Ouve lá ó Mister – Rio Ave


Amigo Vítor,

Agora que o campeonato luso está definido um pouco como o Lineker fez ao campeonato do Mundo com o FC Porto a fazer o papel dos indefectíveis teutónicos, chega a altura do último jogo e por muito que queira manter uma cara séria, é-me difícil tentar perceber se hoje vamos ter um jogo a brincar ou se realmente os rapazes que vais fazer subir ao relvado não estão já com a cabeça em mojitos, areia e fins de tarde solarengos só de avental e um fogareiro com as brasas bem acesas e dez nacos de carne na grelha. Chama-me louco mas não me acredito que nenhum deles pense em mais que um treino ao fim da tarde sob o sol de Vila do Conde.

E tu…também acredito na mesma coisa. Por isso é que não me preocupo muito com o resultado de hoje e apesar de ninguém querer perder mesmo a fechar o proverbial pano, estou convencido que metade dos portistas nem se vai preocupar em ver o jogo. Eu vou ver porque sou uma pessoa doente da cabeça mas disso já sabes porque já viste do que a casa gasta e nem aquele jogo-treino contra o Tourizense que costuma marcar o arranque das nossas pré-épocas me passa ao lado.

De maneira que sugiro que os mandes lá para dentro para se entreterem. O Brito vai fazer o mesmo, vais ver, porque ninguém quer agora lesões nem chatices, por isso tentem fazer meia-dúzia de jogadas bonitas e depois vão todos jantar ao Cangalho ou ao Ramón, tirem a barriga de misérias e façam do futebol a festa que todos queremos que seja. E aproveita para ir de férias descansado, deixa que o balanço faz-se mais tarde. E um dia destes vou aparecer lá por Espinho para te dar um abraço, rapaz. Mereceste.

Sou quem sabes,
Jorge

 

APOSTAS PARA HOJE NA DHOZE:

Ouve lá ó Mister – Sporting


Amigo Vítor,

Em primeiro lugar, deixa-me ser o centésimo-quinquagésimo-oitavo a dar-te os parabéns. A vitória neste campeonato não foi fácil, nem tu a tornaste mais fácil nem os teus rapazes te fizeram a vida fácil. Nada foi fácil na tua vida desde Agosto, pois não, homem? Acredito que não. E o jogo de hoje também não vai ser fácil.

E por muito que a malta vá aparecer no Dragão numa noite que se prevê com mais chuva que em todos os meses de Inverno juntos na justificadamente orgulhosa cidade do Porto (ela que continua a ter o campeão em título mais um ano dentro das suas fronteiras), acho que ninguém vai sair de lá satisfeito e a bater palminhas se perdermos o jogo. Quanto mais não seja é o Sporting, Vitor, é um clássico e não gosto de perder clássicos nem a feijões como este é. Para nós, pelo menos, porque eles ainda lutam por um objectivo longínquo mas alcançável. E não me importo mesmo nada de lhes dares uma traulitada nas rótulas…metaforicamente, claro, mas de forma a que não consigam chegar ao terceiro lugar. Assim daquelas patadas à Porto, como o moço que tem estado ao teu lado no banco costumava fazer. Ah, isso é que eram bons tempos, carago, até parece que me estou a lembrar daquele Porto-Sporting de 2003 com o João Pinto a entrar em campo e a entregar uma salva de prata ou uma caneleira ou sei lá que raio de memento deu ele ao Paulinho como recordação de uma bela carreira e de ter andado durante dois meses a falar como se tivesse saído do dentista. Isso é que foi um jogo parvo, Vitor, estava lá nas Antas e lembro-me como se fosse hoje, toda a gente estúpida a ver o JVP a prestar vassalagem ao nosso moço a 30 metros do sítio onde o mesmo moço lhe tinha enfiado uma cotovelada que lhe pôs o maxilar para dentro.

Enfim, outros tempos. O que interessa é o jogo de hoje. Vou estar nas bancadas a aplaudir, a torcer por mais uma vitória. É o último jogo, Vitor, alguns dos que lá vais pôr em campo não voltam a pisar aquela relva…chuiff chuiff, já me estão a vir as lágrimas, estás a ver que menina estou a ficar? Não se faz, pá. Ganha lá o jogo e despede-te do Dragão em grande! Este ano, pelo menos…depois do verão logo veremos!

Sou quem sabes,
Jorge

PS: Se não fôr pedir muito, é possível algum dos nossos rapazes fazer uma “Paulinhosantice” ao João Pereira? Não me importo nada de ter o Cedric a jogar no Europeu, palavra!

 

APOSTAS PARA HOJE NA DHOZE:

Ouve lá ó Mister – Marítimo


Amigo Vítor,

“Este é o jogo mais importante da época”.

Espera.

Esta frase já foi dita tantas vezes durante a temporada que deixou de ter qualquer tipo de impacto considerável na mente dos adeptos, por isso nem imagino o efeito inócuo que terá nos jogadores e mesmo em ti. Já se usou esta frase no Apoel, depois no Dragão contra o Zenit, em Coimbra, em Manchester, na Luz, em Braga…e agora na Madeira. Perdeu o significado, como tudo que é levado ao exagero e à crónica repetição de tantos clichés que a imprensa e tanto adepto gosta de usar. É o “tudo ou nada”, o “mata-mata”, o “confronto final”, o “tira-teimas”, qualquer um destes ou mais quarenta e nove frases do género. É os tomates, é o que é. È mais um jogo que não decide nada. É mais um jogo para ganhar, só isso.

Tenho várias propostas para este jogo, que sei que só vais aceitar se te apetecer, o que acho muito bem e não espero que seja de outra forma. Assim sendo, proponho que apostes no Djalma em vez do James na frente e deixa estar o Rolando no banco. Passo a explicar, rapidamente que não tens tempo a perder. O Djalma conhece o Briguel e sabe que ele só não está internado num qualquer manicómio porque é Madeirense e eles lá protegem os deles e muito bem. Para além disso, enquanto o James continuar a fazer as primeiras partes dos jogos ao nível que tem vindo a fazer…eu punha-o ao banco; Maicon e Otamendi estão a entender-se bem e estragar essa empatia…só pode partir deles, não de ti.

Por isso vamos à ilha. A viagem é gira e o ambiente agradável. Não caias nos buracos das dívidas nem nas armadilhas dos Barreiros. Traz de volta três pontos. É o que todos estamos à espera que aconteça.

Sou quem sabes,
Jorge

 

APOSTAS PARA HOJE NA DHOZE:

Ouve lá ó Mister – Beira-Mar


Amigo Vítor,

Estou a salivar, Vitor. Estou aqui a salivar por ver o FC Porto a jogar e como sabes não será propriamente pela estratosférica qualidade das nossas exibições. Mas também já sabes que podemos estar a jogar o equivalente a um fumegante monte de esterco e eu vou sempre querer ver o meu clube a jogar. São duas semanas sem ver gajos de azul-e-branco vestidos a correr atrás de uma bola. É o suficiente para levar qualquer portista a ler a Maria ou a comer farinha-de-pau, se alguém nos dissesse que isso ajudava a passar os dias.

E hoje, ao contrário do que já ouvi tanta gente a dizer, não é “uma” final. Essa treta das “finais” já enjoa e como começou tão cedo (aí há quatro “finais” que o próximo jogo é uma “final” e estes próximos quatro também são “finais” e nunca vi tantas repetições de jogos na minha vida, esse que seria o único motivo para que houvesse tanto estupor de tanta finalização) já ninguém suporta ouvir falar nisso. Temos mais um jogo. E para o FC Porto, como sabes, todos os jogos têm esse estigma que nós, os adeptos, colocamos sempre na partida: é para ganhar. São todas para ganhar, mesmo aquelas que nos podemos dar ao luxo de não o fazer. E o que interessa mesmo é que faltam quatro jogos para acabar e todos eles são para ganhar. Pronto, pelo menos os três primeiros, vá.

Já reparei que o Danilo está de volta. Good. Mas não o ponhas logo de início, deixa que o romeno canse os gajos ou que o Lucho se canse a ele próprio e depois podes inventar. E o Nando também está de volta? Ora pintem-me de verde e chamem-me Godinho! Tens a equipa quase no máximo das suas potencialidades, se excluirmos o Rafa e El Cebolla Gorda. E o Álvaro, que está castigado. E o Kleber, que é louco. Ah, e o Iturbe, que é…sei lá, não é, pronto.

É para ganhar, mais uma vez. Não há espaço para fraquejar, muito menos agora. Lembra-te que vais entrar em campo sabendo que o Braga empatou e o Benfica também já terá jogado. Esse não te digo quanto vai ficar porque não sei. Mas uma coisa sei eu: não os deixes ver o Barça vs Real. O Maicon ainda fica com ideias que pode jogar ao mesmo nível que um Puyol e fica desmoralizado quando vir que não consegue. Não faças isso ao moço.

Sou quem sabes,
Jorge

 

APOSTAS PARA HOJE NA DHOZE:

Ouve lá ó Mister – Braga


Amigo Vítor,

Olha ali para o fundo. Estás a ver o mesmo que eu? É uma linha, não é? Já está à vista, não está? É o final do campeonato, homem. A partir daqui já não podemos olhar para trás, para todos os pontos que perdemos contra equipas que não deviam ter tido a capacidade de os roubar do nosso saco, já não temos o luxo de ver videos de jogos de um passado mais recente do que queríamos, disputados em Olhão ou Aveiro ou Barcelos (para não dizer Coimbra, Lisboa, São Petersburgo ou Nicosia porque essas são contas de outros campeonatos) porque o tempo agora é de olhar para a frente. Já o era há meses, mas agora é mesmo mesmo mesmo mas MESMO preciso olhar em diante para enfrentar o horizonte que se aproxima tão rapidamente. Hoje, o horizonte arrasta-se mais um naco na nossa direcção.

Tens duas ou três hipóteses de encarar este jogo. A primeira é vê-lo como fizemos no ano passado na final da Liga Europa. Frios, feios, porcos e maus. Sem brilhantismos, com eficácia, olhar na baliza e ganhar por meio já é um bom resultado. A segunda opção é fazer um jogo de construção ofensiva entusiasmante, perfeição posicional defensiva e troca de bola a meio-campo que faz o Michels pensar que a Laranja Mecânica ressuscitou e joga de azul e branco. A terceira…é ser sério e perceber que apesar do Braga mostrar qualidade e apesar de ter um grupo de rapazes entusiasmados e interessados no jogo…nós somos melhores. Mas temos de mostrar que somos melhores no campo, com inteligência, passando bem a bola, aliviando quando houver perigo na defesa e rematando quando houver uma brecha para o fazer na frente. Lucho e Moutinho vão ser fundamentais. Hulk também. James também. Raios, todos são essenciais, até os do banco. Temos de jogar bem, temos de ser unidos, temos de estar concentrados.

O jogo vai ser difícil. Todos temos essa noção. Mas também temos a noção que vocês sabem disso. E não há mais nada que passe pelo coração de qualquer portista que não a vitória hoje à noite na Pedreira. O Braga tem feito uma excelente temporada, é verdade. E se depender de mim, essa excelente temporada acaba hoje.

Sou quem sabes,
Jorge

 

APOSTAS PARA HOJE NA DHOZE: