O peso do ponta-de-lança (não é piada ao Walter, garanto)

Aqui há uns tempos (que é como quem diz há mais de dois anos atrás), dispus-me a analisar a influência de um jogador como Falcao na manobra ofensiva da equipa, com particular ênfase na capacidade produtiva em campo e nos golos que aponta, pesado contra o número de golos apontados pela equipa nessa mesma temporada. Reaproveito esse trabalho e adiciono-lhe mais algumas temporadas para dar uma imagem mais adequada do que pode valer um rapaz como Jackson Martinez. Algumas conclusões interessantes:

  • Jackson tem um peso na equipa acima do que tinha Falcao, muito por culpa sua mas também pela ausência de um jogador como Hulk que não funciona como contra-balanceador dos golos apontados pelo colombiano. O mesmo sucede noutras épocas, com Domingos/Kostadinov/Timofte, Deco/Postiga, Lucho/Lisandro, entre outros.
  • As épocas de Jardel foram uma anormalidade estatística. Para aqueles valores poderem acontecer de uma forma recorrente só podem indicar uma de duas coisas: ou a equipa é muito defensiva e só o melhor jogador marca em contra-ataque…ou então o jogador é mesmo muito bom. Antes que comecem a pensar muito…a segunda opção é a verdadeira.
  • Em 1991/92, 2002/03 e 2005/06, o melhor marcador terminou com…13 golos. É um excelente exemplo da forma como um plantel nem sempre tem de depender de um ou dois homens para encostarem a bola na baliza.

2 comentários

  1. incrível… e o jackson esteve bastante jogos com falta de confiança e sem marcar.. mesmo assim a percentagem dele só é ultrapassada pelo Jardel.
    que grande jogador que temos… estamos a espera do que para renovar?
    agora que também podemos ver isto de outra forma… os nossos extremos e médios ofensivos não podem ser só “réis das assistências” precisam de finalizar mais.

  2. Jorge
    Bem observado. No entanto haverá outros factores que contam para a análise das percentagens. Desde logo a “forma de jogar da equipa”. Se temos um grande goleador (Jardel, Domingos, Falcao) será natural atingir uma grande marca. A equipa joga para ele não é?
    Aposto como este ano vamos bater o record de golos e vão aparecer 2 ou 3 goleadores a lutar pela Bola de Prata. É que a “história” do Jackson no meio de 3 defesas acabou. Não vamos mais fazer o joguinho enervante do 4-3-3 da última época. Vamos ter médios e defesas a marcar muitos golos. Apostamos um cafézinho?
    Grande abraço

Deixar uma resposta