É simples ou sou eu que estou a ser ingénuo?

Olhem para esta tabela, retirada do estudo da Futebol Finance sobre as audiências dos três grandes desde 2008 até 2011, e respondam-me a duas perguntinhas:

  • “É de mim ou o provinciano FC Porto, com os seus adeptos bairristas e apenas localizados na zona do Grande Porto, dogma que tanto cronista insiste em propagar, consegue mais audiências médias que o Sporting e quase tantas como o Benfica?”
  • “Imaginem que sou um orangotango autista e surdo. Conseguem convencer-me que os mais de 1,2 milhões de espectadores que em média estão colados à têvê a ver os moços de azul-e-branco não são adeptos de outros clubes que estão à espera de uma derrota nossa mas que se tratam de facto de sócios, simpatizantes e adeptos do FC Porto?”

A resposta à primeira pergunta é fácil. Não é de mim. É da Marktest. E se tiverem dúvidas que usei “bairrista” e “provinciano” em tom irónico, leiam este artigo do Jorge Fiel. Sim, se estavam com dúvidas, isto é escrever bem.

A resposta à segunda? Guardem-na num cofre. Nunca sabemos quando vamos precisar de dar uma bofetada de luva branca. Ou azul-e-branca, neste caso.

Leitura para (mais) um sábado chuvoso

Já não sei se chove ou não, o tempo hoje em dia está mais incerto que a voz do Ricardo, mas ainda assim ficam algumas sugestões. Se ficarem por casa, é no pêcê ou no méque. Fora, podem usar o aipéde, o aifoune ou até um belo ibuqueríder. Que estupidez, Jorge. Vamos a isso:

  • Para perceber melhor o impacto da vitória do Borússia Dortmund na Bundesliga, o Miguel explica tudo direitinho no Em Jogo;
  • Este pequeno post do Briosa está, como de costume, simples, directo e sarcástico;
  • E estatísticas? Isso agora é só ir ao Futebol Finance para ver os dados sobre os números de fãs dos principais clubes no Facebook;
  • Um adepto dos Spurs questiona-se sobre a validade de tentarem vir à Invicta buscar Villas-Boas. A ler no Vital Spurs (obrigado, sôtôr);
  • A UEFA continua a descobrir novas e extremamente excitantes estatísticas sobre a final da Europa League entre FC Porto e SC Braga;
  • Para terminar em grande, reparem no golpe deste fulano do Cazaquistão. Very niiiiice! Ah, e o gajo foi irradiado do futebol. Não se chama Patrick e não joga no Leiria, é o problema dele…