Dragão escondido – Nº26 (RESPOSTA)

A resposta está abaixo:

Naquele que foi talvez o Dragão Escondido mais fácil de todos os que já apareceram nesta rubrica, Domingos José Paciência Oliveira aparece aqui no pleno da sua forma, em jogo disputado nas Antas contra o Marítimo durante a época 1994/1995, então com Sir Bobby Robson ao comando do FC Porto, jogo esse que vencemos por 4-1 com o rapaz que está aqui em cima a marcar o primeiro golo (e o último, como nota humorística, a ser apontado por…Ronald Baroni!). É um dos all-time greats do nosso clube, especialmente para quem se lembra de o ver a jogar com aquele estilo jingão, técnica acima da média, remate sempre bem colocado e oportunismo digno de um avançado com características perfeitas para combinar com outro estupendo jogador que com ele fez uma das duplas mais concretizadoras dos anos 90 e que dava pelo nome de Emil Kostadinov. Domingos fez quase 400 jogos pelo FC Porto e marcou 142 golos, uma marca que o faz entrar no top 5 de marcadores de sempre com a nossa camisola, apenas ultrapassado por Gomes, Hernâni, Jardel (com quem ainda jogou) e Teixeira.

Entre as apostas erradas da malta:

  • Arnold Wetl – Estupenda a tentativa de comparação física entre o lingrinhas avançado tuga e o corpulento médio austríaco! No entanto ainda jogaram juntos, duas épocas depois…;
  • Emil Kostadinov – Fez apenas quatro jogos nesta temporada, nenhum deles contra o Marítimo;
  • Jaime Magalhães – Fazia parte do plantel mas não jogou nesta partida;
  • Paulo Futre – Oito anos depois de ter saído do FC Porto, andava pelos lados de Reggio Emilia a estourar o joelho todinho;
  • Rui Barros – À semelhança de Jaime Magalhães, também fazia parte do plantel…e também não jogou nesta partida;

O grande vencedor foi Ivo, com a resposta certa a ser dada às 8h38 da manhã. Parabéns!

3 comentários

  1. Acho que depois de ler que “esta tenha sido um dos Dragões escondidos mais fáceis de sempre”, sinto-me como um treinador de uma equipa pequena após vencer na casa de um grande…e o treinador vencido fala mais em demérito seu :D
    É sempre um prazer participar e ler as crónicas deste blog.

    Parabéns!
    um abraço
    Ivo

Deixar uma resposta