Baías e Baronis – FCP vs Dínamo Bucareste


Um jogo morníssimo, com uma primeira parte jeitosa e uma segunda parte que só não deu para dormir porque estava no paleio com o meu pai e deu para um gajo se manter acordado…enfim, vamos aos B&Bs:

BAÍAS
(+) A primeira parte teve alguns momentos interessantes, de boa rotação de bola e ataque bem organizado.
(+) Varela. Já não me lembro de ver um extremo do FC Porto que pega na bola e vai em força e velocidade para cima dos defesas que lhe aparecem à frente. Apesar de um pouco limitado tecnicamente, compensa com empenho, velocidade e sentido prático. Espera-se que confirme as credenciais durante a época.
(+) Belluschi parece que não está no jogo até que se lembra de fazer um ou dois passes muito bons e surge como criador da equipa. Tacticamente ainda não está adaptado, o que leva o seu tempo, mas vê-se que podemos ter aqui uma mais-valia importante.
(+) Álvaro Pereira parece ser um bom substituto de Cissokho. Falta-lhe poder físico (há poucos que se possam equiparar ao Aly nesse campo) mas cruza bem e parece estar em boa forma. Por vezes creio que se deixa cair demais nas fintas do adversário, há que rever esse aspecto.
BARONIS
(-) A segunda parte. Estes jogos amigáveis são para treinador ver, não para adepto, só servem para matar a fominha de bola para nós que já não víamos a equipa há uns meses. Mas que foi uma valente seca, lá isso…
(-) A constante e excessiva agressividade que os jogadores adversários colocam em campo para travar Hulk é um exagero. E os árbitros, até agora, têm sido muito permissivos, resta saber se o vão continuar a ser quando começar a época a sério. Porque o rapaz vai continuar a levar, não tenho dúvida.
(-) Fucile continua muito displicente. Aposto que alguém durante as férias lhe disse: “Mira, hombre, porque no sales de la defensa y intentas driblas todos los jugadores que encontres en tu frente? Yes you can!”…e não sai disto.
Venha o Paços em Aveiro. Devo ir lá ver o jogo se os bilhetes não forem muito caros. A ver vamos.

Deixar uma resposta