Fonte de notícias



in fcporto.pt

Vá-se lá saber porquê, mas o comportamento repete-se e como já o fiz no passado (aqui e aqui, somando-se diversas sugestões que enviei, nenhuma delas merecendo sequer uma resposta), tenho de repetir a dose. As notícias do clube, que deveriam ser difundidas através de canais oficiais, aparecem espalhadas por toda a imprensa, menos no site oficial, a não ser uma nota enfiada pelo meio de uma banalíssima informação sobre o treino diário.
Esta situação é recorrente e não consta que vá deixar de o ser. No passado já tantos empréstimos, negócios, compras e vendas de jogadores, tudo anunciado nos jornais (sim, aqueles mesmos que são alvos de comunicados a desmentir essas mesmas notícias especulativas) em vez de aproveitarem aquele que é o meio ideal para anunciar novidades de uma forma oficial, em tempo real, directamente para a caixa de correio ou para o telemóvel de qualquer um. Ao mesmo tempo que vejo com agrado o uso dos blocos noticiosos na Porto Canal para pequenas reportagens sobre o nosso dia-a-dia, não posso deixar de mais uma vez apontar o dedo a uma falha enorme na comunicação do FC Porto. E não acredito que ninguém se tenha apercebido do que está a falhar, porque há pessoas competentes e de provas dadas à frente do departamento de comunicação, cujo director saberá mais que ninguém a urgência das notícias com fundamento claro, ele que trabalhou vários anos na Lusa.

A que se deve esta forma estranha de “falar” com os sócios? Será que as pessoas estão mais interessadas em entrar num site como o SomosPorto, que oferece bilhetes e apenas serve como um eyecandy engraçado mas que pouco traz de produtivo? É giro, sim senhor, mas um miúdo faz aquilo numa semana com algum talento, umas resmas de bilhetes, duas câmaras de filmar e uma cópia pirateada de qualquer software. O que falta e continua a faltar é a ligação ao associado e passa muito por estas pequenas coisas como um simples anúncio oficial que Christian Atsu foi emprestado ao Rio Ave até ao fim do ano, ou que Castro vai rodar novamente no Gijón, clube de média estatura da Liga BBVA, uma das melhores do Mundo. Numa era em que a comunicação é fácil e urge ser imediata e de fonte fidedigna, que melhor forma teremos de enviar a informação com rapidez e sem a latência inerente ao uso de intermediários que usar o site oficial para tal fim? Porque não falar dos nossos com o orgulho e o carinho de quem zela pelo que tem de bom, envolvendo os sócios cada vez mais no decorrer de um dia no seio do Dragão? Nestes pormenores é que se vê o gosto que as pessoas têm no que é seu e dos seus, e lamento dizê-lo mas a forma como o site oficial é gerido aproxima-se (já lá estará?) rapidamente de um formato empresarial, pouco ligado às pessoas e muito interessado apenas na loja, na alfinetada ao inimigo e quase nada na actualidade do clube do ponto de vista de quem mais interessa.

Pode-se fazer muito melhor. Basta haver empenho.

PS: Este texto foi enviado à redacção do fcporto.pt. Fico a aguardar resposta.

6 comentários

  1. Bom dia Jorge,

    Tens toda a razão no que escreves neste post.
    O site do nosso clube tem de melhorar em certos aspectos, nomeadamente nesse de dar destaque devido (às claras) dos atletas que são emprestados e mesmo dos que rescindiram.
    Eu tento andar a “catar” notícias aqui e ali para fazer uma lista de empréstimos e de jogadores que rescindiram.
    Toda essa informação devia estar acessível no site oficial. Também no que toca às modalidades o site é um pouco “pobre”. Por vezes sabe-se que ganhamos algo no bilhar, natação ou desporto adaptado, só dias após o acontecimento. Também aqui tento por canais não oficiais do clube saber informações.

    Penso que não seja difícil implementar as melhorias … haja é vontade.

    Abraço e boa semana

    Paulo

  2. Muito bem. Assino por baixo, com toda a convicção e reforçando a componente de que falava o MST no artigo àcerca do Libras Boas: – os únicos que somos fiéis, somos nós os adeptos. Haja um pouquinho mais de respeito; parece que só servimos como número…
    (Talvez o que pagamos todos estes anos não dê para uma unha encravada do Falcao, mas deu para o pé que estava mais à mão do João Pinto, ou para as chuteiras do Cebola…)

  3. Entendo o ‘desabafo’ Jorge e concordo…quanto mais não seja uma pequena nota no site do clube a informar que os jogadores foram emprestados era necessária.

    No entanto ainda anteontem o empréstimo do Castro foi noticiado no ‘Flash Porto’ e até mostraram algumas declarações do jogador. E se a isto juntarmos as imagens exclusivas da chegada do Mangala, Defour e Alex Sandro Sandro, bem como da assinatura de contrato dos dois primeiros, parece-me justo reconhecer que estamos no bom caminho.

    è que não ajuda que o site do clube seja gerido por uma empresa que não tem nada a ver com o FC Porto. Uma situação a rever, sem dúvida.

  4. Completamnete de acordo. O site não funciona bem e tem de funcionar. Espero que a partir de janeiro, mês em que o Porto Canal passa a funcionar, espero, em pleno, seja possível também dar uma volta ao texto do site. Há acordos que é preciso respeitar, mas temos de os sensibilizar que assim não dá ou melhoram e acompanham a grandeza do clube…

    Abraço

  5. Grande Jorge,

    Esse medo da SAD à verdade é antigo e segue bem a tradição directiva de um clube que esconde tanto como o que mostra aos sócios, cada vez mais menosprezados e deixados de lado.

    É impensável, a estas alturas, que decisões tão simples como empréstimos sejam ditas à boca pequena, sem o devido destaque, especialmente quando até falamos de um internacional A e duas promessas do clube que fizeram a pré-temporada junto à equipa principal. Não faz qualquer sentido que o adepto comum se sente um dia a ver o Rio Ave e descubra o Christian sem entender bem o que este anda para ali a fazer. E como isso tantos outros exemplos.

    O FCP tem uma estrutura desportiva excelente mas continua a ser um clube muito pouco profissional na área da comunicação!

    um abraço

Deixar uma resposta