Balanço 2016/2017


Depois de uma época extremamente complicada de analisar, escalpelizar, dissecar…raios, até de viver, tentemos olhar para o copo e perceber se esteve meio cheio, meio vazio ou se teve o dobro do tamanho que devia. Como fiz aqui há dois anos, as notas vão do Baroni ao Baía em sentido obviamente ascendente e terão tamanho suficiente para caber num tweet. Nem mais, nem menos:


2b – Duplo Baroni (muito mas muito fraquinho)
b – Baroni (fraco)
Bb – Baía em Barcelona (jeitoso mas longe de ser memorável)
B – Baía (bom, acima da média)
2B – Duplo Baía (época de grande nível)


 

 

GUARDA-REDES:

Casillas – Fez o que pôde, sempre que pôde. Salvou-nos o couro na Luz novamente e foi um dos elementos mais inconformados, a vibrar e a sentir. Um senhor. 2B
José Sá – Jogou pouco mas apoiou muito. Não faço ideia do que pode vir a valer como titular mas não o consigo ver como tal. Um eterno nº2? Não sei, não sei mesmo. Bb

DEFESAS:

Maxi – Gordo? Nah. Lento? Nem pensem. Perdeu fulgor mas manteve a luta e o golo do Benfica na Luz mostrou a sua vontade de ganhar por nós. Terá tempo para isso? B
Layún – Queda abrupta depois de um bom primeiro ano, quase em exclusivo por culpa própria. Um desperdício para ele e para o clube, não sei qual perdeu mais. 2b
Alex Telles – Limitado na técnica e estratégia. Lutador, assistiu muitos golos e foi expulso em momentos-chave por parvoíces. Jeitoso, mas perde para Rafa. B
Boly – Sempre que entrou fê-lo bem, mas jogou muito pouco para um gajo que custou quase €8M e que esteve no banco a maior parte da época. Bb
Ivan Marcano – Capitão de equipa por mérito, manteve-se fiel ao que sabe, inventou pouco e foi sempre um tipo fiável. Espero que continue no clube. 2B
Felipe – Exactamente o que precisávamos, um gajo duro, no-bullshit. Começou mal e acabou pior, mas o meio foi estupendo. Por favor, fica mais um ano! 2B
Fernando Fonseca – Sigo-o desde os juniores e gosto dele. É audaz, cheio de genica, é possível que não fique no plantel mas já se estreou. Menos mal. Bb
Inácio – Um jogo na Taça da Liga onde até esteve envolvido num golo. Está emprestado e não sei se fica, mas opções para lateral esquerdo há várias… Bb

MÉDIOS:

Ruben Neves– Jogou muito menos do que devia para o talento que tem. Danilo secou-lhe o lugar e Nuno não quis inventar outro para ele. Tenho pena se sair. Bb
João Carlos Teixeira – Sempre que entrou em campo pareceu mexer no jogo. Pena que tenha entrado poucas vezes. Brincalhão com a bola, talvez demais. Bb
Danilo Pereira – Um tanque no meio-campo, responsável pelo menos por uma dezena de pontos não perdidos. Se ficar, fazia dele capitão em 2017/18. 2B
Héctor Herrera – Tenho pena dele porque não parece má pessoa. Mas não chega para ser titular no FC Porto e é caro para manter no banco. Adios? Por favor? b
André André – Oscilou entre o jeitoso e o muito fraco depois da lesão no ano passado. Nunca se impôs na posição mais manca do plantel. Bb
Óliver – Nuno tirou da equipa aquele que mais futebol tem nos pés e na cabeça. A equipa ressentiu-se disso e muito. Óliver é o melhor que temos. 2B
Otávio – Melhor a 10 que na ala, arrancou a titular mas perdeu gás com a lesão e o regresso de Brahimi. Boa 1ª época completa, a 2ª será melhor. B
Sérgio Oliveira – Mais uma metade de época perdida e mais um empréstimo onde não vingou. Começa a ser complicado mantê-lo nas opções válidas. Bb
Evandro– Sempre pareceu um homem com vontade mas não conseguiu tirar o lugar aos volantes. Always the bridesmaid, never the bride, hã?. Bb

AVANÇADOS:

André Silva – 1ª época, 44 jogos, 21 golos, titularidade no clube e na selecção. É preciso dizer mais? Não é poacher, é um avançado completo. E dos bons. 2B
Jesús Corona – Faz sempre pouco para o talento que tem. Podia ser um génio a produzir, acaba por ser apenas episodicamente bom. Devia fazer mais. Bb
Adrián López – Um bom exemplo do que temos a perder com as excessivas ligações a Mendes e amigos. Um jogador desmotivado e inadaptado. Out, please. b
Yacine Brahimi – Um homem recuperado para o plantel, num dos poucos méritos que Nuno teve. Brincou muito mas produziu imenso. Uma mais-valia em qualquer lado. 2B
Laurent Depoitre – Um ainda melhor exemplo das ligações a empresários e do mau planeamento e/ou desfasamento de ideias. Obrigado mas não chega. 2b
Rui Pedro – Queimou etapas por falta de opções válidas e salvou a equipa no jogo contra o Braga. Vitória de Pirro, talvez, mas mostrou-se e muito bem. Bb
Silvestre Varela – Não é defesa direito e se Nuno queria que fosse, estaria a pensar no gajo errado. Merecia ter saído antes de se queimar mais meio ano. b
Soares – Nunca será um génio mas foi o que a equipa precisava na altura certa. Pouco faro mas muita luta, não sei que espaço terá no próximo ano. Espero que fique. B
Diogo Jota – Rápido, prático, nem sempre eficaz. Demasiado caro para insistir em empréstimos, impossível sequer pensar em comprar…mas seria útil no plantel. B
Kelvin – A prova que as vitórias do passado não contam nada no presente. Enquanto cá esteve vencemos os jogos todos, mas nunca por culpa dele. b

9 comentários

  1. (DB) Epoca de grande nivel para o Oliver? Acho que ele tem de render muito mais (bastante mesmo). Um único jogo na época (Benfas em casa) não faz uma grande época. O nível dele nao passou do Andre^2, alias perdeu o lugar para ele. Os dois, pelo rendimento desta epoca, nao tem lugar no Porto, pelo menos para o Porto que exigimos :).

  2. Jorge, concordo praticamente com tudo que dizes (correcção da nota ao Soares) menos no Óliver porque acho que pode, deve e tem potencial para render mais. Culpa do treinador das Fortalezas.
    Aguardo que deixes aqui a tua opinião sobre o Sergio Conceição.

    Abraço.

Deixar uma resposta