Baías e Baronis – CSKA Sófia vs FC Porto

Foto retirada do MaisFutebol

A primeira ideia que me surgiu depois do jogo foi que tínhamos tido mesmo muita sorte no sorteio da Europa League. Esta equipa do CSKA é exemplo disso, muito à imagem do que tínhamos visto aqui há umas semanas contra o Rapid Viena, um conjunto fraquinho com pouco saber e bastante agressividade, que acabou por nos causar alguns problemas graças ao inexplicável abrandamento do ritmo da primeira para a segunda parte. Villas-Boas tirou as razões aos críticos que lhe apontaram o dedo quando deu a Otamenti a titularidade retirando Maicon no jogo frente ao Olhanense e tivemos sorte em não sofrer um empate que, convenhamos, seria pouco menos que escandaloso. To the notes:

(+) Hulk Apanhou pancada toda a primeira parte. Uma assistência (Hossana! Hossana! O Hulk no ano passado não era capaz de nada disto! Hossana!) e um remate perigoso não parecem muito, mas foi enquanto esteve em campo que a equipa mais produziu, mais atacou e foi mais perigosa. Varela entrou e quase não se viu…

(+) Falcao Marcou um golo à ponta-de-lança e merecia ter marcado pelo menos mais um. Algo desapoiado no centro do ataque porque as bolas chegavam tão depressa às alas que quando os extremos queriam colocar no meio, apanhavam o colombiano com 3 ou 4 búlgaros à volta dele e o meio-campo estava ainda 20 ou 30 metros atrás.

(+) Cristian Rodriguez Pouco produtivo mas esforçadíssimo. Correu todo o jogo a pressionar os adversários, a tentar procurar espaços que raramente encontrou e a cruzar para a entrada da área em diagonais simples mas que baralharam o adversário. Gostei, e teria gostado mais se conseguisse passar por um adversário em drible. Por favor, Cebola, prova que estou errado quando digo que és um dos únicos extremos do mundo que não consegue fintar o adversário directo!

(-) Defesa. Toda a defesa. Não sofremos golos. Quem não viu o jogo e olhar para o resultado, é essa a conclusão que tira. Mas quem assistiu ao jogo pela TV, como eu, apanhou vários sustos durante o jogo. A fraca coordenação é compreensível para o primeiro jogo no caso de Otamendi e Maicon, mas é indesculpável para Álvaro Pereira que é claramente o jogador em pior forma na equipa titular. Maicon teve pelo menos 3 falhas graves no centro da defesa e desconfio se a sua confiança não terá abanado por ter sido preterido em função de Rolando no passado sábado. Espero que não, mas não gostei. Sapunaru e Álvaro continuam a jogar muito por dentro, demasiado perto dos centrais, perdendo largura e dando muito espaço aos extremos contrários.

(-) Jogo directo O que me custou mais neste jogo, particularmente na penosa segunda-parte, foi a forma como jogamos de uma forma quase directa da defesa para a frente durante boa parte do jogo. Com o meio-campo talentoso que temos, Moutinho e Belluschi quase que se apagaram perante as contínuas parvoíces de Álvaro e Sapunaru que insistiam em enviar a bola ao longo da linha para Hulk ou Rodríguez, passando por cima em vez de o fazer com a bola na relva. No início da segunda parte, quando o CSKA começou a tentar subir…nós descemos, inexplicavelmente. Com um futebol que não metia medo a ninguém, o FC Porto começou lentamente a recuar e a abrir espaços que não são admissíveis. No final do jogo voltamos ao futebol de toque curto, de posse de bola, de rotação do meio-campo e a manter o adversário a correr atrás da bichinha. Custava muito terem feito isso o resto do tempo?!

Mais que a vitória, ao ver o que de facto valia a equipa do CSKA, exigia-se uma vitória com mais golos. Acabou por não aparecer mais que um e sinto que ficou uma oportunidade perdida para facturar mais alguns e, dando descanso à equipa, experimentar mais uma ou duas nuances tácticas para adepto e treinador verem. Gostei de ver Walter a entrar de novo, a ganhar forma e entrosamento, mas gostava de ter visto James. Some other time, right?

20 comentários

  1. Na minha opinião o Cristian Rodriguez foi dos piores.
    João Moutinho mais uma vez em grande.
    Souza a disfarçar completamente a saida de Fernando que está em grande forma.
    Alvaro Pereira está em baixo de forma.
    Sapunaru não merece jogar em vez do Fucile.
    Gostei de Otamendi, tem bastante potencial.
    Belucci não me convence, deve estar a jogar para ser vendido este ano, e acho que o Ruben Micael vai lhe tirar o lugar mais tarde ou mais cedo.

    No geral o Porto está a jogar bastante bem, como já não via á muito tempo.

    Força Porto!

  2. Amigo Portista, realmente acho que valeu o resultado sem dúvida uma vitória é sempre de louvar mal era. Mas a exibição poderia ser muito melhor, aliás esta temporada, já o praticamos o que aconteceu, desaprendemos? Ou está tudo bem assim?

    Cumprimentos,
    ultrasfcportomatosinhos

  3. Depois de um início de partida surpreendente, por parte dos búlgaros, que subidos no terreno, tentavam perturbar as saídas para o ataque do conjunto azul e branco e que durou pouco tempo, cerca de 5 minutos, o F.C.Porto tomou conta do jogo e jogando um futebol bonito, a toda a largura do campo, dominou, pressionou, marcou e podia ter chegado ao intervalo com uma vantagem mais dilatada, se na hora da finalização, não houvesse tanta precipitação, tanta sofreguidão e fossem escolhidas as melhores opções para fazer golo.
    Foi, em resumo, uma primeira-parte de qualidade da equipa portista, um Porto do melhor e que não deixou o adversário colocar o pé em ramo verde. Não tiveram os jogadores do país de leste, nenhuma oportunidade de golo e isso diz tudo sobre o domínio e a exibição da equipa de André Villas-Boas.

    Parecia, no início da segunda-metade, que o F.C.Porto vinha apostado em repetir o que de bom tinha feito na primeira e "matar" o jogo rapidamente, o que podia ter acontecido em duas boas possibilidades, uma por Falcao e outra por Rodríguez. Mas não foi assim: a partir dos 10 minutos, a equipa portista começou a pensar em Guimarães, abrandou, deixou de ser tão pressionante, teve algumas desconcentrações e podia ter sofrido um golo, o que pela qualidade do seu jogo e superioridade que tinha exercido, seria muito injusto.

    Concluindo: mais uma vitória, a 11ª, justa, indiscutível, fruto de uma exibição muito boa na primeira-parte e início da segunda. Depois foi controlar e poupar, com as saídas de Hulk, Falcao e Belluschi.
    2 jogos, 6 pontos e um pé na fase seguinte. Falta apenas um exame para a conclusão do 2º ciclo, não vai ser fácil, mas esta equipa está cada vez melhor, mais personalizada, mais competente, tem treinador e tem jogadores, para continuar em grande.

    Como a exibição valeu pelo colectivo e não vi nenhum destaque particular, vou apenas falar de Souza – estreia a trinco -, Otamendi e Falcao.
    Começando pelo marcador do golo: hoje sim, gostei do colombiano. Activo, a jogar simples, procurando a baliza, mas com discernimento, R.Falcao juntou ao golo, uma qualidade que tinha andado afastada. É, os avançados, quando marcam, parecem outros…
    Otamendi: gostei muito mais hoje que frente ao Olhanense. Um central que joga à direita, à esquerda, com Rolando ou com Maicon e mostra qualidade. Com o argentino não há aquelas "paneleirices" que não se adapta ao parceiro, joga melhor sobre um lado ou sobre o outro… Quando se tem categoria, mostra-se logo e ponto final.
    Souza: se alguém ainda tinha dúvidas da qualidade de jovem brasileiro, elas hoje ficaram dissipadas. Sempre bem colocado, sempre a dar linhas de passe, nunca se perturbando com a pressão e sabendo sair dela, este jovem, vai longe e é uma aquisição fantástica.

    Um abraço

  4. Bom dia,

    Ontem apenas vi os últimos 15 minutos da 1ª. parte e a 2ª. parte.

    Pelo que vi, o FC Porto teve sempre o jogo na mão, e não fosse alguma infelicidade na concretização poderia ter vencido por mais golos.

    O nosso meio campo dominou e controlou o jogo.
    João Moutinho cada vez mais é o patrão do meio-campo, acelera ou trava o jogo quando assim tem de ser.

    Deixa me contente verificar que Villas Boas tem ali uns 15 jogadores sempre aptos a dar o contributo, sem que a equipa perca qualidade e competência competitiva.

    Rodriguez, Souza, Ruben e Fucile sem serem titulares indiscutíveis são um garante de soluções, e que permitem a rotatividade do plantel.

    Além destes, Villas Boas já começa a tentar ganhar ali um 3º. central para algum imprevisto, o que é necessário face à longa época que se avizinha.

    Ainda há que contar com Guarin, que ontem surpreendeu … nem parecia que vinha de uma lesão. Muito forte e audaz na disputa de bola, entrou muito bem no jogo.

    O único aspecto que me deixa apreensivo neste plantel, é o facto de Walter ainda não se ter afirmado como alternativa a Falcao. Entra sempre muito lento no jogo, ainda não se adaptou ao futebol europeu, e por vezes parece perdido na frente de ataque.

    Voltando ao jogo, partir de meio da segunda parte, Villas Boas a pensar na deslocação difícil a Guimarães, optou por fazer descansar os jogadores.

    Foi uma vitória importante rumo ao apuramento.

    Abraço

    Paulo

    pronunciadodragao.blogspot.com

  5. Confesso que esperava um pedaço mais da exibição do FC Porto.

    Depois de meia dúzia de minutos de arreganho búlgaro, a equipa tomou conta do jogo e pareceu indicar estar disposta a construir um resultado volumoso. O golo conseguido cedo e a fragilidade patenteada pelo adversário, sempre que os Dragões aceleravam o ritmo, mais disso me convenceram. Era evidente a diferença de andamento entre as duas equipas.

    Contudo, o jogo, principalmente na segunda parte, tirando alguns fogachos com desperdício de boas oportunidades, descambou inexplicavelmente para a mediocridade, para os erros defensivos que só por falta de classe alheia não nos foram fatais, determinando uma exibição cinzenta onde apenas se salva o resultado.

    Entendo que este grupo de trabalho tem a obrigação de juntar aos excelentes resultados, espectáculos de melhor qualidade.

    Gostei da vitória, já da exibição…

    Um abraço

  6. @ultra: espero que não…mas ainda é cedo e o jogo de ontem teve algumas atenuantes, especialmente no centro da defesa.

    vamos esperar que as exibições sejam mais constantes. que remédio! :)

    abraço

  7. @Carlos: não concordo. o rodríguez lutou muito e mostrou que pode ser alternativa. o problema é que lhe falta em talento o que tem a mais em esforço :)

  8. Saudações…
    Já que o porta19 foi ao porta10A comentar, temos todo o gosto em aqui vir. Assumidamente leões, eu e MS, gostamos acima de tudo de discutir e comentar futebol, portanto assim o faremos. Ontem jogaram o suficiente, não massacrem os homens. Os outros nem cócegas vos fizeram. Hulk continua acima em termos de forma, Beluschi manda no meio campo (o primeiro que vejo como substituto de Lucho como patrão do meio campo) e Falcão mortal como sempre. Penso que quer vocês quer o SCP tem um pé no apuramento, sendo que preferencialmente passamos os dois em primeir para não haver hipóteses de nos encontrarmos. Esta semana se não fossemos nós a prestação europeia era fabulosa, já que o Braga ainda não tem andamento e os outros ali do estádio com os tubos em cima em frente ao Colombo, que iam ganhar a Champions, ainda não molharam a sopa…

    Saudações Leoninas
    ..João Ramos..

  9. @Porta10A: isto o que um gajo quer é Portas amigas. quando criei o blog nem conhecia o vosso e depois apercebi-me que podia ser considerado um plagiador. assim como o Benfica a tentar criar um neo-Mantorras biónico, pronto.

    quanto ao jogo de ontem, queremos sempre mais e melhor. sabemos que a equipa pode render mais e acima de tudo ter exibições mais constantes durante os 90+x minutos.

    o teu Sporting ontem já mostrou boas coisas…será que em Aveiro o PS vai mudar a equipa toda outra vez? ;)

    um abraço e espero que continuem a visitar aqui o burgo,
    Jorge

  10. "Por favor, Cebola, prova que estou errado quando digo que és um dos únicos extremos do mundo que não consegue fintar o adversário directo!"

    É verdade, mas ele não é extremo Jorge!

    O Rodríguez tem vindo a ser uma vítima do 4-3-3, principalmente do Jesualdo, porque agora com o AVB parece-me que jogamos de uma forma bastante híbrida, quase não dá para perceber que táctica é..

    Quanto a mim, o Rodríguez não é extremo, mas sim médio-ala.

    Abraço!

  11. Caros,
    O outro mentor da Porta 10A também entrou pela vossa 19 e desde já vos dá os parabéns por um blog bem construido e com um bonito visual… digamos ' à Nike '…

    Será um prazer vir comentar os vossos posts e proezas, assim como dar uma alfinetada de quando em vez. Da mesma forma, a Porta 10A fica aberta para entrarem no reino do leão.

    Já agora, já estão no nosso blogroll

    Saudações desportivas

  12. @André: até pode nem ser, mas é aí que tem de jogar. temos jogados com os alas/extremos muito colados à linha e realmente o Cebola não consegue o mesmo rendimento que teve no Benfica, onde fazia bem mais diagonais e jogava mais perto da área. o problema é que está a demorar muito tempo (com alguns azares à mistura) para se adaptar…

    @porta10a: visual "à Nike" é curioso, não consigo ver a relação mas um gajo tem de vestir a camisola! podes contar com visitas minhas à tua porta, e as alfinetadas aceitam-se com agrado, desde que sejam correctas e de bom gosto :)
    o Porta10A está também na minha lista de blogs de clubes lusos. sharing the wealth, dude!
    um abraço!

  13. @Jorge: Se me pagassem o que pagam ao Rodriguez podes acreditar que era mais esforçado do que ele e o Mariano juntos… o problema é a qualidade.
    Na primeira época ao serviço do Porto o Rodriguez esteve bem, mas depois tem vindo a ter alguns azares, e nesta época ainda não mostrou ter qualidade para entrar no plantel. Anda perdido, não consegue ganhar um lance individual, apesar de correr imenso. Estranhei por isso que seja considerado Baía em desprimor de por exemplo Moutinho.

  14. Mais um jogo dominado, se bem que com uma ou duas faltas de atenção na quarta parte do encontro.
    Vamos ver como corre a dupla jornada frente ao Besiktas, mas conseguir duas vitórias deixaria-nos num primeiro lugar óptimo e o consequente apuramento para a próxima fase.
    Agora é derrotar o Guimarães e aumentar a vantagem na liga.
    Um abraço.

  15. @joshua: há que saudar as novas visitas, então no Norte não é suposto sermos bons anfitriões? :)

    @Carlos: é possível que eu seja mais permissivo que a maioria dos adeptos, mas continuo a acreditar no Rodriguez. acho que me revejo um bocado nele quando jogo futebol: esforço-me muito mas raramente sai alguma coisa de jeito…

  16. Somos do Norte e naturalmente ninguém recebe melhor que nós, Jorge, é verdade! Fui, por teu intermédio, a O Dragão Crónico: belo blogue! Cá dos nossos.

  17. NOTA: Subscrevo inteiramente o modo como recebeste/recebemos o João Ramos, do Porta10A, claro. Só poderia ser fraternalmente, conforme também merecemos ser recebidos por eles.

    Por razões profissionais, fiz um grande amigo entre a claque leonina: nunca poderei esquecer o calor humano da boa gente da Parede a que ele pertence, onde nasceu e cresceu. Temos afinidades naturais e mai' nada.

    Abraço!

  18. é verdade sim senhor. e devo dizer que indirectamente tive alguma parte no seu arranque, já que é de um amigo que me via a escrever já há algum tempo e com quem comento habitualmente as desventuras do nosso clube. sentiu-se inspirado e arrancou o dele (o animal) e tem todo o meu apoio, como é evidente! aqui não pode haver rivalidades! :)

  19. Pelo contrário, isto nós complementamo-nos e enriquecemo-nos formulando perspectivas mais globais sobre o que nos interessa: o sucesso absoluto dos nossos. O Porta 19 é excelente. O Dragão Crónico é excelente: complementam-se porque têm qualidade. E há guerras que nos merecem todas as armas, como bem sabes, Jorge.

    Se alguns jogadores, quem sabe?, forem nossos leitores, não perdem nada: dado o rigor das tuas análises e das de outros apaixonados pelo nosso clube, podem até sair acrescidamente espicaçados.

    Aquele Abraço!

Deixar uma resposta