O regresso de Rámes

© desporto.sapo.pt

Ontem, talvez por apenas ter visto o jogo enquanto jantava com amigos, não me apercebi da influência que James teve no fluxo de jogo na segunda parte. Hoje revi os 45 minutos em que o rapaz entrou e realmente percebi que valeu a pena. Foi rápido, eficiente, com bons passes (incluindo a assistência para o primeiro golo de Falcao) e uma liberdade bastante mais evidente quando se encontrava na zona central do que tínhamos visto na ala.

Parece-me que o rapaz gosta mais de jogar ao meio (como fazia na Argentina) e mostrou mais num jogo do que tinha feito em vários jogos em que jogou colado ao flanco. Pode ser uma excelente alternativa para um modelo que fortaleça mais o centro do terreno com dois avançados móveis em vez de um central e dois abertos nas alas. Com a baixa de forma de Varela, podemos ter aqui uma forma de Villas-Boas contornar o problema.

Bem-vindo de volta, James. E desculpa a falha, se voltares a fazer o mesmo não me vou esquecer de ti.

6 comentários

  1. Caros portistas, o jogo de ontem foi deveras difícil pelo menos até aos 67’minutos pois a equipa da casa causou extremas dificuldades, mas não há nada que um bom e regressado avançado não resolva, e após uma larga ausência Falcão bisou e muito bem, Beluschi não decepcionou e fez um magnifico golo, conclusão mediante as dificuldades vencemos num terreno difícil com uma grande exibição.
    Cumprimentos,
    Webmaster
    http://www.ultrasfcporto.com

  2. Caros portistas, o jogo de ontem foi deveras difícil pelo menos até aos 67’minutos pois a equipa da casa causou extremas dificuldades, mas não há nada que um bom e regressado avançado não resolva, e após uma larga ausência Falcão bisou e muito bem, Beluschi não decepcionou e fez um magnifico golo, conclusão mediante as dificuldades vencemos num terreno difícil com uma grande exibição.
    Cumprimentos,
    Webmaster
    http://www.ultrasfcporto.com

  3. O Jámes merece a menção, porque nasceu para aquilo; é um deleite vê-lo jogar;
    mas, toda a equipe da 2ª parte, mesmo até o Rúben, jogou muito bem… o Helton está seguríssimo (já parece o Baía a segurar as bolas só com as mãos), os centrais competentes e tranquilos (ainda bem que foste embora BA!), os laterais muito bons, Fernando outra vez polvo (filetes do dito com arroz do mesmo, que é o meu prato favorito deste molusco), meio campo e avançados com muita dinâmica e inspiração… de resto, o Hulk, é um sobre-dotado físicamente, e é mesmo incrível a potência daqueles remates! Se os restantes sul-americanos são uma delícia nos pormenores o nosso incrível vai-nos deixar muitas saudades quando se for…mesmo de pontaria desafinada…
    Quanto ao ritmo, até tenho pena que não joguem na 4ª feira… Jogos assim ( e incluo o contra o Sevilha!) deixam-nos reservas de boa vontade para jogos menos conseguidos…

  4. Grande jogo!
    Quando o Porto marcou já há muito que merecia estar a ganhar, com bolas nos postes, jogadas que não resultavam por uma nesga, mas estava a ser uma injustiça tremenda. Um jogo de enervar, em grande parte do tempo. Para cúmulo com um árbitro que deixava os do Olhanense darem porrada à vontade, e a fazerem o que queriam, incluindo um que agarrou o Fucile pela cabeça, camisola, e por tudo o que apanhou, sem qualquer punição… enquanto que o Hulk bastou-lhe entrar a um adversário mas sem nenhuma rispidez, de especial, para logo receber um cartão amarelo, porque estava à pega… ficando assim afastado do próximo jogo. Depois do 1º golo tudo mudou e foi um fartote, entraram mais dois como podiam ter sido marcados mais outros dois golos, pelo menos.
    Do resto já outros aqui se exprimiram bem, a mim o que me apraz dizer é que foi um grande jogo e uma grande vitória.

    http://longara.blogspot.com/

Deixar uma resposta