Baías e Baronis – Chaves 0 vs 4 FC Porto

foto retirada do zerozero

Simpático. Quando comparamos este jogo com o jogo de Moreira, vemos uma diferença muito grande: pernas. Pernas de alguns jogadores que, não tendo o mesmo nível dos homens que costumam ocupar o lugar, fazem a diferença porque a maior parte das vezes o facto de estarem a 100% significa que consigam fazer o mesmo que os outros, num nível bem inferior de pernedo, já não conseguem. Soares, Maxi e Otávio (sim!) deram à equipa um boost muito importante num jogo que foi bem mais fácil do que seria previsível. Vamos a notas:

(+) Soares. Dois golos (um dos quais num remate estupendo que seria ainda mais notável se o Sérgio Oliveira não tivesse iluminado metade de Trás-os-Montes com o golo dele) e uma exibição de trabalho, de constante luta e empenho em ajudar os colegas e a tentar limpar a imagem dos últimos tempos. Parecia o Soares que cá apareceu aqui há um ano e que quase sempre que tocava na bola criava perigo. Pois seja bem vindo de volta, caríssimo!

(+) A primeira parte de Otávio. Não tenho outra hipótese senão congratular-me por ter mexido com ele. Fui eu, obviamente, que peguei pelos virtuais colarinhos do super-saiyan e lhe disse para man-up-ar o jogo dele. E ele, diligente ao ponto de me fazer sentir mal por ter criticado tanto a sua performance contra o Sporting, procedeu a fazer um jogo bem acima da média do ano, a jogar primeiro em 4-3-3, depois em 4-whatever-thefuck-coiso e finalmente como segundo avançado, sempre em bom nível e acima de tudo prático e objectivo. Gostei de ver e este Otávio pode aparecer sempre, mesmo com aquela coisa na cabeça. Fuuuuuuuuuuusão para ti também.

(+) Sérgio Oliveira. Para lá do golão que marcou, está cheio de moral e nota-se em campo, porque se mexe mais e melhor. Porque se empenha nos lances a 100% e parece querer mostrar ao treinador que é ele que vai continuar a jogar mesmo depois de Danilo estar em condições. Não vai acontecer (a não ser nalguns jogos mais pontuais, aposto) mas é muito bom saber que Sérgio está aí como uma opção válida para o onze ou para o banco. Suplentes perto do nível dos titulares. Oh brother, don’t let this end.

(+) Reyes. Sim, eu sei, levou ali com um nó do Mattheus que ainda deve estar à procura dos rins, mas esteve muito bem nas dobras, excelente na intercepção e quase perfeito na capacidade de ler o jogo que é, ou parece ser, a sua maior mais-valia que aplica nos jogos. Se na quarta-feira não houver Marcano, será uma dupla Reyes/Osório no centro da defesa. Só espero que se entendam bem.

(-) Há faltas fixes e depois há as faltas do Maxi. Até nem fez um mau jogo, longe disso. Mas fez algumas imbecilidades que me enervaram, primeiro com um possível penalty onde Maxi estica o braço de uma forma muito evidente para o lado e para cima do adversário e depois com algumas entradas e puxões que podiam perfeitamente ter feito com que levasse um cartão e depois outro. Não tenho grandes dúvidas que na decisão de colocar Ricardo em campo com um resultado tão fácil pesou também a eventualidade do uruguaio ser mandado para o balneário mais cedo…

(-) Marega. Chiça. Ei pá. Porra. Oh. Foda-se. Tudo isto são pequenas expressões que soltei ao ver Marega hoje em campo, num dos piores jogos que fez pelo FC Porto, incluindo a primeira passagem. Incapaz de pensar com a bola nos pés e sem velocidade e grande capacidade para criar perigo, foi exactamente o Marega que aprendemos a odiar. Pouco prático, esteve trapalhão e aposto que até agora não faz ideia como é que a bola que “rematou” acabou por entrar na baliza. Enfim, mesmo num mau jogo acaba por marcar…


Jornada tranquila. À tarde. Uau, memories…

3 comentários

  1. concordo, maxi e um perigo para nos, fara de proposito??, quando se tem dalot …. nao se percebe. Soares perdendo a mania de estar fora de jogo e sempre um perigo, Marega deve descansar ja que a sua principal carateristica e a velocidade e potencia, jogou fora da posiçao por nao ter jogado brahimi, poupou se.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.