Baías e Baronis – FC Porto 3 vs 0 Moreirense

Uma caloraça como não sentia há uns anos no Dragão fez com que tivesse de comprar duas garrafas de água depois de levar com três finos no bucho antes do jogo. E estive sentadinho, sem grandes preocupações, a apreciar o espectáculo como um simples adepto rodeado de outros tantos simples adeptos. Continuei cheio de calor, a bufar e a suar, enquanto me mantinha sentado. Lá em baixo, no relvado, os moços corriam o suficiente para não desidratarem à louca (agora que é moda, devia ter havido pausa para auguinha da boa a meio de cada parte, não?), num jogo que foi tão fácil que nem censuro a falta de empenho ou aceleração em largos momentos de jogo. Notas, quentes como o tempo, já em baixo:

(+) Aboubakar. Há duas semanas teve seiscentas oportunidades para marcar e nem uma entrou. Semana passada em Tondela deu-nos a vitória e hoje voltou a trazer os três pontos para casa numa bela demonstração de variedade para um avançado: um golo de cabeça (naquele que foi talvez o único cruzamento decente do Telles em todo o jogo), um remate na área e um “encosto” oportuno. Mexeu-se sempre bem na área e fora dela, recolhendo a bola e entregando para os colegas direitinho, sem grandes invenções. Aproveitou também o facto dos centrais do Moreirense serem imensamente fracos, mas isso…já não é nossa culpa.

(+) Marcano. Certinho, muito bem na dobra a Telles e até a salvar algumas das parvoíces posicionais de Óliver e Danilo, mas sempre com o estilo típico do nosso “novo” capitão: calmo, com paz de alma e sem grandes preocupações visíveis. Nada o parece incomodar quando está de moral em alta e se no ano passado foi dos principais homens em que podíamos colocar as nossas apostas para o prémio de “gajo mais tranquilo do plantel”, parece trilhar o mesmo caminho este ano.

(+) Marega. Não posso dizer mal do Moussa. Para quem tem qualidade para o futebol ao nível do móvel que suporta a televisão da minha sala (apesar da maior dificuldade a controlar a bola, algo que a mobília não consegue trabalhar com o tempo), o rapaz tem feito pela vida e por muito que achemos – ou pelo menos, que eu ache – que não podemos querer ser campeões com Maregas no onze base, a verdade é que leva dois jogos a titular e jogou uma hora no primeiro…e tem trabalhado para continuar por lá. E se aquela bola à trave entrasse…tínhamos candidato para golo do ano!

(-) A entrada na segunda parte. Estavam aí uns 36 graus quando o jogo começou e não me parece que tenha baixado por aí fora à medida que a tarde ia passando. E é verdade que o adversário era fraquíssimo, o jogo estava quase ganho e a temperatura não ajudava a que houvesse uma capacidade física tremenda, mas aquela segunda parte foi quase toda pautada por um ritmo que tornou todo o Dragão numa espécie de nave com quase 50 mil almas a bocejarem de tédio e a lamentarem estar longe de uma qualquer esplanada a beber finos de penalty. Compreendo que seja uma reacção natural nos jogadores e cabe ao treinador fazer com que os rapazes acordem, algo que o próprio Sérgio se encarregava, gritando para o campo e levando a que se mexessem mais um bocadinho. Há uns anos, Sir Bobby mandava-os treinar no fim de um jogo destes. Sérgio, se daqui a uns anos cá estiveres e tiveres a autoridade moral que o Robson tinha…podes fazer o mesmo. Tens a minha bênção.

(-) Otávio. Um exemplo do Baroni de cima é a entrada de Otávio para o lugar de Brahimi, que esteve claramente com pouca capacidade física para estas coisas. Aliás, quando Brahimi tem a bola e não tenta fintar quinze adversários seguidos, algo está errado com o rapaz. Mas adiante para o brasileiro que o substituiu. Entrou lento, sem rasgo, sem “fome”, a tropeçar sozinho e a falhar todo o tipo de combinações, incluindo uma tabela que fez com Aboubakar e que depois se esqueceu de subir para receber a bola. Sérgio colocou-o ao meio e moveu Marega para a esquerda, onde o MegaMoussa continuou a correr o que podia e a esforçar-se bem…contrastando com Otávio, que teve ao todo dois lances interessantes, quando recuperou duas bolas que ele próprio tinha perdido. Não será assim que roubará a titularidade a ninguém, nem a Marega ou Soares como segundo avançado e muito menos a Brahimi.

(-) Titulares vs reservas. Já tivemos de tirar Soares e entrou Marega, até agora razoavelmente bem. E entrou também Maxi para o lugar de Ricardo, com menos força e muito menos acutilância ofensiva. E o resto? E se sai Danilo, como pareceu que iria acontecer a meio do jogo? E se Óliver desaparece por lesão ou Felipe por castigo ou Brahimi por uma possível venda? Há alternativas? O banco de hoje era composto por: Sá, Reyes, Layun, Herrera, André, Hernâni e Otávio. Quase todos recebem uma reacção da minha parte de…meh. O FC Porto 2017/2018 não está a procurar ser campeão tentando fazer omeletes sem ovos. Há ovos. Mas são de codorniz.


Se estes três primeiros jogos foram acessíveis, o próximo não será. Há que fazer com que não se tropece para manter a onda em alta. Para Braga, amigos, post-haste!

4 comentários

  1. mais um jogo ganho pela força de abou e marega o resto sao tretas, corona a nodoa do costume, layun e uma anedota, oliver sem grandes marcaçoes nao fez nada a nao ser as voltinhas do costume nao admira que someone nem o queira ver, Comparando os palnteis dos 3 grandes o nosso e claramente o pior em quantidade e qualidade, corona, layun, hernani, teixeira, e se for para completar o plantel talvez de andre2 e herrera nunca deveriam estar no porto, maxi acabou, PRECISAMOS E 3 JOGADORES A SERIO PARA O MEIO CAMPO OU ESTE ANO NAO GANHAREMOS NADA MAIS UMA VEZ. Duvido que a mentalidade destes jogadores consiga ganhar um jogo mesmo no dragao para passarmos para a frente da classificaçao, falharao sempre, hoje percebeu se que nao havia vontade de passar para a frente do campeonato, SC diz que o que interessa e no fim mas para mim e o medo dessa rresponsaboilidade por parte de muito jogador da nossa atual equipa.

    1. O quê? é o Pizzi e o Serirofic (?) que são assim tão melhores que nós ? Ou o luisão, andré almeida… jardel ?? Please. Deve ser o eliseu e o piscineiro do jonas, as grandes estrelas do benfica. O Zporting tem uma equipa ligeiramente melhor que nós. Ligeiramente apenas. Aliás, nem sei se é melhor mas eu gosto do futebol praticado pelo JJ e por isso parece-me melhor.

      Honestamente não concordo com a vossa opinião de falta de jogadores de qualidade. Afinal querem craques ou pessoal que dá o litro ? Neste momento temos gajos que dão o litro, ontem estava um calor do catano. Com 2-0 queriam que corressem até aos 5 ? Eu também, mas 3 a 0 é bom para mim. A única coisa a apontar ao plantel foi o que o autor referiu: o Danilo lesiona-se, quem vai para lá agora ? Ruben Neves ? Mikel ? Pois: Andre2.
      O Corona precisa de ir para o banco uns jogos, sim. O Octavio entrou a segunda parte, com a equipa a ganhar 2-0, com muito calor. Podia ter feito melhor ? Podia, mas daí ao baroni…

      Abraço

    2. Três jogos, três vitórias. Oito golos marcados, zero golos sofridos. Com todo o respeito Bono Marilu, mas imagino o seu comentário num cenário com desempenho inferior a este…
      O nosso FCP necessita de apoio, muito apoio. Só assim conseguirá ultrapassar este polvo orelhudo e sagrar–se campeão. Em Maio próximo terei todo o gosto em comemorar consigo nos Aliados.
      Saudações e viva o FCPorto.
      Luís Oliveira

  2. e pena que o pessimismo NUM PORTISTA seja A VALER E PARA SEMPRE. Haja frio ou haja calor! TESOS OU COM DINHEIRO. Qual é o seu grau de participação para o clube para “ALÉM DISTO?”.

Deixar uma resposta