Um exemplo do que é gostar de futebol

Este senhor acaba de ultrapassar o Málaga na segunda mão dos quartos de final da Champions’ League 2012/2013, com uma vitória arrancada aos pentelhos de Lúcifer. E esta flash-interview representa tudo o que me fascina no futebol, a emoção depois de uma conquista difícil, dura, suada e na altura improvável. É alegria pura, não-filtrada, destilada directamente da cabeça de um homem que viveu o jogo como se estivesse dentro de campo.

Sou um lírico do caralho, é verdade, mas ainda que Jurgen Klopp acabe por ser uma nota de rodapé no futuro do futebol europeu, já me conquistou. Parabéns, pá.