Porta19 entrevista Juan Fernández (www.malagadechampions.com)

Chegado que está finalmente o jogo contra o Málaga, decidi regressar às investidas jornalísticas e escolhi um dos mais interessantes blogs afectos ao nosso adversário de amanhã, Málaga de Champions, gerido por Juan Fernández, que aceitou com amável simpatia responder às minhas perguntas, reciprocando com uma série de perguntas que respondi e que podem ler no site deles. A única alteração que houve no texto que recebi prende-se com a tradução da língua das respostas, que me foram enviadas em espanhol a meu pedido para evitar erros de tradução. Vamos lá então perceber como pensam os nossos adversários:

 

Porta19: O FC Porto está habituado a jogar contra equipas espanholas, mas esta é a primeira vez que jogaremos contra a vossa equipa. Achas que o Málaga é mais forte quando comparado com as outras equipas espanholas que defrontámos nos últimos anos (Villarreal, Atletico ou Sevilla, todos eles eliminados por nós)?

Juan Fernández: Claramente é mais forte tanto tacticamente como fisicamente, ainda que aquela equipa que talvez mais se assemelhe seja o Villarreal, já que temos um projecto parecido, com o mesmo treinador e uma filosofia similar.

Porta19: O Málaga classificou-se no primeiro lugar do seu grupo, à frente do Milan e do Zenit. É um resultado lógico pela qualidade da equipa ou houve alguma sorte à mistura?

Juan Fernández: Totalmente lógico, basta ver os resumos das partidas e as suas estatísticas para se perceber que o Málaga foi superior em toda a linha, apesar de ter havido momentos em que nos criaram perigo, mas isto é futebol e todos temos pontos mais fracos que outros.

Porta19: Que pode o FC Porto esperar quando visitar o La Rosaleda? Como vai ser a atmosfera dentro e fora do estádio?

Juan Fernández: O FC Porto vai fazer um partido de trabalho, mais defensivo do que está à espera, porque o Málaga joga um futebol tacticamente agressivo e a rodar a bola, o que causa um grande desgaste físico a nível defensivo. O Porto é uma equipa muito defensiva mas com uns contra-ataques muito fortes, letais. O ambiente/atmosfera será grandiosa porque é o primeiro ano do Málaga nesta competição e os malaguenhos ao escutar o hino da Champions…ficam felizes. É algo superior, caído do céu que todos partilhamos directamente para nós.

 

Porta19: Quem são os jogadores principais na equipa do Málaga este ano? Achas que as estrelas têm um papel importante na equipa ou os menos “galácticos” são mais importantes?

Juan Fernández: As estrelas principais são Isco e Joaquín, com estilos distintos mas juntos conseguem criar muitas ocasiões de perigo. Toulalan e Iturra são os jogadores que se encarregam de destruir, criando um muro muito bom no centro do terreno. Na defesa temos o experiente Demichelis, sempre seguro, será muito complicado superá-lo. Na baliza temos Willy Caballero, o actual Zamora (guarda-redes menos batido) da Liga Espanhola e todo ele é uma estrela, vai ser chamado à selecção argentina muito em breve.

Porta19: Conheces os jogadores do FC Porto? Quem te agrada e quem te assusta? Há algum jogador em particular que gostarias de ter no Málaga?

Juan Fernández: Claro, é a melhor equipa da Liga Portuguesa, com uma grande organização ofensiva e um plantel muito bom. O melhor de todos é Jackson Martinez, todo ele é matador e é o melhor marcador da equipa, para lá de criar muitas oportunidades de golo. Comprava-o já.

Porta19: O mercado de Inverno foi bom ou mau para o clube? As chegadas de Lugano, Antunes e Lucas serão sem dúvida mais entusiasmantes que a cedência de Buonanotte…

Juan Fernández: Pareciam más compras, de baixo investimento, mas agora que estão na Liga jogam a muito bom nível. Lucas está muito bem e o Antunes é um fenómeno, não nos arrependemos nada de o ter trazido. Lugano, por outro lado, tem de se entrosar ainda um pouco mais.

Porta19: Porque tens um site de apoio ao Málaga? Amor ao clube, intervenção online, o sonho da Champions ou simplesmente uma forma de organizar o clube de fãs?

Juan Fernández: Temo-lo por amor ao clube, desde que nascemos sentimos as cores azuis-e-brancas e por isso fazemos o que mais gostamos que é informar.


Obrigado mais uma vez ao Juan e ao resto da malta que trabalha no Málaga de Champions. Espero que gostem da nossa cidade quando cá estiverem amanhã…e que não se sintam demasiadamente tristes depois do inevitável 3 ou 4 a zero que vão levar no lombo. Yup, é isso.

Porta19 entrevista o Mais Beira-Mar

Continuando a saga das entrevistas, desta vez assumi o microfone virtual e dirigi-me a Aveiro, terra de onde vem a próxima equipa que se desloca ao Dragão com a vontade de nos roubar pontos mesmo na soleira da nossa porta. A audácia desta gente! Assim sendo, a simpática malta do Mais Beira-Mar aceitou o convite e responde às perguntas que lhes coloquei, no mesmo formato de todas as anteriores entrevistas a bloggers dedicados à sua causa. Vamos a isso:

 

Porta19: O Beira-Mar não parece ter mudado muito desde o ano passado, para lá da saída de um ou outro titular. Esperam uma temporada tranquila?

Mais Beira-Mar: Cumpre, desde já,salientar um aspecto. De facto, neste defeso, comparando com o anterior, tivemos menos movimentações, tanto ao nível de entradas como de saídas.

Mas em termos do 11 titular, saíram 4 jogadores fundamentais: Yohan (defesa central seguro e regular), Nuno Coelho (médio defensivo, que equibrava a equipa no momento defensivo), Zhang (jogador polivalente de grande utilidade) e Artur (médio ofensivo preponderante na manobra atacante da equipa).

Infelizmente, a maioria dos jogadores referidos não tem substituto à altura. Sasso (defesa central) ainda não convence. Passivo e pouco agressivo na abordagem aos lances). Fleurival e Collet (ambos médios-centro) prometeram muito na pré-época mas o facto é que caíram de produção neste início de temporada. Acreditamos em Serginho (médio ofensivo) mas neste momento ainda não apresenta a qualidade e regularidade exibicional de Artur.

Pelo que, com este plantel o que esperamos é lutar pela manutenção, o que corresponde ao objectivo principal do Beira-Mar para a presente temporada. Estamos, ainda, preparados para sofrer muito e até às últimas jornadas do campeonato para alcançar tal desiderato, à semelhança do ano passado.

Porta19: A gestão da SAD tem levantado questões importantes, principalmente a partir dos próprios adeptos. Foi ou não uma boa opção a venda aos investidores estrangeiros?

 

Mais Beira-Mar: Bem… em abstracto a vinda de investidores estrangeiros para o futebol português não é má, ainda por cima, na actual conjuntura econónico-financeira.

O problema foi o caso concreto do Beira-Mar. Majid Pishyar ajudou o clube a terminar a época de 2010/2011. Para ganhar o “negócio”, leia-se constituição da SAD, prometeu este Mundo e outro. Só que, assim que foi constituída a SAD… deixou de investir, faltando ao prometido. Em simultâneo, a direcção do clube não se precaveu devidamente para um eventual cenário de incumprimento, por parte do investidor e actual Presidente da SAD. Resultado: A actual SAD do Beira-Mar caminha rapidamente para a falência, porquanto o investidor recebe 90% de cada transferência e não tem prazo, datas-limite, para investir.

 

Porta19: Treinadores como Ulisses Morais ainda apresentam mais-valias para o nosso campeonato em virtude da experiência ou acabam por ser uma forma de manter o status-quo do passado?

Mais Beira-Mar: Não julgamos os treinadores pelo facto de serem denominados da “nova geração” mas pelo trabalho que desenvolvem. Entendemos que Ulisses Morais é um treinador competente e não podemos esquecer que melhorou o rendimento da equipa na recta final do campeonato transacto. É muito melhor do que Rui Bento. Neste momento, parece algo “perdido”. Falta alguma coerência nas opções, abordagem aos jogos e não percebemos, ainda, o motivo para algumas apostas, nomeadamente em Sasso. Acreditamos que o treinador vai atingir o objectivo » permanência.

 

Porta19: Há alguma esperança de conseguirmos ver o Municipal de Aveiro com mais cadeiras cheias que vazias? Porque achas que os adeptos se têm afastado do clube?

Mais Beira-Mar: A questão do estádio é polémica e ainda divide a família beiramarense. O estádio está sobredimensionado para a dimensão do clube mas, ao mesmo tempo, a envolvente do EMA carece de estruturas de apoio que poderiam ajudar e muito o Beira-Mar a crescer, seja ao nível de campos de treino, academia ou a nível de equipamentos, estabelecimentos comerciais.

Também não é menos verdade que clube e SAD pouco fazem para chamar os adeptos ao estádio. Damos um exemplo: Este ano o preço do bilhete para sócio subiu mas para o público desceu! As campanhas de marketing são pomposamente anunciadas a cada ano mas no decorrer da temporada não há qualquer trabalho válido palpável. Falta visão e estratégia. Enquanto se mantiver a mentalidade ora existente… não esperamos qualquer melhoria.

Ainda há muto adeptos que defendem o regresso ao estádio antigo, que fica no centro da cidade. O EMA situa-se na periferia e neste momento quem quiser ir para o EMA vindo de Aveiro, pelo caminho “principal” tem de pagar portagem! (questão das SCUT).

Mas atenção: Quando jogam cá algum dos 3 grandes… o Estádio tem boas assistências e nesses jogos ninguém se queixa que o estádio é longe ou têm de pagar isto ou aquilo. É uma questão de motivação e de vontade.

Porta19: Com a imprensa tão tri-polarizada em Portugal, como é que vês o desprezo a que são votadas as equipas de dimensão mais pequena?

Mais Beira-Mar: Já estamos habituados. Nos 3 jornais desportivos… é uma caixinha na página 17 ou 18. Nos programas da TV, só dá 3 grandes. Os resumos dos jogos são a correr e quando defrontamos algum dos grandes… a análise incide sobre este , sendo o pequeno completamente ignorado. Nada vai mudar a este respeito a médio prazo. É uma questão cultura e comercial.

 

Porta19: O Mais Beira-Mar é um dos maiores blogs afectos ao Beira-Mar, focando-se não só no futebol mas também nas outras modalidades do clube. Como é que se conjuga o amor pelo clube com a vida do dia-a-dia?

Mais Beira-Mar: O Mais Beira-Mar é uma equipa foramda por vários elementos. Cada um escreve de acordo com a sua disponibilidade. Incidimos a análise no futebol profissional. As restantes modalidades que acompanhamos são o Basquetebol e o Futsal. Gostaríamos de ir mais longe no acompanhamento das diferentes modalidades e respectivos escalões do clube mas cada vez é mais complicado compatibizar: Trabalho/Estudo com a necessidade de actualização quase diária do blog/site Mais Beira-Mar. A nossa preocupação é informar os sócios/adeptos dos temas que consideramos mais relevantes do Beira-Mar (clube e SAD) e acompanhar “in loco” na medida do possível os jogos mais importantes das modalidades referidas.

 

Porta19: Ainda há esperança para a maioria dos blogs Portugueses de futebol ou a inspiração está a definhar em função das redes sociais e dos fóruns de discussão?

Mais Beira-Mar: Há espaço para todos. O importante é comunicar, chegar às pessoas. Os blogs dos 3 grandes vivem uma realidade diferente dos blogs dedicados aos clubes médios/pequenos. Precisamente pela realidade abordada numa pergunta anterior. O espaço mediático dos 3 grandes é tão grande que os Fóruns resultam na perfeição. Há sempre muita informação para comentar e discutir. Por outro lado, existem muitos blogs sobre os 3 grandes e é difícil marcar a diferença.

Nos clubes mais pequenos, de âmbito regional, há menos volume de informação mediática mas existe mais proximidade, o domínio dos factos é maior, o que permite formar um juízo de valor mais fundamentado sobre os temas em análise. Julgamos que esta realidade favorece o formato blog.

 


O meu obrigado à malta do Mais Beira-Mar pela disponibilidade e pelo empenho na defesa do seu clube. Houvesse mais como eles!

Outras entrevistas publicadas a bloggers adversários no passado:

Porta19 entrevista o Olhanense.net

Voltando às conversas entre bloggers e aproveitando a visita do FC Porto ao Algarve, enviei um convite ao administrador do blog mais representativo do Olhanense – Olhanense.net - que foi aceite com grande cordialidade e simpatia. Como optaram por responder em grupo (porque não são dados a protagonismos, dizem com modéstia), aqui estão as respostas bem informadas e agradáveis da malta que representa o blog mais importante dos nossos próximos rivais na Liga:

 

Porta19: Quais serão as principais diferenças estruturais entre o Olhanense do ano passado e deste ano?

Olhanense.net: Em termos tácticos parece-nos que nenhuma, o 4-2-3-1 continua a ser o sistema preferencial. Em termos gerais, entre os adeptos esperávamos que este fosse o ano da consolidação, devido à boa classificação obtida em 2011/12 e até porque o clube vendeu vários activos (quantos clubes dos chamados pequenos podem dizer isso?) mas parece que essas vendas apenas serviram para pagar dívidas… a população e massa adepta do Olhanense olha para estes negócios com alguma desconfiança, e de um modo geral ficamos com a sensação que nunca conseguiremos fazer uma grande venda, pois mesmo a “pequena” venda do Fabiano Freitas (que ainda rendeu 400 mil euros) parece não ter grande impacto na estabilidade do clube… ficamos sempre na mesma, sempre com dificuldades. Se não tivessemos vendido jogadores como seria? Nem começávamos o campeonato? Vendemos os principais jogadores da época passada (Fabiano, Cauê e Salvador Agra) e além disso saíram titulares que não pertenciam ao clube, como o André Pinto, Mexer, Ismaily e Wilson Eduardo. As suas saídas não foram colmatadas e isso deixou o Sérgio Conceição “apreensivo”, para utilizar um eufemismo.

 

Porta19: Como a única equipa algarvia a participar na primeira Liga, há condições para que os adeptos se consigam deslocar em apoio à equipa nas suas deslocações?

Olhanense.net: Não deixa de ser frustrante o Olhanense ter esperado tanto para regressar à 1ª Divisão e agora apanharmos esta crise. É irónico que os adeptos normalmente organizassem excursões para os jogos fora na 2.ª Liga durante os últimos anos e que agora não exista tanto entusiasmo, derivado a esta falta de disponibilidade financeira tão grande devido à crise… e para “ajudar à festa” temos os jogos na Tv marcados para sextas ou segundas feiras à noite.

 

Porta19: Como é que viram a “chatice” do início da temporada com Sérgio Conceição? De que lado é que se colocaram neste feudo?

Olhanense.net: O nosso site raramente se coloca em “lados” no que se refere a problemas da vida do clube. Tentamos noticiar e esclarecer, mostrar curiosidades. Claro que houve alturas em que tinhamos artigos de opinião publicados no nosso site, mas isso simplesmente não tem acontecido ultimamente, talvez porque actualmente qualquer um pode dar uma opinião curta e num curto espaço de tempo nas redes sociais ou até nos comentários das notícias nos sites dos jornais. De qualquer modo, em relação a este caso específico queremos acreditar nas palavras do presidente e do treinador quando fizeram as pazes, pois garantiram que a imprensa exagerou muito ao relatar o que realmente aconteceu…

 

Porta19: Há jogadores com bastante experiência como Maurício, Fernando Alexandre, Rui Duarte, Ricardo, Vasco Fernandes, Rui Sampaio ou Luís Filipe, por exemplo. Achas que o Olhanense pode ter uma época estável e apontar para a primeira metade da tabela?

Olhanense.net: Claramente. Aliás, nota-se que mesmo com o plantel ainda incompleto, e sem ter feito ainda grandes exibições, o Olhanense conseguiu amealhar quatro pontos, uma vitória em casa e um empate fora, frente a rivais directos, demonstrando que a equipa tem valor e há espírito guerreiro. Depois da pré-época conturbada, não poderiamos ter começado melhor. Entre os adeptos havia um certo descrédito, mas a confiança está claramente recuperada.

 

Porta19: Com a imprensa tão tri-polarizada em Portugal, como é que vês o desprezo a que são votadas as equipas de dimensão mais pequena?

Olhanense.net: O nosso site surgiu para “combater” isso mesmo!!! Mas não nos podemos queixar, como clube histórico de regresso aos grandes palcos mais de trinta anos depois, temos um certo espaço, um “cantinho” que é só nosso, que podemos comparar a clubes como o Leixões ou a Académica, em termos “mitológicos” do futebol português. Ou pelo menos pensamos que podemos pensar assim, não nos levem a mal por isso.

 

Porta19: O Olhanense.net é o maior blog afecto ao Olhanense. Como é que se conjuga o amor pelo clube com a vida do dia-a-dia?

Olhanense.net: Quando começámos há 10 anos era mais trabalhoso, digitalizar fotos e notícias, mas tinhamos esse “gosto”. Hoje em dia os nossos colaboradores têm a vida mais fácil, acesso à internet e às ligações para as notícias da imprensa nacional e estrangeira. É mais fácil. Aliás, temos perfeita noção que qualquer um poderia fazer o que nós fazemos actualmente, temos é algum passado que demonstra que começámos a fazer isto com gosto, e que insistimos em mantê-lo.

 

Porta19: Ainda há esperança para a maioria dos blogs Portugueses de futebol ou a inspiração está a definhar em função das redes sociais e dos fóruns de discussão?

Olhanense.net: Há claramente um facilitismo nas redes sociais (respondemos a isso quase sem querer, na pergunta sobre o caso entre treinador e presidente), mas nós enquanto pudermos vamos tentar manter o nosso site/blog como era. Nem que seja para arquivo, pois temos muita coisa de jogadores e planteis antigos, curiosidades que vamos destacando, como é o caso recente de uma antiga glória portista, Albano Sarmento, que os vossos colegas de clube “Bibó Porto, Carago” escreveram que não poderia ser considerado campeão nacional em 1955/56 porque não fez nenhum jogo… nós por acaso topámos isso há uns dias e respondemos que realmente não podia ter feito nenhum jogo, pois nesse ano cumpriu o serviço militar em Tavira e esteve ao serviço do Olhanense, ainda que por pouco tempo (mas nessa altura não se podia jogar em 2 clubes diferentes na mesma época). A notícia é esta: http://olhanensenet.wordpress.com/2012/08/30/arquivo-de-jogadores-albano-sarmento.

 

Porta19: Para ser mauzinho…a malta do Olhanense.net tem outro(s) clube(s) ou são apenas fãs do clube da terra?

Olhanense.net: Há muita gente ferrenha apenas pelo Olhanense, não tenham dúvidas disso, mas é óbvio que temos o mesmo “problema” que os outros clubes mais pequenos de outras cidades portuguesas, não há como esconder isso. Há muita gente com um primeiro ou segundo clube, mas nós temos uma desculpa: estivemos 34 anos longe dos grandes palcos. Qual é a desculpa dos outros clubes que andaram sempre pela 1.ª Divisão? (esperamos ter respondido com igual nível de malícia, se não for esse o caso segue um recorte de um jogo entre SCO e FCP em 1949)


Há malta muito boa a trabalhar em blogs. Interessados, empenhados, com espírito de sacrifício para uma causa comum e a união que beneficia tanto os clubes como as pessoas que lá trabalham e os adeptos que partilham das alegrias e tristezas das suas vidas. Este é mais um exemplo e merece os meus parabéns. Mas amanhã…amanhã, amigos, é cada um para seu lado!