Ouve lá ó Mister – Celta Vigo


Mister Paulo,

Em primeiro lugar, o meu pedido de desculpas antecipado. Pela primeira vez em vários anos, não vou estar presente na apresentação da equipa aos sócios apesar de estar em casa e aqui bem perto do estádio que se vai encher de milhares de adeptos prontos a saudar a equipa no seu regresso a casa. Menos eu. Eu não vou aí estar, pelo motivo que já mencionei aqui há uns dias. Vai haver muitos jogos (conto mais de vinte, teoricamente) durante a época e nem penses que me vais ver longe da minha cadeira, mas deste em particular optei por abdicar. São escolhas, é certo, e esta foi a minha.

Ainda assim, sabendo que se olhares para a minha zona não me irás poder ver, quero-te desejar as boas vindas oficiais ao estádio que vai ser a tua casa durante algum tempo. Não sei se meses, anos ou décadas, porque hoje em dia a vida útil de um treinador num clube como o FC Porto está ao nível do tempo que dura um pacote de Pringles cá em casa…muito curta. E é esta pressão que vais ter, jogo após jogo, semana após semana, sabendo que vais ter de vencer para convencer e mesmo assim pode não chegar.

Hoje é só um aperitivo. A malta que vai não é a mesma com que vais conviver durante o ano, há muitos emigrantes e amigos de amigos e famílias e muita alegria. Absorve bem as boas-vindas que o Dragão te vai dar. Se no futuro terás a mesma recepção…só depende de ti. E eu confio no teu trabalho, só espero que me proves que és digno dessa confiança. Está, como diria o Miguel Ângelo dos Delfins, nas tuas mãos. E prometo que é a última vez que cito esse fulano, podes estar descansado.

Sou quem sabes,
Jorge

Deixar uma resposta