um clube de produção para exportação.

    As comissões pagas são uma vergonha, ainda não me esquecia do caso Danilo e A.Sandro, uma fortuna….que poderiam permitir manter mais ou vender menos jogadores.

    Enfim, o Hulk…, habituei-me a olhar para ele como se fosse um primo, um gajo porreiro, em quem podiamos confiar, em quem confiava, de quem esperava sempre alguma jogada inventada para resolver um jogo dificil.

    Mas a vida continua…o PORTO continua, e também é verdade que, a saída do Hulk abre portas a miudos como Atsu, Kelvin e Iturbe, (o treinador também não demonstra muita clarividência no acompanamento dos jovens) que dificilmente sairiam da sombra do incrivel e teriam hipoteses de valorizar para futuramente seguir a via da exportação, esta sim é a nossa sina, o nosso destino, embora acredite que, mesmo com injecções de petrodolares o mundo do futebol como o mundo dos negocios está a mudar, já mudou…

    É preciso olhar mais para dentro do clube, infelizmente nem tudo corre de feição…nem tudo pode ser visto da forma de nos adeptos apaixonados olharmos, a coisas que tem necessariamente de mudar e pessoas também…

    Um abraço Caro Jorge

  10. boa noite malta portista
    sentimento misto é o que eu sinto apos a saída do nosso grande capitão
    HULK MEU CORAÇÃO CHORA POR TI, MINHA ALMA FICOU DESTROÇADA MAS SÓ TE DESEJO O MELHOR DESTA VIDA E QUEM SABE SE NÃO VOLTARÁS AO NOSSO MAGNIFICO DRAGÃO …
    OBRIGADO POR TODO O AMOR À NOSSA CAMISOLA, SUOR, CARINHO, PELOS JOGOS, PELOS MUITOS GOLOS, PELAS FINTAS, SEMPRE DIGNIFICAS-TE ESTE CLUBE HONROSAMENTE.
    em relação às capas de jornais afetos à segunda circular aí sim o meu sentimento é de raiva e cada vez me dá mais prazer e gozo ser PORTISTA…
    sim, porque somos únicos a nível de quase tudo, obviamente que temos um ou outro defeito mas nada gravoso ao ponto de termos de desculpar qualquer sentimento de fraqueza quando nosso clube nao ganha muito, pois nós SOMOS PORTO E SÓ SABEMOS, QUEREMOS E VAMOS CONTINUAR A VENCER DENTRO E FORA DE CAMPO…
    em relação VITOR PEREIRA herda um grande fardo mas tenho a certeza que irá ser positivo e que iremos continuar na nossa senda vitoriosa…
    JORGE UM ABRAÇO E A TODOS OS PORTISTAS

  11. a conquista do tricampeonato vai dar muita luta – e não me refiro aos jogos jogados dentro das quatro linhas.

    tudo o que é “adversário” (ao bom estilo de rato de esgoto) vai começar a sair da toca para defender «gloriosos» interesses nacionais.

    é bom que a massa adepta portista esteja unida e fale a uma só voz na defesa intransigente dos interesses do nosso clube d coração (o que não significa que sejamos como os carneirinhos da segunda Circular, sem massa encefálica e voz crítica positiva).
    tempos muito difíceis e exigentes se aproximam!

    (palavras escritas a propósito do “castigo” aplicado ao Jorge JeBus)

    somos Porto!, car@go!
    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
    Miguel | Tomo II

    1. “é bom que a massa adepta portista esteja unida e fale a uma só voz na defesa intransigente dos interesses do nosso clube d coração (o que não significa que sejamos como os carneirinhos da segunda Circular, sem massa encefálica e voz crítica positiva”

      Totalmente de acordo.

      Se á coisa que me orgulha no nosso clube é que a maioria rema para o mesmo lado,sem apontar o dedo ao que está mal quando assim entendemos.

      Quanto ao Jesus até me deu jeito o castigo,visto que assim tive matéria humorística para escrever,visto que ém impossível levar a sério o timing dos castigos que ele tem.

      Abraço.

      http://vamosjogarnototobola.blogspot.pt/2012/09/e-o-humor-continua.html

  12. Boas Dragões,

    Esta treta dos números não deixa de ser uma treta, mais milão menos xupão.
    Iludir os sócios/adeptos com valores é conversa de orelhas para BURRO.
    O mínimo que era exigível ao nosso FCP era comprometer-se em restituir o $ do lugar anual para quem quisesse já que nos enganou, como já é da praxe com a conversa da cláusula da rescisão ai sim entra o lelo do Quaresma que comparar esse com o Sr. DECO é um bocado demais…
    Não ia reclamar o $ do lugar anlu8ar mas era o mínimo que o clube de bom faria, Não me revejo nestes tratamentos de clube de barbas, taxitas e rui bostas… vendesse muito mas nada se poupa.
    Andamos a ser aldrabados por ex-relvas comentadeiros de bosta e povo que se fez gente em nossa casa (presidente da fpf baaaaa).

    Abraços dragonicos

Deixar uma resposta