A homenagem a D.Fernando, o Polvo

Há alguns anos que reclamamos consistentemente com este fulano, por uma enormidade de razões:

  • Porque não sai com a bola controlada como deve
  • Porque só sabe fazer aquilo que mostra
  • Porque o FC Porto precisa de um trinco que seja um bocado melhor que ele
  • Porque já o devíamos ter vendido ao Lyon e agora nunca mais cá aparece ningúem a oferecer o que o Aulas na altura nos atirou para a frente
  • Porque há tantos outros jogadores que controlam melhor a bola
  • Porque não joga bem de cabeça
  • Porque às vezes se põe a brincar com a bola à entrada da área
  • Porque não dá o apoio ofensivo aos colegas do meio-campo
  • Porque hesita em demasia quando recebe a bola dos centrais
Já o critiquei muitas vezes por alguns destes motivos e outros que agora não me estão a surgir na mioleira. Mas o que é certo é que Fernando Reges, com o 25 nas costas, tem sido o elemento mais consistente na nossa equipa (talvez até no plantel) desde há muito tempo e sinto que por vezes não dou o valor que devia a um rapaz que apareceu em 2007, fez a pré-época com a equipa e foi despachado para a Amadora onde cresceu, evoluiu e chegou ao plantel no Verão de 2008 para nunca mais de lá sair. Fernando já teve bons e maus momentos no FC Porto, os altos e baixos que são expectáveis de qualquer profissional de futebol numa equipa de topo. Foi vilificado no final do ano passado e chegou a dizer que gostava de sair, na final da Taça contra o Guimarães. Não aconteceu e Fernando regressou à equipa, tirando o lugar a Souza que tinha iniciado a época na sua posição para rapidamente reassumir o posto como o trinco incontestável da equipa. Humilde, continuou a trabalhar como sempre e mostra em todos os jogos que é uma peça fundamental na equipa.
É um profissional sério e competente, por muito que por vezes falhe, como todos nós falhamos. Mas é um exemplo de esforço e dedicação que deveria ser bem recompensado, pela instituição mas também pelos adeptos que, e aproveito para fazer o mea-culpa, muitas vezes temos uma perspectiva demasiado exigente do que queremos para a nossa equipa e nos esquecemos que o mundo não está propriamente repleto de Essiens.
Os meus parabéns, rapaz. Sabes o que vales e vales pelo que jogas.

10 comentários

  1. Completamente de acordo.
    O Polvo está enorme e incansável.
    Os adeptos adoram fintas e magia e por vezes não compreendem a importância de um jogador com as qualidades do Fernando.
    Quando a magia não aparece, os jogos são ganhos com raça e vontade de vencer.
    Deixo aqui 2 vídeos do enorme Fernando, para os mais desatentos:

    http://www.youtube.com/watch?v=dkaqXlnWLrs

    Força Porto, estamos de volta, e o nosso destino é vencer

  2. completamente de acordo
    Fernando vale muito… o papel de médio defensivo é ingrato não só tem de acudir a toda a defesa nas dobras como tem de controlar o meio campo e ainda por cima atacar… ele é 1 só e na minha opinião os outros dois membros do meio campo juntamente com um lateral bastam para atacar… o facto de o Fernando não subir tanto como a maioria deseja só é empolado por não termos um 10 mas sim dois 8’s ou alguém reclamava que o costinha só sabia defender quando tínhamos o deco?

  3. Boas para todos. Bela homenagem aqui prestada ao nosso polvo, ha meses que eu venho repetindo estas frases. Mas entao, o Helton nunca falhou? o Moutinho nunca falhou? o Hulk nunca falhou? Em nada estranhei da sua vontade em deixar o clube, todos nòs fazeriamos o mesmo, simplesmente ao testemunhar o nosso desrespeito para com sua dedicaçao à camisola. Fernando é e sera uma pérola somente justiciada no dia em que nos deixar. Força Fernando, de Azul e Branco seras sempre o maior.

    1. caro amigo, as minhas desculpas por só agora moderar o comentário mas foi parar à caixa de spam, vá-se lá saber porquê…

      um abraço e parabéns pela visão crítica mas correcta sobre o nosso clube,
      Jorge

  4. Concordo que a homenagem é justíssima; ao Helton sabemos perdoar um deslize ou outro porque ele é enorme a maior parte do tempo, mas principalmente porque criou empatia com os adeptos. O Fernando como é tímido e parco de gestos e palavras – só falou para o mandarem calar – não conseguiu criar essa onda com os adeptos.E, em muitos jogos é enorme. E anónimo. Aliás, no tempo em que ganhou a alcunha de polvo, foi bastante endeusado – na tal altura da venda – depois, como quis ir embora, passou a ser um traste. O que melhor se pode dizer sobre o Fernando foi que logo fez esquecer o “pesetero” PA (que é feito do pesetero?) que toda a gente achava que era insubstituível.
    E. depois temos de ter consciência que se ele nos passes fosse um Moutinho, e nos remates um Lucho já não estava cá há muito!…

  5. Estou totalmente de acordo,nós os adeptos muitas vezes somos injustos,eu também reconheço que fui injusto com ele, nas horas de aflição é que damos valor a esses atletas,que não sendo craques são os carregadores de piano que as equipas precisam,por isso vivam os Fernandos que têm passado pelo nosso clube,e que têm ajudado nas conquistas de tantos e tantos trofeus!
    Manuel Moutinho

  6. Caros Portistas,

    É verdade sim senhor, justiça seja feita, grande atitude deste ainda jovem mas com uma maturidade que muitos mais velhos não têm e deviam ter, há que pôr os olhos neste brilhante exemplo, FORÇA GRANDE FERNANDO.
    Parabéns pelo seu blog do qual gosto muito e parabéns por esta merecida homenagem.
    F.C.PORTO MAIS QUE UM CLUBE, UMA NAÇÃO!

    Rui Ribeiro

    1. não é tecnicamente genial, não marca golos, não faz passes a rasgar. mas está sempre lá, ao contrário de tantos outros que oscilam tanto.

      tenho muita esperança no James mas ainda vai precisar de trabalhar e aprender…dar valentes cabeçadas na parede, como todos nós…

      hoje em dia só há cinco titulares no FC Porto: helton, álvaro, moutinho, hulk…e fernando. o resto vai rodando à medida das necessidades.

      um abraço,
      Jorge

Deixar uma resposta