Não desisto, carago, não desisto!

Queixei-me no ano passado por ter havido tantos jogos em que entregávamos o jogo ao adversário e o deixávamos a tentar porfiar numa qualquer jogada de ataque. Parece que havia uma determinada altura do jogo em que recuávamos para uma posição mais atrasada e nos deixávamos ficar por ali, à espera que o tempo se esgotasse e que desse destino feliz à magra vantagem que na altura tínhamos no marcador. Um golo, talvez dois, e o recuo. Na altura disse: “Parece que estamos a perder a arrogância positiva que devíamos impôr em cada confronto em que estamos envolvidos, aquela exclamação que todos os portistas têm em todos os jogos: “É para ganhar, carago!”.” Foi assim em jogos demais, e a malta chateava-se.

Este ano, o problema é outro. Temos posse de bola em rácios absurdos, mantemos o jogo que o treinador já admitiu ser a sua preferência, conquistamos a bola no meio-campo do adversário e temos a melhor defesa do campeonato. Mas as exibições são inconstantes, cheias de erros, com uma consistência nas falhas técnicas que me preocupam e preocupam todos os adeptos. Já foi assim em jogos demais e a malta, como no ano passado, chateia-se.

Mas peço que se lembrem que estes mesmos rapazes são capazes de bem melhor do que vimos em Alvalade e é nestas alturas que temos de unir esforços para voltarmos a fazer esse tipo de exibições. Lembrem-se do jogo em Guimarães e na Luz ou dos jogos no Dragão contra Málaga e PSG, lembrem-se da pressão alta, das jogadas combinadas, da tal arrogância positiva no controlo do jogo, do domínio da bola em zonas recuadas e avançadas, da incredulidade dos adversários em perceber como nos tirar a bola, a atitude, a força e a vontade. Lembrem-se de tudo isso antes de começarem a espingardar em todas as direcções, a estupidificar na caixa de comentários (de onde só neste fim-de-semana já tive de censurar bem mais que uma dúzia, e só um vinha de verde-e-branco vestido mas com exagero na linguagem) ou a pedir que todos sejam despedidos a torto e a direito.

E lembrem isso tudo aos jogadores, já agora na sexta-feira contra o Estoril. Mas lembrem-lhes com gritos de incentivo, não com assobios.

4 comentários

  1. Como já disse antes vamos ter um calendário complicado, mas somos capazes!!!sabes Jorge este ano também nao temos tido sorte com nada, lesões dos nossos jogadores chave quando estavam a atingir o seu pico de forma. Que james se lembre de jogar, que todos funcionem como um!!!!

  2. Talvez fosse bom tirar da cabeça de alguns adeptos as comparações com o Barcelona, porque desde essa semana com Guimarães e Gil Vicente que a equipa recentiu-se. Mas acredito que o treinador trabalha esse aspecto mental e não tem de o dizer publicamente.

    Não acredito que isso afecte a cabeça dos jogadores, mas é só uma coincidência.

    Em Alvalade faltou-nos entrar no jogo “quentes”, em ambas as partes, porque notou-se alguma passividade “a ver como vão correr as coisas” ou “isto mais cedo ou mais tarde vai lá”. Obviamente falar à posteriori é fácil, e podemos criticar esta ou outra opção, mas não é por aí. Podia ser diferente, mas não se sabe se para pior! Por isso não tenho por hábito criticar o treinador porque em casa no sofá é muito mais fácil! Digo que faria algumas coisas diferentes, mas não consigo dizer que era isso que ia mudar o resultado…

    Honestamente, não notei falta de empenho, apesar de algumas exibições menos conseguidas. Mas isso é fruto da altura da época, também do mérito do adversário a defender bem fechado, e da ansiedade que por vezes nos faz decidir mal. É uma pena que as lesões tenham afectado a forma de alguns jogadores, mas vamos virar isso. O caso do James é paradigmático, mas acredito que entrando aos poucos vai recuperar o ritmo e confiança. Não se pode é agora cair em cima dele…

    Este sentimento de exigência entre adeptos alastra-se ao clube, e toda a gente sente isto. Tenho a certeza que este empate “valerá” as 3 vitórias seguidas que teremos no campeonato, porque os jogadores sentem que naquela casa depois de escorregar é preciso ganhar seja como for!

    De resto, escrevam isto: a 17 de Março estamos de volta à liderança, talvez em igualdade ou até mesmo com 1 ponto de vantagem. Esperem para ver.

  3. Alguem viu o jogo dos Galináceos ontem ?!
    Oh meu deus, nao metem medo a ninguém, safaram-se com o penalty da praxe e acabaram o jogo a queimar tempo com o ultimo classificado.. pahaha
    Sinceramente, nao tou minimamente preocupado com estes dois pontos de atraso, e tu Jorge?

    Abraço

Deixar uma resposta