Baías e Baronis – Benfica 1 vs 3 FC Porto

 

foto retirada de MaisFutebol

 

Ainda estou a pensar como é que foi possível. Depois do pior jogo da época nos ter ferido o orgulho quase de morte, incluía-me no grupo dos cépticos, nós que somos sempre mais negativos e que raramente acreditamos que se pode dar a volta a um resultado negativo deste nível. Quando o jogo chegou ao intervalo, dei comigo a pensar: “Bem, os rapazes até estão a tentar, mas está a faltar qualquer coisa. Se ao menos entrasse um golo, era só preciso um golo para lhes dar mais alento. Carago, povo, é só mais um bocadinho de querer, vamos a isso!!!”. Sim, eu penso com pontuação e tudo, é uma coisa minha, não questionem. Na segunda parte…Valhalla em Lisboa. Moutinho em grande forma, Hulk mais prático, Falcao mais acertado, Fernando com a mesma consistência, Otamendi e Rolando a defender muito bem e Álvaro a jogar quase como médio-ala, a pressão foi excelente, eficaz e converteu em golos alguma sorte que fizemos por merecer. Estamos na final! Vamos a notas:

 

(+) FC Porto É um jogo que define uma época. A vontade que hoje mostramos de tentar dar a volta a um resultado negativo é equivalente, perdoem-me a comparação, ao jogo da segunda mão da Taça UEFA de 2002/2003 onde a derrota nas Antas com o Panathinaikos levou ao famoso “esperem, isto ainda vai a meio” de Mourinho. Foi uma jornada fabulosa de querer, de garra e de total concentração num jogo em que partíamos com uma desvantagem muito complicada de conseguir anular. Porra, tínhamos perdido em casa com o Benfica por 2-0! Mais que isso, tínhamos perdido muito bem! Acredito que foi essa noção, o facto dos jogadores se aperceberem que o orgulho estava em jogo levou aquele extra de enfoque e compenetração que a vitória era a única opção. Notava-se isso nos jogadores, desde Beto a Falcao, desde Fernando a Hulk. Sempre a tentar, sempre a forçar, sempre a arriscar. Ganhámos e demos a volta a um resultado extremamente negativo com o contrário do que tínhamos mostrado na primeira mão: garra, luta, concentração e acima de tudo uma inabalável fé nas nossas próprias capacidades. A minha salva de palmas, meus amigos, foi memorável!

(+) João Moutinho De todos os jogadores do FC Porto que hoje calcaram o relvado da Luz, o mais importante e influente foi o mais pequeno. Moutinho fez hoje um dos melhores jogos que o vi a fazer com a bela camisola azul-e-branca, mostrando tudo o que esperamos dele e confirmando todo o talento que tem. Passes a rasgar, concentração no meio-campo, inteligência na rotação da bola e um cerrar de dentes de cada vez que disputava uma das muitas bolas divididas que venceu durante o jogo que aposto que até o Sereno não lhe mostrava os pitões num treino se a atitude fosse sempre aquela. O Sereno talvez, mas mais nenhum. A somar à influência na equipa, foi o marcador do primeiro golo, o arranque da louca sequência que abanou a estrutura do Benfica, num remate seco, forte, rasteiro, colocado. Perfeito.

(+) Fernando Se Moutinho pautou o jogo ofensivo da equipa, Fernando foi o garante da estrutura da defesa. Para além dos cortes providenciais (um dos quais deu origem a um dos golos num carrinho fabuloso a roubar a bola a Franco Jara), a forma confortável e controlada com que saiu da defesa e rodava a bola para os outros colegas do meio-campo e mesmo para o ataque deu segurança a todos e garantiu que as subidas dos laterais tinham cobertura quando havia uma perda de bola. Foi o Fernando do costume, o que diz tudo.

(+) Álvaro Pereira Sem ele o flanco esquerdo do ataque do FC Porto fica manco, a funcionar ao ritmo de serviços mínimos numa repartição de Finanças em dia de ponte. Álvaro dá energia à ala, subindo desenfreado ao nível de um Roberto Carlos de boca aberta, a tabelar com o médio centro e a ajudar os colegas em todas as jogadas que entra, somando a isso alguns cruzamentos de grande nível. É essencial que se mantenha em forma até ao final da temporada.

(+) Otamendi Mostrou hoje exactamente aquilo que o FC Porto precisava de ter desde a saída de Bruno Alves: a capacidade de sair da defesa com a bola controlada e criar desiquilíbrios no meio-campo adversário. É curioso e levemente irónico que o Benfica, a tapar bem os espaços na zona central do terreno, tenha sofrido com as subidas de Otamendi com a bola, a fazer lembrar um jovem guedelhudo que saiu do plantel aqui há uns meses. O argentino hoje mostrou a todos que é o único que pode ser fazer par com Rolando no eixo defensivo e fazer com que a equipa não tenha medo de qualquer falha.

 

(-) Carlos Xistra O penalty é um exemplo da má arbitragem. O problema é que mostrou a coerência de Xistra durante todo o jogo, marcando faltas atrás de faltas, qual delas a mais forçada. Houve tanta fita dos jogadores do Benfica na primeira parte que mais parecia que estava na serenata da Queima em plena Sé do Porto. E a somar a isso houve mais uma distribuição de cartões por tudo o que mexia pouco e nada de cartões para os que mexiam muito (Martins, segundo a Rodríguez), foras-de-jogo não marcados quando deviam (2º golo do FCP) e marcados quando não deviam (Álvaro Pereira quando ia a caminho da baliza), juntamente com uma tentativa parva de agarrar o jogo…matando-o. Felizmente os jogadores arrebitaram na segunda parte e deram uma imagem do futebol mais agressivo que Xistra tratou rapidamente de serenar, com mais faltas e mais cartões. Exagerado.

(-) Ineficácia no contra-ataque É uma das (poucas) falhas do FC Porto, apesar dos muitos golos marcados já nestas condições. Há uma estranha consistência nos constantes desperdícios de contra-ataques em que estamos em vantagem de 3 ou 4 atacantes para apenas um ou dois defesas e hoje voltamos a ver mais do mesmo. O que me incomoda é que a maioria destes lances acontecem em alturas que podem terminar o jogo e matar qualquer resistência do adversário. Como não damos a facada na carótida quando podemos…depois andamos a sofrer até ao fim, por demérito próprio. A rever.

(-) Sapunaru Não sei o que se passou. Não vi nada de especial mas acredito que tenha ficado lixado com qualquer coisa, talvez pelo penalty em que não teve culpa do que aconteceu. Seja pelo que fôr, não tem desculpa e tem de ser castigado.

 

 

Foi épica esta vitória em pleno Estádio da Luz. A forma clara como impusemos o nosso futebol, como empurramos o Benfica para trás e os obrigamos a defender com onze jogadores recuados, a maneira positivamente arrogante com que chegamos, entramos e dissemos: esta merda vai ser nossa! E três pancadas de Moliére depois, com uma outra leve pancadinha a causar algumas cócegas mas pouco mais que isso, o pano fechou-se sobre a carreira do Benfica na Taça. Vamos à final com mérito. Venha o Guimarães!

33 comentários

  1. Ainda estou anestesiado… ainda cheguei a tempo de ver a segunda parte, que festival!!! E ainda podiam ter levado mais.

    Os nossos jogadores foram fantásticos. Vê-se um espírito de luta que já não se via há muito tempo. Nunca na vida isto aconteceria com o Juju. Merito ao AVB e aos jogadores!

    Secretamente, esta era a minha precisão para o jogo de hoje se o Porto marca-se um golo a abrir. Ao intervalo estava com dúvidas, mas da maneira como empurramos e marcamos o primeiro golo já não tive dúvidas (bem ao estilo do PSV contra os galináceos)!

    Há muito anos que não vencíamos os lampiões tantas vezes na mesma época. Isto tem valido mtoooooooo!!!!!

    Agora vamos à UEFA! Eu acredito!

    Abraço,
    João

  2. Concordo com tudo o que disse Jorge, arrancou-me dois grandes sorrisos com os pitoes do sereno e as fitas da serenata… obrigado.
    Ali o ultimo ponto do Sapunaru … um jogador que ficou meses privado de jogar porque respondeu a uma agressao de um steward tendo desta feita sido “punido” atraves de um penalti fantasmagorico.. fica completamente transtornado e cada um reage á sua maneira… inclusive foi ter com o steward que o tramou…”e agora bates-me em frente a estas cameras todas?” gritante o facto deste ainda continuar em actividade!!? …(o mesmo tentou arranjar logo confusao nos festejos do golo do falcao se tiverem atentos ás imagens)
    Grande abraço

  3. Compreendo o Sapunaru, sentiu-se injustiçado, depois do ocorreu neste jogo e do que se passou no do ano passado. Mesmo que falhe os jogos do campeonato, está ai para a Liga Europa… e temos o Sereno.

    E nos últimos 2 jogos na Luz só nos marcaram de penaltis falsos.

  4. Infelizmente a repeticao na SportTV e durante um jogo meu por estas bandas.
    Alguem sabe aonde posso sacar a gravacao deste jogo?
    Muito obrigado.

    1. Infelizmente, a maior dos sites que disponibiliza jogos de futebol para download, é afecto ao SLB e só têm vitórias :( Se encontrar alguma coisa eu depois digo-te

  5. Eu achava que não consegui chorar de emoção depois de um jogo(quando choro é sempre de tristeza)

    NOT

    e para já não consigo dizer muito mais,ainda me estou a perguntar se isto aconteceu mesmo

  6. Bom post.
    Estou orgulhosissimo… Sem palavras.
    Se a final nao fosse no Jamor ainda ai dava um salto com o meu filho mais velho.
    Talvez fosse mais facil ir a Irlanda…

  7. caro Jorge, caríssimas(os):

    tendo em conta o adiantado da hora a que escrevo estas palavras (a festa nos Aliados estava soberba!), peço encarecidamente: o último apaga a Luz, ok? obrigado! :)

    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

    Miguel | Tomo I

  8. Boa Noite!

    Mas que grande vitória! já é a terceira vez este ano que os humilhamos…

    Toda a equipa esteve muito bem, mas Destaco o Moutinho que fez um jogo simplesmente perfeito.

    abraço

  9. Bom dia Portista!
    Permite-me apenas acrescentar o Cebola. Dada a época que tem estado a fazer (muito apagada) esteve muito bem, batalhador (muito, apesar de o arbrito apitar cada vez que recuperava uma bola na raça…)já perdeu alguma da atrapalhação “à Mariano” que estava a ganhar juntamente com os Kilos a mais (ainda tem alguns p/ perder).. Gostei de o ver jogar e combinou bem com o Palito na esquerda. E, finalmente, um grande jogo! Resume-se a 3 palavras a noite de ontem.. Jogo à Porto!

  10. Bom dia!
    Ontem tinha tido a possibilidade de comentar no lançamento que o Jorge costuma fazer, que ia marcar presença no jogo, com bilhete comprado em Fevereiro.Foi comprado com o orgulho ferido, acreditando numa reviravolta de um equipa fantastica! O Bilhete custou-me 30 euros, e eu dizia 10 euros / golo :) e nao é que foi verdade!Ainda bem que nao comprei de 20 euros ;)
    Dentro do estádio, nunca tinha sido tanta hostilidade contra o jogo em si; nem no jogo que nos deu o titulo.Estavam apenas 37.000 mas pareciam cães raivosos e pela primeira vez senti-me desconfortável a ver um jogo de futebol. E a primeira parte, estava a dar-lhe moral. No estadio tinha-se a percepcao de um benfica melhor, mais organizado tacticamente, com a lição estudada e um Porto desorientado ainda há procura da sua identidade como diz o Mister. E Após o falhanço do Falcao ( que lembrou os falhancos do jogo do sevilha no dragao ; o falhanço de baliza aberta no jogo do Campeonato) as coisas ficaram mais complicadas para o porto, foi respirado de alivio na Luz, em que a defesa do Julio César foi festejada como se de um golo se tratasse. Mas uma vez mais, o AVB mostrou-se um GRANDE motivador e treinador, a equipa apareceu transfigurada para melhor! e a entrada do James foi o momento que virou! que visao de jogo, AVB! Clap, Clap!Á medida que o Porto pressionava, o Benfica recuava, cada vez encostado ás cordas..Entao nao altura do 3 golo, bem foi o silencio total..confusao entre adeptos do proprio clube.Ainda com o lance do penalty reavivou a chama, mas uma vez mais o Porto demoonstrou porque que é a melhor equipa a jogar em Portugal e das melhores equipas do mundo a jogar sobre pressão! Foi notorio o espirito de equipa e a uniao que “unia” a equipa desde o beto ao falcao..O falcao fez um sprint fantastico do meio campo para a defesa para evitar uma jogada de perigo! Uma SO equipa! No momento do golo do penalty, o Rolando virou-se para o Sapunaru e disse-lhe ” tem calma, pah! Vamos conseguir” e a mensagem correu a equipa toda..o Apito Final trouxe aquilo que tem sido o Porto ! Luta! Acreditar! Ambição! Humildade! SOMOS PORTO! e Este é o NOSSO DESTINO! Sai do estadio com um orgulho AZUL e BRANCO ENORME! So tenho a dizer, OBRIGADA POR DAREM TUDO DENTRO DE CAMPO!CAMPEOES!!

    1. E uma vez mais, um pouco á imagem do que se passou para o jogo do campeonato! nao fui revistada..ninguem foi revistado! É algo que coloca em risco a seguranca dos espectadores no geral , la esta, permitem arremessos de telemoveis, bolas de golfe e afins sem que ninguem seja convidado a sair para fora do estadio ..

  11. Bom dia,

    Ontem fizemos mais um jogo memorável, que irá ficar para sempre nas nossas memórias.
    Na primeira parte entramos bem tacticamente no jogo numa de “apalpar” terreno, e ver o que o Benfica queria do jogo.
    E não foi preciso muito tempo para perceber que eles estavam borrados de medo, festejavam cada defesa do seu guarda-redes como se um golo fosse.
    O Albicastrense mouro, inclinou o campo, assinalando sucessivos livres laterais inexistentes, pois esta “virgem” de Castelo Branco sabe que só por essa via o seu clube podia criar perigo.
    Não viu uma agressão bárbara de Luisão a Otamendi, e consequente expulsão e penalti, e fez a sua sinfonia do apito, que o Porto transformou numa ópera de bem jogar futebol na segunda parte.
    De salientar que na primeira parte tivemos a melhor oportunidade, com a perdida clamorosa de Falcao, que deu lugar a festejos encarnados na bancada … Ridículo!

    Na segunda parte fomos para cima do Benfica, e demos um banho de bola e uma lição de jogar futebol. Muito bem Villas-Boas nas alterações tácticas.
    Depois dos 3-0 a nosso favor o albicastrense entrou em acção assinalando um penalti inexistente, o que fez com que Sapunaru perdesse a cabeça e requisitasse a substituição. No final Sapunaru de cabeça perdida, dirigiu-se ao árbitro e acabou mesmo por ser expulso, por segundo amarelo. De ânimos exaltados, tudo o que era vermelho e mexia, era um alvo para o romeno injustiçado pelo penalti que lhe foi tirado.
    Para terminar no novo salão de festas do Porto, dá-se mais um ridículo. Os stweards impedem que os jogadores do Porto festejem com a claque, empurram Beto e Acácio Valentim, e Sapunaru enraivecido corre em direcção a eles, e só a pronta intervenção dos colegas evitou a entrada nas urgências hospitalares de qualquer um deles…pois meus amigos uns sopapos do Sapo devem aleijar… e só se perdiam as que caíssem no chão!

    Destaque individual para Moutinho … que jogo fantástico!!! Alvaro, Otamendi, Beto, Sapo, Ruben, Cebola, Fernando e Rolando também com excelentes exibições. Hulk e Falcao foram decisivos nos momentos chave carimbando a reviravolta.
    Nota positiva para o mestre da táctica JJ que deixou Aimar no banco (borrado de medo), prendeu Coentrão na marcação a Hulk (o Sapo agradece). :)

    Nota negativa para o albicastrense mouro, que tornou difícil um jogo fácil e para os stweards.

    A glória é efémera, e agora só está na nossa mente a conquista da Liga Europa.

    Abraço e boa páscoa

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com

  12. Incrível, que vitória impressionante!
    Que sorte que tive quando nasci no Porto, numa família de Portistas, com um pai que me fez sócio quando ainda tinha meses de vida, mais a possibilidade de ir ao estádio desde sempre, ver os jogos do nosso Grande clube. Que sorte de ter um Presidente como Jorge Nuno Pinto da Costa, que sorte em já ter visto o meu clube ganhar títulos nacionais e internacionais… e digo sorte, porque acho que realmente ser Portista não é para qualquer um. É mesmo uma questão de identidade! Devia aparecer no BI, tipo “Portista: Sim x Não ” e assim sempre dava uma melhor ideia daquilo que somos, ou que não somos. Representamos o melhor do que há na nossa cidade e povo. Não somos arrogantes, não esquecemos tudo o que há à nossa volta, somos lutadores e, acima de tudo, vencedores. Respeitamos sempre os adversários, às vezes até de mais e…….já não sei bem o que estou a escrever…:) que Orgulho neste clube! Futebol é apenas um jogo, mas dá alegrias que nenhum político é capaz de dar, nem nenhum “chefão” consegue pagar (pronto, só as vezes)… Temos equipa para fazer esquecer as dificuldades com que muita malta vive, num ano que se adivinha ainda mais difícil que o anterior. Este treinador tem provado ser fantástico…jogadores incríveis…enfim, mais uma grande vitória e sempre a pensar já na próxima! O jogo com o Villareal vai ser muito difícil, mas depois do jogo de ontem está provado que não há impossíveis! Por isso, siga acreditar numa vitória do Porto, com mais uma eliminatória a 2 “mãos”! Força PORTO! Parabéns a todos os Portistas!!!!

  13. O AVB tinha-o dito, naquela sua forma de não guardar segredos (que afinal não existem no futebol, que é um jogo simples ) que o Porto não podia entrar com pressa… – porque em jogos para ganhar e se transcender não se pode dar nada ao adversário! Se tivéssemos marcado na 1ª parte eles teriam a 2ª toda para se equilibrar; isto é como no boxe, primeiro desgasta-se e depois massacra-se!… Todas as grandes equipes fazem isto, e é tão bonito ver o Porto fazê-lo! Ontem foi uma noite de absolutos! E meia , bem talvez um terço da eliminatória contra o Villareal ganha! Quando o Porto entrar em campo, eles já vão estar psicologicamente condicionados com esta reviravolta e com a ideia que o AVB é o sucessor do Mourinho, com futebol perfumado…
    Grande, grande tacada! De mestre! – Do nosso mestre André!
    Quanto aos jogadores não há palavras. São bons e muito bons. Mas juntos, são mágicos!
    E o Hulk, que não queria que se fosse embora nunca, é um gajo que merece tudo! As palavras dele nas entrevistas (da zona mista) são um hino de grandeza: de uma simplicidade enorme, com inocência na dose certa, verdadeiro, e sem uma pinga de rancor ou menosprezo por quem quer que seja!

    Quanto aos minutos que se seguiram ao jogo, não há palavras para descrever aquelas 4 caras da Sic notícias!! – Depois do que nos gozaram e torturaram no ano passado com a vitória na final da taça liga da cerveja, esta 4ª vitória este ano, nesta remontada histórica, assentou-lhes muito bem!
    (Nada melhor que o Maradona para o comentário apropriado…) – Perder custa muito, e mais uma vez, vem a minha homenagem a um homem chamado Jesualdo que no ano passado foi um gentleman na derrota…

  14. Vitória da classe, da organização, da competência e da verdade desportiva! Numa palavra:FC PORTO!

    Ir ao galinheiro confirmar aquilo que todos os portistas sabem, mas que os frustrados e invejosos fingem não saber e teimam em não reconhecer, é para mim motivo de grande orgulho e regozijo.

    Somos, quer queiram quer não, o melhor Clube português. A demonstração foi inequívoca!

    Parabéns a todos, do roupeiro ao Presidente e Administrador da Sad, por mais este momento de felicidade proporcionada a todos os que amam o FC Porto.

    O destino é vencer! Continuemos a dar razão ao destino.

    Um abraço

  15. Parabéns Jorge. Estiveram muito bem.

    Se tudo correr pelo melhor para ambas as partes, ainda nos veremos em Dublin.

    Abraço

    LR

    1. Obrigado, Luís, foi de facto um jogo muito bem conseguido. Se tivesse sido ao contrário seria dos primeiros a aparecer no teu estaminé para dar os parabéns, por isso agradeço e saúdo o teu desportivismo.

      Quanto a Dublin, vai ser complicado mas acredito numa final entre as nossas equipas. A primeira mão de hoje a oito dias vai ajudar a perceber para que lado tomba a sorte, mas se tivermos como exemplo esta mesma Taça de Portugal…os jogos só terminam aos 180 minutos, por isso há que ganhar boa vantagem em casa e aguentar a pressão fora! Boa sorte!

      Um abraço,
      Jorge

  16. Vai ser um preciso um BLU(E)ray para guardar todos estes momentos…

    (pena não ter podido ver o jogo ontem… espero que alguém o disponibilize)

    Saudações Portistas… e abraço a um dos raros blogs de visita obrigatória diária.

  17. Já com quase tudo dito, resta só a constatação de que o Little John, sem dúvida o melhor em campo ontem, foi mais feliz nestes últimos 15 dias na 2ª circular do que nos anos todos que lá passou na vizinhança!

  18. Back.

    Mas bem,depois de tudo isto nem há muito dizer…aqueles 10 minutos loucos continuam bem frescos na minha cabeça,bem como os três sprints que fiz pela casa.

    Estava um pouco desiludida ao intervalo,talvez por esperar que a equipa entrasse logo com uma garra parecida com a que usou no segundo tempo.Mas nem por isso deixei de acreditar,baseando-me naquela insaciável fé de adepto e,também,num bocadinho da razão que me fazia lembrar o que esta equipa já tinha feito.

    Entramos com tudo na segunda parte,só dava Porto.”Alto…” pensava eu.O golo do Moutinho a juntar à continuidade da excelente exibição que estavamos a fazer catapultou-me,agora já acreditava com a fé,com a razão,com tudo.Perdi a noção do tempo(estava a ouvir o relato) e só me lembro de gritar golo mais duas vezes…porra.

    A partir do penalty do benfica,e até ao fim do jogo,conseguia ouvir o meu coração a bater e desesperava com os contra-ataques 5×2 que não davam em golo,respirava fundo a cada fora de jogo marcado ao benfica e a cada “agarra Beto” que ouvia.

    Porra.

    1. e pensava eu que era doente…;)
      foi heróico e digno da equipa que temos. eles mereceram a alegria que nos deram. e os sprints pela casa? espero que não tenhas partido nada, lesões já temos que chegue no plantel, não é preciso adicionar os adeptos!!!

      1. Eu às vezes até tento disfarçar mas vem sempre ao cima :>

        os sprints até eram relativamente curtos,porque eu voltava logo para trás para me certificar que tinha sido MESMO golo :))

  19. Simplesmente brilhante…

    São apenas as palavras que me aparecem depois de 90m magicos… Que me perdoem os amigos, mas gostei mais deste 1-3 do que os 5-0… Entramos em campo dado por muitos como ja derrotados, a imprensa so referia Benfica na final, ate ao treinador do guimaraes fizeram lhe a pergunta para analisar a final entre Guimarães e Benfica, teve que ser o proprio treinador a realçar a existencia duma segunda mão.. Adeptos Benfiquistas só falam em vinganças por a eliminatoria essa ja estava ganha… Os excessos do costume… Conversas de TV, Jornais desportivos, e de cafe so falavam em arbitragens para resumir o campeonato,nem os 5-0, nem a conquista do titulo em sua casa serviam de argumento…Depois disso tudo, a PROVA cabal do Poder azul foi o jogo perfeito que fizeram e mais que uma vitoria trouxeram a VERDADE com um palmada de luva branca nesses otarios que falam muito e nada dizem… Se nos encontrarmos na final em dublin espero que o FCP mostre ao mundo que o melhor clube Portugês esta bem vivo…

    Saudações desPortistas
    FL

Deixar uma resposta