Baías e Baronis 2010/2011 – Fucile

Época: Não foi das melhores épocas de Fucile e terminou mais cedo porque se lesionou na clavícula numa das visitas aquele relvado nojento de Moscovo. No entanto, notou-se bem o que o faz diferente de Sapunaru e é o complemento perfeito para o romeno. Sapu é mais comedido, mais pausado, mais frio. Fucile é mais agressivo, mais louco, mais audaz. Continua a mostrar algum excesso de confiança que só serve para me lixar a mona mas é um dos meus jogadores preferidos do plantel. Por mim ficava para sempre. Gosto do gajo, que querem?

Momento: O jogo em Sevilha, onde foi dos poucos que conseguiu estabilizar a defesa em frente ao zigue-zague de Navas e ainda conseguiu ir dar várias perninhas ao ataque.

Nota final 2010/2011:

BAÍA

3 comentários

  1. A este dava-lhe sem dúvida um Baroni. Jogou pouco e quando jogou fez asneira. tem culpa no empate em Guimarães e fez pelo menos mais 2 ou 3 erros graves ridículos porque parece estar a marimbar-se para o jogo. Um deles foi um penalti já nao me lembro contra que equipa mas penso ter sido o Setubal.

Deixar uma resposta