Ouve lá ó Mister – Guimarães

Camarada Sérgio,

Último jogo de uma época que já vai longa e só não será ainda mais longa por causa de uma parvoíce de um jogo em Alvalade onde deixaste as coisas andar até ao ponto em que ficaram FUBAR. E esse talvez tenha sido o teu grande erro (na minha humilde, humilde opinião) da temporada, o que não é nada mau para a primeira que fazes c’a gente. E como tal, vamos acabar isto bem, certo? Certo.

Não me preocupam os recordes, sabes? Quero lá saber se estás à procura de chegar ao número máximo de pontos que conseguimos numa época, se estás a tentar equilibrar setecentos palitos na testa ou se o Marega ainda pode ser o melhor marcador se num único jogo conseguir marcar o dobro dos golos que fez ao longo da época. Todos esses objectivos entram para o “nice to have”, mas nunca um must. O “must” já conseguiste e o caneco é nosso. O resto, rapaz, se der, fixe, se não ser, fixe na mesma. Dá uma oportunidade aos guarda-redes para poderem também ser campeões como o resto dos colegas, eles que trabalharam bem ao longo da época. Chama um ou outro B para compor o ramalhete. Manda o Dembelé para aquecimento só para o gajo se divertir. Acima de tudo isso, divirtam-se, joguem à bola descansados e depois voltem para os Aliados e para a Câmara que acho que vão ter algum povo à vossa espera.

Just…just have fun. Fizeram por merecê-lo.

Sou quem sabes,
Jorge

Ouve lá ó Mister – Feirense

Camarada Sérgio,

Em primeiro lugar, os meus parabéns, rapaz. Pegaste numa equipa retalhada, cheia de gajos que muitos achavam descartados e conseguiste ser campeão à primeira tentativa. Marcaste o teu estilo, impuseste as tuas regras, cometeste erros e corrigiste-os com cara séria, fechada, tantas vezes com um foco férreo e uma motivação impossível de quebrar. Foste o líder que precisávamos, com os jogadores que precisávamos e com a atitude que, oh God, a atitude que nos faltava. Foste melhor, fomos melhores, somos melhores e somos campeões. Obrigado, puto.

Hoje? Há jogo, ma non troppo. Joga para ganhar, como sempre, até porque o Feirense ainda está na luta e merece ser respeitado, mas quando entrares no relvado olha à tua volta e vê o povo que te adora. Hoje, pelo menos.

Parabéns, campeão!

Sou quem sabes,
Jorge

Ouve lá ó Mister – Marítimo

Camarada Sérgio,

Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up. Don’t fuck this up.

Please. Don’t fuck this up.

Sou quem sabes,
Jorge

Ouve lá ó Mister – Setúbal

Camarada Sérgio,

O Setúbal.
O Setúbal, no Dragão.
O Setúbal, no Dragão, no ano passado.
O Setúbal, no Dragão, no ano passado, tirou-nos pontos.
O Setúbal, no Dragão, no ano passado, tirou-nos pontos e lixou-nos o campeonato.

Não deixes que isso aconteça de novo.

Sou quem sabes,
Jorge

Ouve lá ó Mister – Sporting

Camarada Sérgio,

Ufa, meu estupor. U. FA! Limparam a imagem, sim senhor, deram razão aqui ao menino quando disse que o mais importante era pensar que íamos ganhar na Luz e se o teu capitão nos salvou o couro a todos e nos conseguiu dar o campeonato, juro que sou o primeiro a pagar-lhe uma rodada de finos que só acaba quando ele disser! E a ti, sim, caramba. E ao Marega, pronto, mas acaba aí que o Marega tem corpanzil para beber mais do que eu posso pagar. Mas…ainda não acabou e hoje a história é diferente.

Quantos jogos já fizemos contra estes moços? Este é o quinto do ano, certo? Dois para o campeonato, um para a Taça da Liga e um para esta Taça. E perdemos quantos? Exacto, mas esse não é tecnicamente uma derrota porque perdemos em penalties. Ou seja, temos duas vitórias e dois empates. Belo. E qualquer um desses resultados me serve, nem sei se perder por um golo chega se marcarmos fora, mas nem quero pensar nisso. Quero que ganhes o jogo e quero acima de tudo que não comeces a poupar e a rodar jogadores. Se quiseres manter a coisa do guarda-redes suplente jogar nestes jogos, fine with me e siga o Vaná para a baliza, não me esqueço que o Fabiano fez um jogão em Alvalade aqui há uns anos e safou a equipa de perder. Empatámos o jogo e se acontecer o mesmo hoje, vá, menos mal. Mas aponta para a vitória e faz com que o Sporting se foque no campeonato e chegue ao jogo contra o Benfica com toda a garra que faça com que lhes roube pontinhos. Ou “pontinho”, pronto, já me chegava!

Oupa lá com isso que quero ir ao Jamor comer e beber. What? Vai estar calor, vai!

Sou quem sabes,
Jorge