Baías e Baronis – Beira-Mar 0 vs 2 FC Porto

foto retirada de desporto.sapo.pt

É sempre uma chatice jogar antes de uma jornada europeia. Palavra que deviam acabar com estas tretas e permitir que os jogadores tivessem uma semana só de treinos antes dos jogos europeus, ou então fazer com que pudessem repetir os jogos depois de ir passear à Europa. Mas o calendário existe por um motivo (nem sempre perceptível, é verdade) e temos mesmo de passar por estes mini-calvários de arriscar perder pontos em jogos onde a concentração nunca pode ser a mesma contra um adversário que, francamente, não merece estar na maior divisão de futebol do país. Como tantos outros. Valeram os jogaços de Mangala e Marat, o golaço de Jackson e uma segunda parte bem melhor que a primeira, que entreteu adeptos e creio que até alguns dos próprios jogadores. Foi um bom aperitivo para terça-feira, no fundo, que é o dia para onde todos os portistas já estão a olhar. ‘Bora lá a notas:

(+) Mangala. Este moço está a ficar um jogador do carago, está sim senhor. É verdade que ainda tem muito a polir, o choque ainda sai por vezes fora de tempo, a saída com a bola controlada pode ser melhor e o jogo de cabeça tem de ser mais certeiro. Não há jogadores perfeitos, mas Eliaquim está a fazer uma progressão excelente no ano e meio desde que chegou da Bélgica e continua a ser titular sem o mínimo de contestação. E lembrem-se que é Maicon que está no banco, o homem que conquistou os adeptos a pulso! Foi expulso depois de aparecer na pequena área numa jogada de bola corrida, e que Xistra considerou que tinha sido a terceira ou quarta falta consecutiva que o francês fazia. Aceito o critério e Mangala talvez já devesse ter levado o segundo por reincidência em faltas anteriores…mas não deixo de achar ridículo que um lance em que tenta jogar à bola seja a razão por que finalmente levou o segundo amarelo. É parvo, um bocado como o próprio Xistra. E não me fodam…Mangala vai levar o mesmo número de jogos de Cardozo. Pois. De qualquer forma, para refocar a atenção no talento do rapaz…os meus parabéns, moço. Estás em grande.

(+) Marat. Quem diria que o russo conseguiria aguentar noventa minutos, ainda por cima sem jogar colado a um flanco e a rodar por trás de Jackson durante toda a segunda parte?! Tem uma técnica individual que faz muita falta naquela frente de ataque (quando o comparo com Varela ou Atsu a esse nível…é quase triste pensar que só é titular porque James está agora a reentrar na equipa), mas é na inteligência posicional e na criatividade que fez com que o jogo fosse muito positivo. Apareceu em zonas perfeitas para as tabelinhas, com Danilo e Jackson, Lucho e Moutinho, fosse quem caísse para o seu lado, Marat lá estava prontinho para receber a bola e para a endossar de novo para o colega. É pequenino, o cabrão, mas sabe muito bem o que fazer com a bola e não desiste…pelo menos enquanto tiver pernas, espero que continue.

(+) A crescente audácia de Danilo. Tenho gostado de ver Danilo a subir pelo flanco, com muito menos tiques “centralistas” que mostrou durante 2012. Parece mais sólido de um ponto de vista mental, mais calmo e mais inteligente, com timings mais correctos a deslizar pela linha e a aparecer em zonas de cruzamento de uma forma bastante mais útil e pensada. Tem de melhorar nesses mesmos cruzamentos, mas está a subir de produção.

(+) O golo de Jackson. Grande assistência. Grande controlo. Grande finta. Grande remate. Grande jogador.

(-) Alex Sandro e Cª, nas saídas da defesa. O golo que sofremos contra o Olhanense, apesar de fruto de um excelente trabalho do Targino (aposto que nunca mais volta a correr 60 metros em alta velocidade com a bola controlada e um panzer núbio atrás dele a pisar-lhe os calcanhares), nasceu de uma parvoíce de Alex Sandro. Hoje, o mesmo ia sucedendo, não só com Alex mas com Danilo, Otamendi e Fernando, que insistem em sair com a bola excessivamente descontrolada na saída da área e na criação da jogada de ataque que surge depois da quase inevitável oportunidade desperdiçada pelo adversário. Assusta-me ver este excesso de confiança, muito mais que assusta os próprios jogadores que a exibem, como tem vindo a ser notório nos últimos jogos…


Ninguém poderia esperar um grande jogo mas a primeira parte parecia entrar naquele túnel cárpico de passes infelizes, jogadas inconsequentes e falhas técnicas…até que Atsu se lembrou de rematar com força e não-tanta-colocação-como-Freitas-Lobo-orgasmizou-em-directo, mas o suficiente para matar o jogo logo ali, pouco depois da meia-hora. O Beira-Mar nunca colocou problemas e só Xistra animou a malta, como de costume. Mais três pontos, mais um jogo vencido fora de casa e menos noventa minutos de distância do título. Mas agora…o que interessa é o jogo de terça!

5 comentários

  1. Jogo seguro e tranquilo frente a uma equipa sem ambição, propício pois para quem tem de disputar um jogo de grande responsabilidade, já na próxima Terça-feira, para a CL.

    O jogo deu para gerir, para descansar com bola e somar os três pontos.

    Claro que não podia faltar a “xistralhada» do costume, desta vez com prejuízo injusto para Mangala.

    Enfim, mais do mesmo.

    Um abraço

  2. Vi a primeira parte numa transmissão sul-americana, e no golo do Atsu o comentador só dizia “Madre mia, que golazo!”… Foi um golazo tão grande como a perda do Moutinho aos 3 minutos… Que linda jogada do Marat, desenvencilhando-se de dois jogadores do BM e da linha, endossando a bola, tique taque, o Moutas só tinha que encostar, mas ainda estava meio a dormir… Ai se ele falhasse um golo daqueles ao Sir Alec !…
    E, com o Marat é isto… um jogador às vezes bom de mais para os companheiros, que não atinaram ainda nas suas subtilezas e onde devem estar quando ele pega na bola…
    Ontem o Sr Reges também já esteve bem melhor, e o Sr Mangala tem de ser mais esperto: Yazaldes da vida vão cair ao menor toquezinho (o que talvez com o Mangalhão seja um eufemismo)…

    Gostei de ver a equipe. Ainda não está completamente nos trinques, mas parece ter muito para dar… Pelo menos há uma grande esperança… Venha o Málaga!
    ( Na 5ª feira vi o jogo do Tottenham , e ao olhar para aquele jogo, fiquei ainda mais a achar que aquele gajo fez um erro enorme; quem pode ter estado no Porto e agora estar ali só mesmo gostando muito do dinheirinho…)

Deixar uma resposta