Bastou um resultado negativo

Bastou um resultado negativo para que os “haters” viessem de novo cá para fora. É tão fácil louvar alguns bons resultados, aprovar as tácticas e a disposição ofensiva e confiante dos jogadores, mas chega a primeira exibição abaixo da bitola de todas as falsas e convenientes expectativas de tanto portista e logo cai o cabrão do santo do altar.

Quando antes Danilo era titularíssimo e nem merecia questão a opção por Miguel Lopes, tudo estava bem. O brasileiro encosta e joga o português e cedo se torna evidente que Vitor Pereira é uma besta e que não sabe que o brasileiro é sobrevalorizado e afinal de contas a posição dele nem é aquela, vê-se logo que ele não percebe nada daquilo. Joga Atsu. Claro que joga Atsu, o puto é um génio e produz mais que a fábrica da Coca-Cola. É rápido, prático, um belo espécimen de jogador. Entra em campo, as coisas correm-lhe mal e rapidamente é Iturbe que devia jogar ali e o treinador é que está a queimar o miúdo porque só ele é que não percebe que o talento do puto não acaba. Ou então metia o Varela, por causa da experiência, ou talvez não, porque é lento, mas em contrapartida é o maior e o Vitor Pereira é que não percebe nada daquilo. E o Defour?! Alguém se lembrava de pôr o Defour a trinco com o Fernando no banco!? Ultraje! Blasfémia! Sandra Bullock! (é o que eu grito quando me enervo, não me censurem) Então alguma alma era capaz de fazer isso com o Fernando, ele que tanto deu ao clube? Vê-se logo que Vitor Pereira está a queimar o rapaz, já o deve querer mandar para o Inter ou para onde quiser, porque só quer o belga, que só sabe jogar para o lado. Aqueles dois jogos contra o Zagreb e contra o Beira-Mar foi só chouro e se não estivesse lá o Moutinho nem se safava. E o Jackson que também não se mexe e quando cá chegou era o maior? Já aprendeu com o Vitor, só pode.

É esta merda que querem para o vosso clube? É este tipo de análises acéfalas que esperam quando o principal culpado é sempre o primeiro que aparece a dar a cara porque faz o seu papel como principal responsável? É este tipo de montanha-russa de emoções artificiais criadas pelos jornais que criticam mas que seguem com a cegueira de quem gosta de ser comandado com uma vara? Se assim é, continuem da maneira que estão, é imensamente giro dizer mal só porque sim, até ficam mais parecidos com o Gomes da Silva e tudo. Mas vão ver que vivem muito melhor se começarem a analisar os putativos problemas com os vossos olhos. Se tirarem as vossas conclusões em vez de olharem para terceiros e adoptarem o espírito crítico absurdo das massas sem mente, sem alma, sem futuro e sem visão.

E na quarta-feira, façam o favor de ir ao estádio. É preciso gritar mais contra os franceses que os bravos tripeiros empoleirados nas muralhas fernandinas quando chegou o Soult. Mas desta vez vamos ganhar esta merda.

22 comentários

  1. Boas Jorge,

    Acho que nada tem a haver com haters. Eu continuo na mesma, independentemente de o VP ter ganho o campeonato, nao gosto dele. Nao tem perfil para o Porto, mas isto ja n e de agora.

    Em relacao a esta epoca, julgo que nao foi apenas UM JOGO. Tirando o jogo com o Beira Mar que foi bater em mortos, nao estamos a jogar nada. Se a equipa baixa na segunda parte como neste fds, cabe ao treinador mexer na equipa ou motiva-los. E e aqui que tem residido o maior problema, motivacao.

    Independentemente de nao gostar do VP, foi sempre apoiar a minha equipa. Agora que doi ver uma equipa a rasca contra um Rio Ave, doi.

    Abraco,
    Joao

    1. dói, claro que dói. mas e que tal começar a bater mais nas falhas individuais dos jogadores? este jogo foi empatado por causa de uma falha do Maicon e de um golaço do Tarantini que recebeu a bola à entrada da área! podíamos ter evitado esses golos e até marcado mais, mas a culpa não pode ser sempre do treinador.

      e este rant nem era para ti, que tens sido coerente com as críticas, algo que valorizo. custa-me é ver palminhas e depois bater sempre no mesmo ceguinho. também dói.

      abraço,
      Jorge

  2. Muito bem dito!! Honestamente compreendo q a cabeça dos jogadores estivessem na CL. Jogos contra equipas que se fecham sao horríveis para equipas de maior nível. E para lembrar que a seguir a paris, há Sporting. Muito
    Normal os jogadores n tarem com a cabeça lá, mas foram 2 pontos perdidos devido a idiotices q eram desnecessárias, mas bem estamos a lidar com jogadores…e esses sofrem de SDM (síndrome de diarreia mental) e em vez de matarem o jogo o mais rápido possível nao…enfodilharam. Bem a ver vamos com os franceses!!!

  3. Concordo totalmente!! O VP nunca foi um treinador consensual e nunca me convenceu mas mesmo o ano passado sempre disse que a culpa era mais dos jogadores do que dele.
    O ano passado não fazia qualquer sentido ter um alvaro pereira amuado, rolando a cavar mais buracos que uma retroescavadora, etc…
    Este ano temos uma equipa equilibrada e em que acho que temos vindo a crescer é normal que existam jogos que correm menos bem, o Rio Ave tem uma boa equipa e claramente se o remate do James tivesse entrado em vez de bater na trave, estavamos aqui motivadissimos para o jogo do PSG!
    Já ouvi o discurso que que o VP é que não motiva os jogadores no entanto antes do jogo ele tem uma frase em que alerta que os jogadores devem perceber a importancia do jogo com o rio Ave!!

    PSG preparem-se la estaremos na Porta 19 a berrar com o Ibrahimovic :)

  4. Boa Jorge
    Gostei de tudo o que escreveu, já não há pachorra para aturar certos portistas, quando ganhamos e jogamos bem,estamos a bater em mortos, quando não ganhamos e felizmente isso acontece poucas vezes, o treinador não presta, parecem os gajos do clube do regime.
    Quarta Feira lá estarei para derrubar a bastilha.
    VIVA O PORTO
    Cumprimentoa
    manuel moutinho
    marujo 88

  5. Bem, eu sou da opinião que o nosso demérito não foi o único responsável pelo fraco resultado em Vila do Conde. Para mim o Nuno soube mexer muito bem na equipa ao intervalo e nós não nos podemos queixar de pretensos penaltis sobre o Atsu ou o Kléber (não existiram IMO) quando o lance de fora-de-jogo assinalado ao João Tomás foi tão mal assinalado que até eu que estou em Inglaterra a ver o jogo num “stream” manhoso consegui ver que não era fora de jogo. Mas pronto, como sempre em caso de dúvida, beneficia-se o clube grande, seja ele qual for.

    Mas voltando ao assunto do post, era por demais evidente que os jogadores Portistas entraram no jogo a pensar que eram favas contadas, que o Rio Ave estava “no papo”. Esta sobranceria acontece, infelizmente, mas pelo facto de ter acontecido agora pode ser que sirva de lição lá mais para a frente. Os jogadores têm de facto a cabeça no jogo com o PSG porque imaginam que vão ser observados pelo clube com maior músculo financeiro do último defeso.

    Só espero que esse jogo não prejudique depois o embate com o Sporting. Se fizermos um bom resultado com o PSG se calhar depois entramos contra o Sporting com a mesma atitude que entrámos contra o Rio Ave. Ou se o resultado com os franceses for mau e não conseguirmos recuperar frente aos lagartos, cai logo a torre dos clérigos em cima do VP.

    Penso que o VP não é mau treinador, mas comete um pequeno erro ao centrar a sua visão na teoria de jogo em vez de confiar na imprevisível cabecinha dos seus jogadores para tomar decisões. Mas ele trabalha com eles diariamente e eu não, por isso admito estar completamente equivocado na análise, mas lá que é isso que parece, lá isso é.

    Eu não tenho dúvidas que o Iturbe é mais desequilibrador que o Atsu e o Varela juntos, ou que o James rende mais ao meio (acho que isto é consensual) mas se isso significa desequilibrar todo o esquema da equipa, é natural que o Vítor Pereira tenha reluctância em ceder aos desejos dos jogadores e dos adeptos.

    Contra o PSG vamos ter muitos problemas que ainda não tivemos esta época, especialmente porque é verdadeiramente a primeira equipa de top com quem vamos jogar. Vai ser um grande jogo porque temos oportunidade de defrontar um dos melhores atacantes do planeta e um dos melhores defesas também.

    Aquilo que espero dos jogadores do Porto não muda do Rio Ave para o PSG: concentração, inteligência, luta, atitude vencedora sem sobranceria, velocidade de decisão e execução, dedicação até ao último milionésimo de segundo da partida.

  6. Algumas vezes os erros e resultados negativos são uma boa maneira de resolver alguns problemas…

    Continuo é a achar que o meio campo é demasiado curto (se um dos 4 se lesiona ou é castigado a equipa ressente-se claramente…), de resto acho que o Vítor Pereira têm qualidade suficiente para fazer bem melhor do que o ano passado, quer em jogo jogado quer em resultados.

    Abraço

  7. Não sou um frequente comentador aqui no ‘Porta19′, apesar de ser um fiel leitor. No entanto, este post merece um comentário.

    Jorge – permite-me esta informalidade – já dizia o outro, “quem fala assim não é gago.”

    Longe de mim querer vir para cá armar-me em melhor treinador de bancada que os outros, mas realmente, há por aí muita gente que vive na ânsia de poder criticar (pergunto-me, será que estes jogos provocam algum prazer?).

    No último sábado, após uma confortável vitória contra o Beira-Mar, todos os jogadores eram heróis. Finalmente o James jogou onde deve jogar; finalmente o VP abriu os olhos. Bastou um deslize, muito por culpa dos jogadores e nem tanto do treinador, para voltarem as críticas e os lenços brancos. O VP fez as substituições correctas, mas não contava com tanta displicência dos seus jogadores. Mas, nem isso serve para conter os ‘haters’. Parece-me óbvio que haverá sempre mérito dos jogadores nas vitórias e demérito do treinador nas derrotas.

    Quando finalmente se aposta num jovem, há quem fique chateado porque não se aposta em 2. Hmm, suponho que queiram jogar com o Atsu e Iturbe, colocando o James no banco. Ou então devia jogar o Castro, produto da casa, e ficava o Moutinho no banco. Acho que há por aí muita incoerência e falta de visão de muita gente.

    O caso do VP começa a assemelhar-se em demasia com a do Jesualdo Ferreira. Ai, Jesualdo. O futebol dele raramente tinha qualquer coisa de atrativo e era odiado por muitos. Muitas vezes, confesso, também eu gritava com ele. A insistência no Mariano González era algo que até hoje me faz coçar a cabeça. E, apesar dos seus 6 títulos – 3 Ligas, 2 Taças e 1 Supertaça – muitos olham para ele da mesma forma.

    Isto começa a ser mais cultura do que outra coisa qualquer. Provavelmente muitos preferem que tenhamos um técnico estilo Jorge Jesus – um técnico que faz com que os seus jogadores joguem futebol soberbo até fevereiro e depois, caput. Pode ser que até lá a vantagem é tão grande que não faz diferença perder uns pontos.

    Pois é, às vezes as coisas correm mal – como se viu no sábado contra o Rio Ave – mas normalmente, com um futebol menos atractivo, mas mais pensado e equilibrado é que se ganham campeonatos. Se é possível conciliar os dois? Claro que sim. Mas sejamos honestos… foi com o AVB que se fez isso? Jogamos sempre bem, sem margem para dúvida?

    Lembro-me bem que não. Eu não sou pro/contra VP. Sou pro-calma, paciência e tudo que tenha a ver com ‘shut the f*ck up, relax, and let’s wait and see’. No final é que se faz as contas. E o VP será julgado pelo trabalho na sua totalidade por quem manda.

  8. Boa tarde,
    Para mim e penso que para a maioria a questão não está na perca de 2 pontos, mas sim como se perdeu, i.e. a displicência que por vezes atinge os jogadores, apatia, o deixa correr o tempo como se os outros não contassem, e este vírus já o conhecemos há muito tempo e parece que o VP não encontra o antibiótico adequado.
    Quem viu os jogos do campeonato espanhol nomeadamente o Barcelona, Valência, ou então o M United, MC ou então o Paris SG viu que os jogadores dessas equipas que vão jogar a LC não se pouparam então os jogos do campeonato espanhol faz-me lembrar outros tempos do FCP.
    Os adeptos/simpatizantes do FCP não querem trabalhos mínimos onde se fica à espera do erro da outra equipa. Vi o jogo do FCP-RA até aos 55 min, depois perante o marasmo do jogo mudei para o Sevilha-Barcelona porque como uma grande maioria dos portistas aprecio o futebol e isso é que pouco vejo no FCP. Sabem dizer qual foi o último jogo empolgante do FCP? Eu acho que temos que recuar à era AVB, ou talvez o jogo da supertaça com o Barcelona mesmo perdendo gostei.
    Eu por vezes não vou ao Dragão porque penso que não vejo a equipa jogar para o espetáculo e que não estão a pensar nos adeptos, e então fico em casa e se o FCP está a jogar sofrivelmente procuro alternativas.
    Já agora eu atribuíra um Baroni ao Helton, mal batido no 1º golo e sem reação no 2º. Como venho dizendo desde o início da época o Fabiano merece o lugar. Se verificarem o Helton não sai a um único lance de cruzamento, está com o síndrome de errar e não arrisca nada.
    Cumprimentos

  9. Boas Jorge,

    Subscrevo na integra as tuas palavras. Não contem comigo para dizer mal só por dizer não passo do 8 ao 80 nem com treinadores nem com jogadores, tenho opinião propria e discordo de algumas coisas mas dizer que o Fernando depois de estar parado uma data de tempo tem lugar e Defour que toda a gente elogiou não … como dizer que Maicon era muito bom e agora não vale nada, ou Danilo ou Helton … isso é treta.
    Maicon teve uma falha que deu golo, Tarantini marcou um golo que nunca mais volta a repetir, o arbitro mais uma vez ajudou o clube do regime com penalti clarissssimo (sim com 4 ´S´s´que são os que ja nos sonegaram este ano) e claro que VP tem a sua cota parte de responsabilidade, fundamentalmente em não dar azo a que os jogadores entrem em poupança para o jogo da Champions após o 1º Golo.
    Ha que continuar a trabalhar, aprender e evoluir, como está VP a fazer, e não ajudar a concorrência com comentários despropositados e desmoralizadores. Estamos na 5ª jornada com 2 empates, e em primeiro … agora malhar só por malhar ??? dar força á concorrência ??? temos um jogo com o PSG e com os Calimeros a seguir … e são para ganhar !!!!!!!!!!

    Por isso deixem-se de merdas e vamos para a frente CARAGO !!!

    Um abraço

    http://www.fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

  10. Oh,Jorge , Tomara que os nossos jogadores acusassem o toque e reagissem assim como tu! Dos anos que sigo o teu blog, acho que nunca te tinha lido tao pist off ! :) Gritas ” Sandra Bullock” , ui, se fosse “Chuck Norris” era pior :)

    Assumo-me como uma hater e como uma lover!

    Hater do rumo que a equipa está a tomar , porque este treinador está a construir uma equipa á imagem dele..é uma equipa de coninhas de sabao! nao ha outra maneira de dizer isto!

    Acho que após ano e meio com o VP ao comando, só me lembro de 2 jogos e aqui pode ser a minha falha, em que comemos a relva e demos tudo o que tínhamos, ( contra o Zenit no Dragao e o Benfica na Luz ) por acaso vi no estádio os 2 e apoiei incondicionalmente e no fim do jogo contra o Zenit, não fomos alem do empate, mas senti um orgulho de encher o peito na minha equipa! fomos Porto! é assim que eu me lembro do Porto desde sempre, Humilde, trabalhador, esforçador, dinâmico, não acomodado, a procurar sempre o melhor.

    Lover, porque apoio incondicionalmente o Porto , ( ainda a época passada, fui apoiar o Porto, a todas as deslocações a Lisboa, á Madeira e fui ainda ao Dragão ) mas sejamos também realistas, o que nos diferencia das outras equipas é a cultura da exigência que o Porto nos habituou! Já estamos a jogar ha ano e meio..sem melhorias! ! Ha consistência, mas pelo negativa! Contamos pelos dedos os jogos mais conseguidos que menos conseguidos! Temos paciência e os ” tais prognósticos só no fim do jogo” .

    Já não há desculpas para o nível de futebol apresentado. Primeiro, foi o AVB que se despediu e o VP ficou de repente com a equipa ( se ficou foi porque tanto ele, como o PDC acharam que era capaz) e tinha o tal período de adaptação. Depois foi o Falcão que saiu, e a SAD não se precaveu com um avançado ! Depois foram afastados os elementos negativos no balneário e o nosso Lucho regressou! E este ano qual é a desculpa , pelo futebol apresentado? Ja temos avançado ( nao temos é substituto…) , os elementos anti-VP ja foram excluidos , já sabiamos que o Hulk ia ser vendido. Tirando o Jackson, os outros elementos ja se conhecem todos…temos tudo para ter uma epoca tranquila, ate porque os nossos rivais estão também á deriva! Mas temos de ter atitude! Que é so o que me fez saltar a tampa no Sábado! E quem é que incute atitude á equipa e dá puxão de orelhas á equipa?! É o treinador…

    Como sabes, moro em Lisboa e tenho uma pena tremenda de nao poder acompanhar o Porto no estádio mais amiude, sobretudo na Champions , mas sempre que posso vou! e estava disposta a ir domingo ao Porto ver o Clássico, mas depois da atitude e displicência do jogo do Rio Ave, fez-me pensar que se calhar fico melhor em Lisboa e poupo os 120 euros ( metade de um bom cativo no Dragao, so por um jogo) e esforço pessoal.

    Há que respeitar os adeptos! A questão não é o resultado negativo,mas sim a atitude negativa que os jogadores evidenciaram!

    P.S Não tenho a sorte de apoiar o Porto no conforto do Dragao, não é fácil ser do Porto e ir á Luz , ou Alvalade! É complicado aguentares os 45.000/ 50 000 a gritarem contra o Porto e tu estares lá a bateres palmas ! e nao te poderes manifestar! Não poderes dizer que és do Porto ! nao poderes usar um cachecol ou uma camisola! O Guarin marcar o 1 golo no jogo do titulo e teres de ir festejar para o casa da banho !

  11. Parabéns Carlota

    Grande alma e acompanho, e tiro o meu chapéu pois que moro no Mindelo e por isso mesmo ainda admiro mais o teu sacrifício, pois que eu não consigo ter tanto estoicismo

    Cumprimentos

  12. Sinceramente “I don’t give a shit” para o resultado. Quanto mais cedo o VP for treinar o Santa Clara melhor… E digo-te mais: Quem dera a muitos treinadores do FCP no passado terem tido a qualidade e investimento que esta equipa tem. Como sabes eu costumo alinhar as coisas pela bitola mais alta portanto pego no exemplo Mourinho. Em 2003, quem diria que meia-duzia de jovens contratados a clubes secundários da I Liga iria construir uma equipa de topo? Acredita que não foi só uma questão do treinador acertar com o 11 e fazer as substituições certas. Aqueles jogadores sabiam o que tinham de fazer em cada segundo e com que intensidade. Até mocinhos como o Marco Ferreira entravam e faziam a diferença qd era preciso. E qd alguém no meio campo se lesionava jogava o Tiago. Christ, como é possível. Se calhar hoje em dia nem na B tinham lugar.
    Assim se vê o que um treinador é capaz de fazer para colocar uma equipa a jogar futebol. Da mesma forma que o AVB pegou numa equipa desnorteada e fez o que fez. Até mesmo o Jesualdo conseguiu fazer épocas muito consistentes embora com um futebol aborrecido sem jogadores da ordem dos dois dígitos de milhões.

    Das 2 uma, ou estamos a contratar mancos sobrevalorizados ou alguém não sabe extrair o máximo deles.

  13. Caro Jorge,

    Desculpa, não foi preciso um jogo mau para vir atacar,.A época passada inteira não chega ??já nesta enumero-te o numero de jogos maus, 1º Académica super taça, 2º Barcelos 2PONTOS quando podia-mos logo na 1ª jornada ganhar vantagem sobretudo psicológica, 3º Zagreb jogo igual ao de Vila do Conde só que tivemos a sorte de eles não marcarem a 10m do fim, 4º Rio Ave já nem vale a pena dizer mais nada. Os outros 2 foram mais ou menos mas as equipas também eram fracas, com isto não quero tirar mérito às nossas vitórias que não deixaram de ser boas mas não convincentes.
    O maior problema é que a desconfiança está de volta e instalada.
    Podes ter a certeza que todos os que dizem mal não o queriam fazer de certeza absoluta. Os próprios jogadores sentem essa desconfiança em campo e isso não há como evitar.
    O treinador não é só saber treinar, o treinador tem de ser um bom condutor de Homens, tem de saber motivá-los para todos os jogos porque envergam a nossa camisola e tem de os pôr na ordem quando é preciso.
    Infelizmente não vejo estas capacidades no nosso treinador por mais que queira e tente, a única coisa que vejo é um filme igual ao ano passado, não vislumbro outro cenário, quem me dera a mim e a todos os Portistas que eu estivesse enganado e darei a mão à palmatória caso me engane, mas quase de certeza que não me vou enganar, infelizmente e fico desolado por ver o prestigio a ir embora com o vento, já para não falar no dinheiro que vai com a desvalorização dos jogadores.

  14. Eu ontem bem tinha dito que nós (adeptos) mereciamos um Baroni!!!!
    Artur Jorge o 1º treinador campeão europeu pelo nosso clube tambem não percebia a ponta de um corno para a maioria destes treinadores de… sofá, e mesmo o falecido Pedroto levou com bocas de que já via mal ao longe (sofria de miopia – visual, não intelectual). Adriaanse levou com um petardo…
    Sempre fomos assim, uns eternos descontentes com o gajo que orienta a equipa…

  15. Muito bom post.
    Ja deixei de visitar muitos blogs portistas, nao por serem haters, mas por o serem sem grande conhecimento de causa.
    Detesto atitudes e criticas “resultadistas.” Tanto os treinadores como os jogadores devem ser criticados por aquilo que fazem e nao tanto pelos resultados que obteem. No futebol ha muitos factores fora do controlo dos jogadores que podem levar a maus resultados quando as coisas sao bem feitas e vice-versa (vide o caso do Chelsea na UCL do ano passado).

  16. não tem nada a ver com haters. Estou farto de ver o Porto não jogar um chavo em 80% dos jogos. E com um plantel de grande qualidade.
    O ano passado foi assim e este ano é assim. Mas a culpa não é só de VP. É dos jogadores tambem.

Deixar uma resposta