Ouve lá ó Mister – Nacional


Amigo Vítor,

Não te invejo, rapaz. Sinceramente não te invejo neste momento em que tens de motivar as tuas tropas para o embate de hoje. Eu sei que as coisas estão difíceis e que o holofote que vês ao fundo do túnel parece apagar-se até ficar do tamanho de uma simples chama de um fósforo com pouco oxigénio à volta, mas sabes tão bem como eu que temos de continuar a acreditar. Temos de continuar a olhar para cada jogo como mais um que temos de vencer para que consigamos chegar mais perto e botar pressão naqueles moços de vermelho. Os gajos estão com a moral no zénite e olha que não estou a falar do Hulk nem do Bruno Alves nem sequer do outro venezuelano adoptado que mija nas bandeirolas de canto.

A verdade é que acredito que a moral dos nossos moços estará ao nível de um judeu que descobriu que o cachorro especial que acabou de comer foi feito com carne de suíno. Não duvido disso. Mas também não tenho dúvidas que te cabe o papel de os fazer acreditar, Vitor. Foda-se, isto ainda não acabou! E está bem que faltam três jogos e que temos quatro pontos para recuperar, mas tens de acreditar. Sim, Vitor, acreditar. E se fizerem uma tag cloud de todas as frases que tu hoje digas no balneário, a palavra que vai aparecer em grande tem de ser essa: acreditar. Façamos o nosso papel e deixemos que os outros falhem no deles.

Ganha o jogo e limpa os beiços. Pode ser que ainda consigas abrir uma garrafa de espumante na varanda do Dragão daqui a umas semanas. Não depende só de ti, eu sei, mas se falhares…imagina as buzinadelas que vais ouvir à porta da tua casa. Não desejo essa sorte ao meu pior inimigo, muito menos a ti.

Sou quem sabes,
Jorge

4 comentários

  1. Boa tarde,

    Com o campeonato quase entregue, resta-nos vencer TODOS os jogos até final e assim dignificar o emblema.

    Hoje se vencermos, ainda quero acreditar que haja uma ténue hipótese de conquistar o título.
    Para tal teríamos de vencer com um resultado convincente no Dragão que desmoralizasse os encarnados, e que aliado a uma possivel derrota dos encarnados na final da Liga Europa, iríamos ver se os encarnados aguentariam a pressão de ter de vencer na última jornada no seu reduto.

    Este é um campeonato marcado por inúmeros casos estranhos, e que ficará marcado pela vergonhosa arbitragem de Capela.

    Abraço e bom fim de semana

    Paulo

  2. Boas,

    Com as contas do campeonato complicadas só nos resta fazer a nossa parte e ganhar ao Nacional, de preferencia com uma boa exibição.
    De resto depois do estoril-gate, do campeonato dos tuneis, temos o campeonato das capelas, para< quem aos 7 ventos se anuncia porta estandarte da verdade desportiva os ultimos 2 e eventualmente este campeonato, só demonstram que não é dentro de campo que são melhores.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

Deixar uma resposta