O ataque vence jogos, a defesa vence campeonatos…e o meio-campo vence clássicos!

A frase original é antiga e não faço ideia quem foi que a disse. Sacchi, Shankly, Cajuda, sinceramente não posso precisar quem foi o autor da dita e aproveitei para a usar como base para um princípio que faz com que estes jogos sejam na sua grande maioria enormes secas em que a bola anda a rodar de um lado para o outro no centro do terreno e só aparece na área quando uma das equipas se lembra de recuar em excesso no terreno e a outra se decide a atacar. Já me esqueci de mais clássicos que Fonseca ou Jesus alguma vez disputaram e por isso posso falar com alguma autoridade do que se pode vir a passar no Domingo, sem que tenha o mínimo de influência nos procedimentos.

O jogo vai passar pelo centro e o facto do Benfica poder jogar com um eixo reforçado com Matic e Fejsa pode-nos trazer problemas extra, sabendo da lenta movimentação de Lucho, da presença recuada de Fernando e da incerteza quanto à performance de Carlos Eduardo em jogos grandes. Mais que proteger os flancos contra as subidas de Maxi ou Siqueira, de pressionar os centrais com Jackson ou Varela, da participação de Quaresma, Licá ou Kelvin numa das alas ou do eixo defensivo MM contra os putativos Lima e/ou Markovic, interessa ter uma equipa robusta no centro do terreno. Não sei se Fonseca vai continuar com Fernando-Lucho-Eduardo, um meio-campo mais ofensivo e feito para contrariar equipas que tapam o milieu com mais homens que uma trincheira em Verdun, ou se vai apostar no duplo-trinco, com Fernando e Defour atrás e Lucho mais avançado, servindo como distribuidor para corridas de Jackson e de um dos pseudo-extremos que temos no plantel. Uma coisa é certa: este jogo não é igual aos outros, como nenhum clássico é.

Em que apostariam vocês, dragões? Vamos à Luz jogar com uma estratégia mais audaciosa ou mais defensiva? Com Fernando certo pela qualidade e Lucho pela liderança, quem seria o terceiro homem: Defour ou Eduardo?

20 comentários

  1. Carlos Eduardo ou qualquer jogador que tenha características para jogar a 10….. Até podia ser o Tó Zé, agora Fernando, Defour e Lucho torna o meio campo demasiado previsível para o meu gosto.. :)

    Abraço

  2. Carlos Eduardo.

    – O outro triângulo ainda não o vi funcionar.
    – Mudar, representa receio, tanto para fora como para dentro.
    – Vamos lá para pensar na vitória, não me parece lógico mudar-mos para um sistema mais defensivo.

  3. Carlos Eduardo – if it ain’t broke, don’t fix it.
    em todo o caso, o meio-campo de marrocos nao e propriamente um portento ofensivo.
    O Nando a limpar e o Lucho a cortar linhas de passe chegam para eles. E o Eduardo nao e propriamente um 10 classico que se comporta como uma galinha bebeda quando a equipa nao tem a bola. Tambem ajuda a defender.

    E lancaria Quaresma no 11. Por varios motivos:
    1 – a equipa nao tem fio de jogo, logo o homem nao tem que se adaptar a nada.
    2 – factor psicologico. os sarracenos temem-no. Nos sabemos disso, ele sabe disso…e mais importante, eles sabem disso.
    3 – a inevitavel substituicao pelos 60-70 mins sera ideal para lancar LA BESTIA NEGRA em campo. Estou ansioso por ver as faces de panico (e inevitalvel embriaguez) do publico mourisco assim o miudo pise o relvado.

    1. Boa tarde!

      “E lancaria Quaresma no 11. Por varios motivos:
      1 – a equipa nao tem fio de jogo, logo o homem nao tem que se adaptar a nada.”

      BRILHANTE!!!! Ri-me muito!

      Quanto ao jogo e a tácticas, só espero mesmo que o Licá fique a aquecer o banco para podermos jogar com 11. Quanto ao resto, seja que 11 for ou que táctica for, que seja com garra e atitude PORTO porque o jogo é para ganhar!

      Um Abraço muito Portista!

      Sérgio

  4. Boas

    I’ve got a feelling que vamos jogar com o Josué numa das alas a “cair” para o meio para ficarmos com superioridade numérica no meio campo, mas receio que não chegue sequer ao intervalo…. Se jogar no lado do Maxi vamos ter circo :)

    Abraços

  5. Boas!

    Eu ia lá jogar com o seguinte 11:
    Helton; Danilo, Maicon, Mangala, Alex; Fernando, Lucho, C. Eduardo; Varela, Kelvin, Jackson.

    Infelizmente, está mais que visto que o Licá não acrescente rigorosamente nada, quer defensiva, quer ofensivamente.
    Lançaria o Kelvin numa de tentar dar mais criatividade à equipa, e também para mexer com o psicológico dos lamps.

    Também tenho alguma dúvida se no lugar do Lucho não poderia jogar Defour… Não sei se o Lucho tem pedalada para a coisa… Veremos!

    Saudações portistas, continuação de um óptimo trabalho :)

  6. Eu colocaria lucho, nando, e carlos eduardo ( temos de arranjar um nome pó gajo… um piqueno, como as empresas). Acho que o benfica treme MUITO na defesa e o carlos eduardo é mais ofensivo que o Defour. Agora no nosso ataque… isso é que vai ser complicado… varela, jackson e mais quem?? licá ? para jogarmos com 10 ? quintero, kelvin… assim quase do nada ? O badochinha que acabou de chegar ?

  7. Eu cá acho que, uma vez que o Dragon Paul vai de certezinha manter o mesmo esquema chato, tudo vai depender do que o inventor da ciência fizer. Se se armar ao pingarelho e jogar só com dois tipos no meio-campo, o meio campo do Porto limpa o do Benfica, obrigando os atletas treinados pelo ajoelhado a usar e abusar do futebol directo, tal como fizeram na época passada. Sucede que este ano não jogam nem o Salvio, nem o Cardozo e os nossos defesas são mais que suficientes para anular o jogo aéreo vermelho. Se o JJ reforçar o meio-campo, vai ser duro, muito duro.

  8. Deixava o Herrera e o Licá fechados numa qualquer dispensa para começar.

    O Lucho não anda bem fisicamente, terminou 2013 numa forma deplorável, é uma incógnita na minha opinião e para ter de jogar entre Enzo e Matic tem que estar ao seu melhor.

    Preferia o triângulo clássico, com o Polvo, o Defour e o Carlos Eduardo. Nas alas não há dúvidas, Kelvin pela direita, Varela pela esquerda. Quaresma e Quintero para a segunda parte se for necessário.

  9. Bastardo,

    CE20…Não???

    Gostava que jogássemos da seguinte forma

    Helton
    Danilo, Otamendi, Mangala, Alex Sandro (não me digam que agora o Otamendi é mau e o Maicon é que é bom…)
    Fernando, Lucho, Carlos Eduardo
    Varela Jackson e mais um. Desde que esse mais um seja um extremo! por amor de Deus, Josué na ala, não!

    Cumprimentos

    Tiago Stuve

    http://opequeestamaisamao.blogspot.pt

  10. Se entrarmos em campo com 11 para defrontar 11, apesar dos tecnicos de ambas (as duas) equipas inventarem, já que um é mestre de outro e outro é disciplo de um, de certeza que ganharemos, e parafraseando (linda palavra, palavra!), o Fitz, se o jogo estiver atado, toca a amandar o Kelvin pra detro do retangulo juntamente com a sua irreverência e a caganeira avermalhada será de tal maneira que a estátua de um certo rei sem corooa nem com redoma se livrará do mau cheiro…
    SOMOS PORTO, caralho!!!!

  11. Obviamente Carlos Eduardo. Com Fernando e Lucho, obviamente.

    Metia também o Licá em vez do Josué, porque parece-me ter mais estrutura mental para um jogo destes. Não sei como se vai portar o Josué, mas sou gajo para apostar no excesso de faltas e no amarelo condicionador cedo no jogo…

Deixar uma resposta