O peso do ponta-de-lança (não é piada ao Walter, garanto)

Aqui há uns tempos (que é como quem diz há mais de dois anos atrás), dispus-me a analisar a influência de um jogador como Falcao na manobra ofensiva da equipa, com particular ênfase na capacidade produtiva em campo e nos golos que aponta, pesado contra o número de golos apontados pela equipa nessa mesma temporada. Reaproveito esse trabalho e adiciono-lhe mais algumas temporadas para dar uma imagem mais adequada do que pode valer um rapaz como Jackson Martinez. Algumas conclusões interessantes:

  • Jackson tem um peso na equipa acima do que tinha Falcao, muito por culpa sua mas também pela ausência de um jogador como Hulk que não funciona como contra-balanceador dos golos apontados pelo colombiano. O mesmo sucede noutras épocas, com Domingos/Kostadinov/Timofte, Deco/Postiga, Lucho/Lisandro, entre outros.
  • As épocas de Jardel foram uma anormalidade estatística. Para aqueles valores poderem acontecer de uma forma recorrente só podem indicar uma de duas coisas: ou a equipa é muito defensiva e só o melhor jogador marca em contra-ataque…ou então o jogador é mesmo muito bom. Antes que comecem a pensar muito…a segunda opção é a verdadeira.
  • Em 1991/92, 2002/03 e 2005/06, o melhor marcador terminou com…13 golos. É um excelente exemplo da forma como um plantel nem sempre tem de depender de um ou dois homens para encostarem a bola na baliza.

Porta19 entrevista Juan Fernández (www.malagadechampions.com)

Chegado que está finalmente o jogo contra o Málaga, decidi regressar às investidas jornalísticas e escolhi um dos mais interessantes blogs afectos ao nosso adversário de amanhã, Málaga de Champions, gerido por Juan Fernández, que aceitou com amável simpatia responder às minhas perguntas, reciprocando com uma série de perguntas que respondi e que podem ler no site deles. A única alteração que houve no texto que recebi prende-se com a tradução da língua das respostas, que me foram enviadas em espanhol a meu pedido para evitar erros de tradução. Vamos lá então perceber como pensam os nossos adversários:

 

Porta19: O FC Porto está habituado a jogar contra equipas espanholas, mas esta é a primeira vez que jogaremos contra a vossa equipa. Achas que o Málaga é mais forte quando comparado com as outras equipas espanholas que defrontámos nos últimos anos (Villarreal, Atletico ou Sevilla, todos eles eliminados por nós)?

Juan Fernández: Claramente é mais forte tanto tacticamente como fisicamente, ainda que aquela equipa que talvez mais se assemelhe seja o Villarreal, já que temos um projecto parecido, com o mesmo treinador e uma filosofia similar.

Porta19: O Málaga classificou-se no primeiro lugar do seu grupo, à frente do Milan e do Zenit. É um resultado lógico pela qualidade da equipa ou houve alguma sorte à mistura?

Juan Fernández: Totalmente lógico, basta ver os resumos das partidas e as suas estatísticas para se perceber que o Málaga foi superior em toda a linha, apesar de ter havido momentos em que nos criaram perigo, mas isto é futebol e todos temos pontos mais fracos que outros.

Porta19: Que pode o FC Porto esperar quando visitar o La Rosaleda? Como vai ser a atmosfera dentro e fora do estádio?

Juan Fernández: O FC Porto vai fazer um partido de trabalho, mais defensivo do que está à espera, porque o Málaga joga um futebol tacticamente agressivo e a rodar a bola, o que causa um grande desgaste físico a nível defensivo. O Porto é uma equipa muito defensiva mas com uns contra-ataques muito fortes, letais. O ambiente/atmosfera será grandiosa porque é o primeiro ano do Málaga nesta competição e os malaguenhos ao escutar o hino da Champions…ficam felizes. É algo superior, caído do céu que todos partilhamos directamente para nós.

 

Porta19: Quem são os jogadores principais na equipa do Málaga este ano? Achas que as estrelas têm um papel importante na equipa ou os menos “galácticos” são mais importantes?

Juan Fernández: As estrelas principais são Isco e Joaquín, com estilos distintos mas juntos conseguem criar muitas ocasiões de perigo. Toulalan e Iturra são os jogadores que se encarregam de destruir, criando um muro muito bom no centro do terreno. Na defesa temos o experiente Demichelis, sempre seguro, será muito complicado superá-lo. Na baliza temos Willy Caballero, o actual Zamora (guarda-redes menos batido) da Liga Espanhola e todo ele é uma estrela, vai ser chamado à selecção argentina muito em breve.

Porta19: Conheces os jogadores do FC Porto? Quem te agrada e quem te assusta? Há algum jogador em particular que gostarias de ter no Málaga?

Juan Fernández: Claro, é a melhor equipa da Liga Portuguesa, com uma grande organização ofensiva e um plantel muito bom. O melhor de todos é Jackson Martinez, todo ele é matador e é o melhor marcador da equipa, para lá de criar muitas oportunidades de golo. Comprava-o já.

Porta19: O mercado de Inverno foi bom ou mau para o clube? As chegadas de Lugano, Antunes e Lucas serão sem dúvida mais entusiasmantes que a cedência de Buonanotte…

Juan Fernández: Pareciam más compras, de baixo investimento, mas agora que estão na Liga jogam a muito bom nível. Lucas está muito bem e o Antunes é um fenómeno, não nos arrependemos nada de o ter trazido. Lugano, por outro lado, tem de se entrosar ainda um pouco mais.

Porta19: Porque tens um site de apoio ao Málaga? Amor ao clube, intervenção online, o sonho da Champions ou simplesmente uma forma de organizar o clube de fãs?

Juan Fernández: Temo-lo por amor ao clube, desde que nascemos sentimos as cores azuis-e-brancas e por isso fazemos o que mais gostamos que é informar.


Obrigado mais uma vez ao Juan e ao resto da malta que trabalha no Málaga de Champions. Espero que gostem da nossa cidade quando cá estiverem amanhã…e que não se sintam demasiadamente tristes depois do inevitável 3 ou 4 a zero que vão levar no lombo. Yup, é isso.